Esquerda precisa se unir contra Alckmin com PT superando sentimento anti-Ciro, diz Maringoni

Foto: Lalo de Almeida/Folha

Por Gilberto Maringoni

No Facebook

CIRO COMO FATOR DE UNIDADE PETISTA

Algo curioso ocorre no interior do PT, diante da possibilidade cada vez maior de Lula ser arbitrariamente impedido de participar das eleições. Não há candidato interno capaz de unir a agremiação.

O PT sem Lula pode sofrer um processo de peemedebização, através da formação de blocos regionais com interesses próprios. Sem programa claro – os ziguezague político dos 13 anos de governo comprovam a assertiva – os diversos agrupamentos exibem tênue identidade entre si..

A coesão de momento é um ruidoso movimento anti-Ciro Gomes, um considerável fator de unidade interna.

Ciro funciona mais ou menos como um “outro” que faz as vezes de ameaça externa para reavivar o patriotismo de partido e viabilizar um candidato com carteirinha do PT. Qualquer que seja ele.

O pedetista hoje é um grande espantalho para a militância petista. Por isso, o anticirismo é vital nessa lógica.

O movimento é particularmente grave quando o grande capital consolida Geraldo Alckmin como seu candidato preferencial, tendendo a deixar Bolsonaro à margem da disputa.

É hora de a esquerda ativar suas baterias contra o ex-governador de São Paulo e o Centrão, ou a “turma do Eduardo Cunha”, como bem define Guilherme Boulos. Bater em quem está ao lado é desastre anunciado a pouco mais de dois meses das eleições.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Em queda, Russomanno retira Bolsonaro de jingle eleitoral em SP

36 comentários

  1. Sabe aquela pressão descomunal sobre o Haddad? Então…
    Fernando J.

    Livre especular é só especular (Millor, adaptação)

    “…considero que o PT está demorando demais pra tomar uma posição de unidade de centro-esquerda, pra que se possa articular as forças políticas em torno de uma “salvação nacional”.”

    Deve ficar tudo para depois de 15 de agosto, última data para registro da candidatura. Daí, os partidos do golpe ingressão nos tribunais. Provocado, o judiciário dará o veredicto pela não candidatura e o tio Lula terá de arrumar uma solução. 

    E enquanto isso? Lula tem hoje 4 interlocutores: Haddad, Celso Amorim, Franklin Martins e Gleisi. Desses, um ou dois “in pectore”. Sobre esses (leia-se Haddad), será feita uma pressão descomunal pela unidade. A cada visita, Haddad vai relatar isso. E quem exerceria essa pressão sobre Haddad para cobrar do chefe uma decisão, e pra ontem? As mais expressivas personalidades da sociedade civil, exasperadas com a tragédia desenhada no horizonte por não haver tempo hábil para uma reação. Exemplo: pessoas do quilate de um Bresser-Pereira, intelectuais de peso, etc. Requião já começou. 

    Faltam 77 dias para a eleição e 24 para o 15 de agosto. 

    ***

    De ontem para hoje, Requião, Wanderley Guilherme dos Santos, Maringoni, fora os que ainda não vi. É só o começo. Aliás, a solução está na reveladora foto do post, que diz tudo. Essas pessoas que estão se manifestando, não são “ciristas de carteirinha”, nunca foram, mas BRASILEIROS preocupados com os rumos e os destinos do país. Só isso. 

     

    • Maringoni e o desastre anunciado

      O movimento é particularmente grave quando o grande capital consolida Geraldo Alckmin como seu candidato preferencial, tendendo a deixar Bolsonaro à margem da disputa.

      É hora de a esquerda ativar suas baterias contra o ex-governador de São Paulo e o Centrão, ou a “turma do Eduardo Cunha”, como bem define Guilherme Boulos. Bater em quem está ao lado é desastre anunciado a pouco mais de dois meses das eleições.

      ***

      Vão desqualificar e agredir o Maringoni, assim como estão fazendo com o prof. Wanderley?

      • Claro que vão .. pra não te desqualificar …

        É preciso babar, gritar Lula que nem maluco e berrar não tem plano B.. não tem plano B … Não tem discussão. Só gostar do Lula e do PT é pouco. Repito: precisa babar, berrar, xingar, ironizar etc… Jesus.. fazem o mesmo que os ‘caras’, lá do outro lado, fazem!

      • 99.9999% dos brasileiros não

        99.9999% dos brasileiros não sabem quem é maringone nem wanderley, 99.99999% sabem quem é Lula.

        Parem de falar besteira. Eu acompanho política o tempo todo e não sei quem são estes caras.

        O wanderley que conhecemos é o luxemburgo, que apoia o Lula; já maringone, nunca ouvi falar – nunca!

        Juntem seus 1000 expexialixtas e seus 1000 votos e apoiem o coronel tupiniquim com dna tucano, os trabalhadores estarão com quem sempre tiveram com Lula e o PT.

        Bando de arrogantes que querem impor sua vontade a quem de fato consegue votos – os trabalhadores no seu dia a dia.

         

  2. Tragédia anunciada. Cui bono?

    Fosse só bater… Além de tudo, minam, esculhambam, sabotam todo tipo de alianças do Ciro. O PT está pensando para dentro de si e não para fora.

  3. É a direita que está louca para que o PT vá de Plano B

    Esse é um ponto que Rui Costa Pimenta tem alertado nas últimas análises políticas: é a direita – por meio do seu think tank, a mídia – que está doida pra que o PT apresente logo o “Plano B”, permitindo-lhes abrir as portas dos esgotos para atacar um eventual substituto de Lula.

    A esquerda, como passa o dia ligada na grande mídia de direita, acaba corroborando esse tipo de análise.

  4. Lula livre
    Ciro poderia ser o vice de Lula . Será que ele aceita? Ainda bem que o partido de Ciro Jeirissati não tem problema de quebrar em grupos com programa próprio, é mais fácil Ciro mudar, de novo, de partido.
    #HaddadNoGovernoLulaNoPoder

  5. Ousadia e Compromisso

    Maringoni e o PCdoB estão corretos. É preciso uma unidade entre os democratas (socialistas e liberais) para enfrentar o Poder real que hoje domina as instituições ilegitimamente. Se Alckmin for eleito, a direita estará legitimada para continuar a destruição do Brasil.

    Pedro Pomar, dirigente nacional do PT, afirmou que o PT só fará aliança se o outro partido aceitar que o Presidente e o Vice sejam do PT . Sugiro que Pedro Pomar filie-se ao PSTU, assim seu sectarismo será louvado.

    Há um chamamento oficial para a unidade feita pelo PCdoB. Isto precisa ser transformado em realidade, com ou sem a participação do PT. É preciso coragem, ousadia e que cada um assuma as responsabilidades por suas decisões.

     

    • Marcos, um pequeno reparo

      Pedro Pomar (*) morreu na chacina da Lapa, vc está falando do sectário dos sectários, o neto “Valtinho” Pomar. Onde ele entra, eu saio. 

      Pedro Pomar nasceu em Óbidos (PA), cidade onde trabalhei entre 2004/2007, passava todos os dias na sua antiga casa, identificada por uma placa na fachada, considerado filho ilustre da cidade.

    • Valter Pomar

      Fernando J. está correto. Eu errei no nome. Onde está escrito Pedro Pomar o correto é Valter Pomar.

      Pedro Pomar foi dirigente do PCdoB, assassinado na ditadura militar na ação conhecida como Chacina da Lapa. Pedro Pomar jamais seria sectário como Valter Pomar.  

  6. Creio que o assunto ciro está

    Creio que o assunto ciro está superado.

    Ou seja, ciro nem com reza brava.

    Ele fez essa opção ao apunhalar o LULA pelas costas.

    Agora, que carregue sozinho sua insignificância política.

    Que sente no colo do capital, da globo, e dos demais golpistas fascistas.

    O PT tem outros parceiros fortes e pode vencer sem esse canalha.

  7. Unidade da esquerda em Ciro

    Estamos mesmo correndo o risco de perder o único meio acreditável de vencer o centrão podre e o PIG nas eleições, ou seja, Ciro candidato da unidade de esquerda.

    Se não é possível ver Lula livre e com direitos, a única alternativa segura de poder vencer as eleições é Ciro. Não convocá-lo para ser a cabeça desta Frente é passar atestado de ingerência política, pois Ciro é um quadro raro de capacidade e consciência; negá-lo é dizer que o Brasil não o merece,  é preferir passar “40 anos no deserto”, há não ser aconteça açhum milagre.

     

  8. “É hora de a esquerda ativar

    “É hora de a esquerda ativar suas baterias contra o ex-governador de São Paulo e o Centrão”. 

    Como? Por acaso o colunista acha que a mídia vai publicar “ataques” contra seu candidato? Ou acha que os “blogs sujos” irão mudar a opinião de alguém?

    A única forma de se fazer isto é justamente mantendo-se a candidatura de Lula. Além de tudo poupa-se o plano B de ataques. 

    Creio que Lula sabe melhor do que o colunista o que e como fazer.

  9. Ai que insistência nessa tolice!

    Nao vai rolar, ainda nao entenderam? Lula nao vai indicar Ciro. E mesmo se fosse, ou se a direçao partidária topasse essa traiçao, os militantes nao aceitariam. Ciro é o plano B DA DIREITA. 

    • Historiadores do futuro, atenção!

      Daqui a 50 anos, os livros hão de registrar esse momento dramático em que estamos metidos. E também hão de registrar o depoimento de Lula para a História, em que explica, finalmente, porque não rolou a aliança com o Ciro em 2018: A Anarquista Lúcida não deixou. 

      • Claro, Creuza. Ninguém esperaria tanto de você, rs.

        E nem lê os comentários a que responde, ou entao nao entende. Como é PT na terra e Lula no céu, se acabo de comentar que, mesmo se Lula indicasse Ciro Gomes, eu nao votaria? Votaria em Lula porque acredito, mas nao em qualquer um que ele indique. Votaria em qualquer indicado por ele que fosse do PT, votaria em Boulos, em Manuela, em Stédile se ele for filiado a algum partido, mas em Ciro só se fosse no segundo turno e só contra Bolsonaro, o que nao vai acontecer.

  10. É uma tese excelente, mas não

    É uma tese excelente, mas não agora. Faltam menos de 100 dias para as eleições, e já há pesquisas mostrando que Lula tem 41% das inteções de voto, 10 pontos acima dos demais colocados, que somam 31%. Não é a hora, não é mesmo. Pelo andar da carruagem, vai ser indispensável essa união para governar. 

  11. Se é pra ir de direita

    Se é para fazer nova política. Melhor chamar Marina, pode fazer parte da bancada, e disputar de frente em 2022.

  12. Se é para ir de direita

    Melhor chamar Marina. Pode fazer parte da bancada, e disputar 2022, se algum dia for fazer a nova política mesmo.

  13. Já que insistem…devo repetir

    Ciro é candidato avulso (já passou por sete legendas). Ciro é um fast food, uma “candidatura pronta” dele mesmo, que a cada quatro anos é colocado “à disposição” de qualquer partido. O PDT, incompetente para gerar sequer um candidato próprio, entrou num site de compras e encheu o carrinho com o Ciro, vindo de um shopping virtual, arrumadinho e com discurso pronto! Sem nenhuma sintonia com o partido que o “alugou” para esta eleição e muito menos com a esquerda, cujos votos ele quer ganhar graciosamente. Com oferta pague um e leve dois, o PDT pegou também o Mangabeira Unger, uma espécie de “Andreia Neves” do Ciro. O PT teria que matar o seu próprio partido, condenar Lula e partir para apoiar este oportunista?

    • Ciro é um péssimo politico,
      Ciro é um péssimo politico, um desastre, arrogante, pretensioso e frágil. Perde dele mesmo.
      E o mais incrível é ver um monte de expexialistax, patetas acostumados a uma bela boquinha defendendo este entulho autoritário com dna tucano.
      Temos o cafezinho, o pha e outros patetas, que não sabem ler o que esta evidente, é Lula, só ele quebra por dentro o golpe.
      Sua prisão é política, o povo sabe disso e não vai abandoná-lo. Na hora H, teremos uma enchurrada de votos. PDT vai minguar, é um balaio de gatos regidos por politicas tolas desenvolvidas entre uma caipirinha e outro lá no Itacoatiara. Não adianta o PDT encher os blogs de esquerda com recursos e textos de expexialistax com o caquetico pantaneira, que fala fala fala e não diz nada.
      Irritante e imperdoável esta ladainha pro coronel Ciro.

    • Ciro é um péssimo politico,
      Ciro é um péssimo politico, um desastre, arrogante, pretensioso e frágil.Perde dele mesmo. E o mais incrível é ver um monte de expexialistax, patetas acostumados a uma bela boquinha defendendo este entulho autoritário com dna tucano.Temos o cafezinho, o pha e outros patetas, que não sabem ler o que esta evidente, é Lula, só ele quebra por dentro o golpe.Só ele tem o sentimento, a compaichão e o amor do povo. Vejam as fotos. Olhem como as pessoas olham para o Lula. É paixão, uma paixão retribuída por Lula. Deixem de lado seu racionalismo infantil e prestem atenção nos sentimentos.Sua prisão é política, o povo sabe disso e não vai abandoná-lo. Na hora H, teremos uma enchurrada de votos.O PDT vai minguar, é um balaio de gatos com políticas completamente diferentes em cada estado. São regidos por politicas tolas desenvolvidas entre uma caipirinha e outro lá no Itacoatiara. Não adianta o PDT encher os blogs de esquerda com recursos e textos de expexialistax como caquetico mangabeira, que fala fala fala e não diz nada.Irritante e imperdoável esta ladainha pró coronel Ciro. E quem vai defender este coronelzinho, os blogs expexialistax… tenham dó. O voto é ganho no dia a dia, na conversa entre trabalhadores, não se achem com uma força que não tem…

  14. “Trojan” é o nome daquilo que vamos levar “lá” …

    No dia 7 de outubro depois das 17hs … Puta cegueira. Estamos entregando de bandeja para eles… E quando a gente vem aqui externar opinião contrária é “troll” … é coxinha .. é reaça etc. Se Ciro é uma bosta, um trojan, como foi dito, e o Alckmin, é o que? É a outra bosta que vamos “ter que engulir” nos próximos 8 anos. Anotem aí!

  15. Ciro teve oportunidade de se

    Ciro teve oportunidade de se posicionar a favor da liberdade do Lula no momento de sua prisão.

    Ciro teve a oportunidade de denunciar o golpe de estado judiciário e firmar posição contra a Lava Jato.

    Ao invés disso, preferiu caminhar em direção ao centro e fazer média com setores da classe média que apoiam o punitivismo.

    Agora, depois de ser deixado a ver navios pelos canalhas do centrão com quem estava se articulando, vem pregar união.

    Estou traumatizado com vices com projeto de poder próprio. Melhor ir para a luta com uma chapa puro sangue, ou no máximo com a Manuela Dávila.

    Bolsonaro e Alckmin no segundo turno é uma combinação quase impossível de acontecer, avaliando as estatísticas das últimas eleições majoritárias. Existe um comportamento que se repete (30% campo progressista, 30% campo conservador, 40% que pode optar entre um lado e outro dependendo da situação econômica). Não precisa ser um expert para notar que o desastre Temer cairá no colo da direita. Temer canalha, que não é bobo nem nada, irá lançar o Henrique Meirelles para absorver a sua rejeição, na esperança de que o povo não associe Alckmin com o desastre do seu governo. Mas isso é impossível por que o centrão é Temer. E se o centrão apóia Alckmin, significa que Temer é Alckmin, e Alckmin é Temer.

    Portanto, se Lula for impedido e não puder concorrer, a melhor opção é Haddad, com Manuela Dávila de vice. 

    • Mas ele se posiciou e foi

      Mas ele se posiciou e foi solidário à Lula em todos os momentos. Foi muito crítico de Moro e dos abusos do judiciário.

      Ele não denunciou o golpe do judiciário como o PT o faz ou outros da esquerda o fazem porque, segundo ele, quando se denuncia algo dessa gravidade, é preciso quebrar com todo o paradigma. Daí a fala dele de “levar Lula para uma embaixada” e então a ideia de reunir juristas (incluso ele) para formar um caso que aponte a perseguição e as falhas do processo. Ciro critica o PT por estar sendo contraditório nesse ponto, pois eles seguem recorrendo na justiça, de alguma forma esperando que Lula seja solto pelo rito normal através do STF, de algum modo isso demonstra a esperança de que a Justiça não esteja perseguindo o ex-presidente totalmente. Dessa forma, ele que é advogado e ainda mais como candidato à cargo no executivo, se de fato denunciasse como golpe, estaria se opondo à própria atitude do PT de recorrer e palpitando sobre algo que é papel do judiciário.

      É um posicionamento complexo, que vai além de bradar a liberdade de Lula ou de aceitá-lo na prisão. Por isso mesmo é muito criticado, a direita tem medo de sua afeição pelo Lula e a esquerda não vê que Ciro está do lado dele mas que não pode se pronunciar dessa forma. Mas não tenha dúvidas que Ciro está do lado de Lula, sabe que Lula é inocente e está sedento pra ver o Judiciário resgatar a neutralidade e autoridade que deveria ter.

      Concordo que a Lava-jato foi aparelhada para perseguir o PT, mas também não há de se jogar tudo fora. Há “sangrias”, não é homogêneo. Inclusive é bom que corruptos do PT tenham sido presos, para o próprio PT. Duro é ver os abusos, realmente. Mas daí acabar com a Lava-jato e outras operações corremos o risco de voltar à era FHC do engavetamento de processos contra poderosos político-empresariais. É preciso só garantir que seja de fato justa e acho que essa é a proposta.

  16. O movimento anti-Ciro da

    O movimento anti-Ciro da esquerda é completamente infundado. É baseado apenas em aspectos superficiais como “ele trocou muito de partido” ou “ele esteve no partido do fulano de tal”, mas quando você pesquisa mais profundamente verá que ele sempre teve as mesmas convicções e sempre compromissadas com as causas sociais, ambientais e obviamente trabalhistas, jamais cedendo a interesses excusos por razões eleitoreiras. Caso o fizesse, e teve oportunidade para isso, já teria saído como presidente antes (mas por um alto custo). É uma total ilusão achar que Ciro flerta ou se aproxima da direita.

    Além disso acusam-no de não apoiar Lula, o que é um absurdo. Ele sempre colocou-se como uma opção à parte, diferente de PT e de PSDB, discordando de pontos práticos, mas nunca no âmbito mais profundo como razão de ser da esquerda de erradicar a pobreza, garantir direitos trabalhistas, políticas de inclusão, fazer funcionar o estado, combater a corrupção e a concentração de renda. Não há muitas diferenças nesses pontos. Quando Lula foi presidente, chamou Ciro de ministro e Ciro recusou. Lula teve de insistir e Ciro cedeu e foi Ministro da Integração Nacional. Quando Lula se aproximou do PMDB e outros partidos, Ciro pulou fora e olha só no que deu essas alianças…

    Era para Ciro ser o candidato apoiado pelo PT em 2010, mas Lula preferiu apoiar a Dilma que até então era quase desconhecida e sem experiência nesse tipo de cargo. Ainda assim, Ciro apoiou a candidatura e o governo Dilma, apesar de recusar o pedido da própria para assumir ministério. Foi de fato uma prova de sua lealdade, não ao PT em si, mas as causas que tanto ele quanto o PT lutaram.

    Ciro sempre denunciou Cunha, Temer e outros protagonistas do golpe. No youtube tem uma entrevista dele para o UOL de 2011 em que ele já fala de todas essas coisas. Também é de se pensar, caso o PT tivesse baixado a bola em 2010 e colocado-se como apoiadores de outra legenda se o sentimento anti-petista teria crescido ao nível que cresceu. De fato, não é normal um único partido no poder por tanto tempo, por mais que se tenha as melhores das intenções, é até certo ponto compreensível a frustração dos opositores. Essa baixada de bola não teria diminuído o PT em nada, apenas deixado-o mais sadio.

    Agora, é um absurdo imaginar que Ciro irá pedir apoio do PT nesse momento. Rolou um flerte quando se falava de uma chapa Ciro-Haddad mas logo essa ideia sumiu. Com este histórico, não é egocentrismo de Ciro tentar uma chapa independente sua, o projeto que ele tem é bem desenvolvido, mas está desde os anos 90 ali esperando acontecer.

    Nas semanas passadas em que Ciro foi falar com o “centrão”, muitos da esquerda o acusaram de se vender, mas olha só, eles não aceitaram justamente porque Ciro não cede quanto à questões importantes como revogar a reforma trabalhista. Poucos percebem a diferença entre oferecer um plano e até aceitar sugestões ou colocar-se abertamente aos planos dos outros em troca de apoio (como parece ter sido a abordagem de Alckmin, que está se contradizendo toda hora sobre o imposto sindical). Poucos percebem também como é estratégica essa aproximação. Li um comentário de Lupi que diz que Ciro até ficou aliviado de não ter apoio (apesar de perder em tempo de tv e grana), pois pegaria muito mal para a esquerda o apoio daqueles partidos. Porém, tudo isso também significa que, se eleito, ele terá uma vantagem importante para conseguir passar suas ideias pelo congresso, tendo em vista que nenhum dos congressistas pode dizer que ele não buscou se aproximar. Ele sai na vantagem. Compare essa estratégia com outros partidos menores de esquerda, que parecem simplesmente ignorar a existência de opositores no congresso e bater cabeça na tática de emplacar o maior número de pessoas em sua legenda e pronto.

    Infelizmente também estou achando muito difícil o Lula apoiar Ciro, tendo em vista que dia após dia o PT insiste na tecla de que será Lula e só Lula e não outro, nem do PT muito menos de outro partido. Acho que de alguma forma também estão de mãos atadas, pois faz sentido pensar que isso seria ceder e aceitar a prisão do ex-presidente. Não faço ideia do que vão fazer quando a candidatura dele for barrada.

    Estou com Ciro com ou sem Lula e tentando passar essa ideia para frente junto de outros amigos de esquerda. Não é porque Lula está na frente nas pesquisas que isso o coloca como perfeito para encabeçar a candidatura. Ele também é muito rejeitado e isso não é trivial. Além disso, da mesma forma pode se argumentar que quem quer que Lula apoie, terá uma enorme vantagem. Por que não, então, usar dessa vantagem? Apontar alguém de confiança (e Ciro é de confiança, o próprio Lula sabe disso muito bem) e fazer as ideias passarem, o que é mais importante, ainda que não seja com o rosto de Lula nas urnas.

  17. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome