Doria diz a deputado que, para derrotar Bolsonaro, sentará até com Lula em 2022

'Ele falou a seguinte frase: ‘em 2022, pra derrotar o Bolsonaro, eu sento até com o Lula’. Eu falei: ‘vai muito bem por aí. É um bom caminho’", contou Orlando Silva

Jornal GGN – O deputado Orlando Silva disse nesta sexta (2), em entrevista à Revista Fórum, que o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), admitiu negociar com Lula em 2022 para derrotar a tentativa de reeleição de Jair Bolsonaro.

Silva disse que a fala de Doria ocorreu durante um encontro para tratar da reabertura das escolas em São Paulo. O deputado afirmou a Doria que ficou com a frase sobre Lula na cabeça e comentaria com um jornalista, quando tivesse a oportunidade. Doria deu autorização para que a mensagem fosse divulgadada.

“Eu fui procurar o Doria pra debater a abertura das escolas, que naquele momento eu achava errado. (…) Eu falei com ele assim com muita fraternidade, franqueza, foi uma conversa bem interessante”, afirmou o deputado. “Lá pelas tantas, ele falando de política, ele falou a seguinte frase: ‘em 2022, pra derrotar o Bolsonaro, eu sento até com o Lula’. Eu falei: ‘vai muito bem por aí. É um bom caminho’. Eu disse ainda pra ele que fiquei com a frase na cabeça e quando tiver chance vou falar sobre isso pra um jornalista. E ele me respondeu: ‘pode falar’.”

Doria assinou nesta semana um manifesto pela “consciência democrática” ao lado de Ciro Gomes, Luiz Henrique Mandetta, João Amoêdo, Eduardo Leite e Luciano Huck. Nenhum nome da esquerda foi convidado para assinar a carta.

Quando a segunda turma do Supremo Tribunal Federal declarou Sergio Moro suspeito e anulou o caso triplex, o governador tucano saiu em defesa do ex-juiz. “Minha solidariedade ao juiz Sérgio Moro. A Lava Jato foi um divisor de águas em nossa longa história de impunidade. Esse esforço de cidadania e avanço civilizatório não pode ser esquecido. A lei é para todos.”

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora