Faltam alternativas a Lula, diz sócio da Vox Populi

Foto: Ricardo Stuckert

Jornal GGN – João Francisco Meira, cientista político e sócio do instituto de pesquisas Vox Populi, disse em entrevista ao jornal Valor Econômico, segundo edição desta terça (10), que ainda não surgiu no cenário para 2018 uma alternativa à candidatura de Lula, que vem liderando as sondagens junto à opinião pública há meses, agora seguido por Jair Bolsonaro. Na visão de Meira, “Lula é candidato a presidente da República em qualquer circunstância. Até preso, ele é candidato.”

Ao jornal, o especialista apontou que não será “tão simples sepultar a candidatura de um líder de pesquisas e que é de se esperar uma batalha jurídica no caso de uma condenação. Se Lula for impedido – preso ou não -, o cenário esdrúxulo que poderá surgir é o de uma campanha com um representante do PT prometendo que, se eleito, será Lula, de fato, quem governará”, disse o Valor.

Em contrapartida, Bolsonaro é muito extremado para o gosto da maioria dos eleitores e para conseguir impedir uma vitória petista. “Pode ser que as pessoas não se animem a votar em Lula, mas não vão votar em Bolsonaro para Lula não ganhar. Bolsonaro é extremo demais para a grande maioria da população”, apontou Meira.

Sobre o PSDB, o cientista político disse que a legenda carece de uma liderança com condições de disputar a presidência. João Doria e Geraldo Alckmin têm problemas distintos. O último já fracassou em sua empreitada rumo ao Planalto e não se sabe se ele tem base eleitoral para tentar novamente, agora com sucesso. Doria, por sua vez, é muito associado ao empresariado, e isso pode ser um grande obstáculo com as classes mais populares.

Leia também:  Com vacinação, Bolsonaro perde e Doria ganha popularidade nas redes

Na visão de Meira, quem poderia surgir como o candidato alternativo a Lula, que reuniria mais forças ao centro, seria o ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa. “Ele deixou uma impressão muito marcante como juiz”, disse. “E tem essa característica e um juiz que enfrentou os poderosos.” Além disso, Barbosa seria o primeiro candidato negro.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

9 comentários

  1. Ciro

    O candidato alternativo a Lula, fora Haddad, é Ciro.

    Sabe o que faz falta? Uma pesquisa com os paulistas que votaram em Doria se estao com saudades de Haddad

  2. O Ciro é o cavalo de troia

    O Ciro sempre foi a favor do golpe. A alternativa vão ser os milicos. Eles não vão deixar o Lula voltar. O Lula acredita que vai voltar. 

  3. É triste não haver renovação. É derrota para a centro-esquerda.

    justiça seja feita… uma Direção Nacional e a imensa vaidade humana de um líder (de qualidades) forjaram-se a ferro e fogo como partido único e guia genial dos povos. Como na luta sindical,uma briga de foice pra cortar asas de eventuais nascentes lideranças capacitadas.A turma quase toda talvez esqueça das rasteiras explícitas sobre Ciro Gomes,p.ex.; a democracia interna q tem sua amostra no Caso Recife: acusações de compra e venda de votos entre os 2 ex-prefeitos que lutavam, sim, por sua nova candidatura (até hoje não são claros os motivos daquela rivalidade, só a boca do povo e hipóteses que omito). Provavelmente alguns de nós tem outras amostras, como eu tenho, mas relevei, acreditei, até cansar, e acordar. Triste.

    • Votar por exclusão

      meu 1º voto é Ciro.

      Se houver 2º turno, por exclusão, votarei no, então, candidato único.

      Exceto se for Ciro X o Único, voto em Ciro de novo.

      (é obs prevendo leituras apressadas de alguns posts meus).

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome