Haddad não se deixa intimidar pela bancada do Jornal Nacional

Candidato do PT contornou todos os ataques e expôs a aliança do Golpe em plena Rede Globo

Jornal GGN – Foram quase 30 minutos de uma “entrevista” sem brecha para qualquer proposta. Fernando Haddad até recebeu de William Bonner um “obrigado” por “enfrentar” as perguntas da bancada ao final de sua participação no Jornal Nacional, nesta sexta (14). O presidenciável do PT, que colunistas da velha mídia tentam reduzir a “poste de Lula”, passou bem longe de se deixar intimidar. Contornou todos os ataques que recebeu – e não foram poucos, como era previsível – e fez contrapontos às narrativas dos apresentadores. Expôs com clareza e fidelidade aos fatos a aliança do Golpe de 2016 em plena Rede Globo. 

Logo no início, os apresentadores passaram alguns minutos insistindo para que Haddad fizesse um pedido de desculpas público, em nome do PT, por causa de todos os escândalos de corrupção, principalmente o Mensalão e a Lava Jato. Haddad não cedeu.

“Eu divido a questão da seguinte maneira. Tem o governo que fortalece as instituições que combatem a corrupção, e governos que enfraquecem essas instituições. Na minha opinião, os governos do PT foram os que mais fortaleceram o combate à corrupção.”

Haddad expôs que a corrupção revelada pela Lava Jato vem de “tempos remotos”, embora a imprensa insista em atribuir o esquema exclusivamente ao PT. 

Pressionado pela pretensa delação de Renato Duque (tomada como verdade absoluta pelos apresentadores), na qual o ex-diretor da Petrobras diz que Lula tinha conhecimento de todos os esquemas de corrupção na estatal, Haddad respondeu que acha difícil que qualquer presidente tenha conhecimento de detalhes do cotidiano das empresas do Estado e admitiu que “as estatais ficaram desguarnecidas” em termos de fiscalização. Mas não deixou de fazer constar que delatores e empresários que enriqueceram com desvios na Petrobras já estão soltos, usufruindo de seus patrimônios e, em muitos casos, não apresentaram provas que corroboram as delações.

Leia também:  Congresso quer sangrar verbas de saúde e infraestrutura por fundo eleitoral

“INVESTIGADA A GLOBO TAMBÉM É”

O clima passou a ficar tenso quando Bonner começou a propagar o discurso da Lava Jato, dando a entender que o PT não tem “casos isolados” de corrupção, mas “sistematicamente” opera como uma organização criminosa que faz de tudo para se manter no poder. O jornalista nivelou petistas que foram delatados mas não acusados, acusados mas não condenados, réus condenados sem trânsito em julgado e outros, como Dilma Rousseff, que não são réus, mas investigados, como se fossem todos culpados.

Haddad não deixou por menos e disse que a Rede Globo também é investigada por problemas fiscais, e não recebe o mesmo tratamento que Bonner confere a petistas.

– A Rede Globo muitas vezes condena por antecipação, disse Haddad.
 
– Eu faço jornalismo, defendeu Bonner.
 
– Vocês não tratam os problemas da Rede Globo como tratam os problemas do PT. (…) Vocês são uma concessão pública e têm problemas na Receita. Mas não vou ficar aqui antecipando julgamento”, devolveu o petista.
 
Haddad conseguiu, ainda, contornar os golpes desferidos com base em ações apresentadas pelo Ministério Público de São Paulo nas últimas semanas. O ex-prefeito expôs, inclusive, que a imprensa insiste em colocar em xeque um contrato da Prefeitura com a Constran (consórcio com 30% de participação da UTC), quando a licitação nunca foi questionada por nenhum órgão de controle ou fiscalização. Os próprios delatores negam superfaturamento.
 
Quando o presidenciável passou a expôr os resultados do combate à corrupção que sua gestão promoveu apostando na Controladoria-Geral do Município, Renata Vasconcellos interrompeu:
 
– Candidato, acho que o Bonner está satisfeito com sua resposta…
 
– Mas eu não estou satisfeito. Quando é sua honra que está em jogo, você decide [quando para]. Quando é a minha, eu decido, disparou Haddad.
 
Questionado sobre a derrota no Paço paulistano, em 2016, para João Doria (PSDB), Haddad deu uma aula sobre a conjuntura que levou o anti-petismo à vitória em inúmeras cidades antes administradas pelo PT. O papel da mídia, que alimentou o clima de ódio ao PT com a Lava Jato, foi novamente criticado.
 
“Aconteceu uma indução a erro. O eleitor foi induzido a erro. Ele votou de acordo com as informações que ele tinha. A informação que ele tinha era que o PSDB era de santos e o demônio do Brasil era o PT.”

 

39 comentários

  1. Ansiedade e desinformação
    Ansiedade ensaiada da Globo, pouco preocupada em, de fato, informar.
    Vale é deixar tudo confuso, só as perguntas-bomba bem claras, ou não, e sem respostas coerentes.

  2. Haddad não venceu… mas a Globo perdeu

    1-DESNECESSÁRIO ACUSAR GLOBO DE PARTIDARISMO

    A Globo já nem mantém as aparências, meu caros… não fizeram uma única pergunta que não fosse um ataque frontal! A fantasia já foi rasgada há anos… essa entrevista só surpreendeu os tolos.

    2-DESNCESSÁRIO PERDER TEMPO EXPONDO INTERRUPÇÕS DOS JORNALISTAS

    Virou guerra! Nunca houve nenhuma possibilidade de haver ali uma entrevista… se o PT não se preparar para a selva ao dar entrevistas na grande mídia pode desistir de uma vez.

     

    Diante disso… o Haddad foi bem. Conseguiu sair ileso do tiroteio e até mesmo fez algumas ofensivas tímidas mas certeiras.

    Pontos interessantes:

    1-BONNER FOI RETIRADO DE SUA ZONA DE CONFORTO

    Essa foi a maior vitória de Haddad: obrigar o sério e “infalível” number-one Global a fazer papel de idiota com caras e bocas… recorrendo a ironias e sarcasmos… sendo obrigado a tentar interromper desesperadamente… vendo suas armadilhas retóricas falhando… uma a uma… no estilo pegadinha.

    2-HADDAD NÃO VENCEU… MAS A GLOBO PERDEU

    Se Haddad não tirou dali uma vitória incontestável… a Globo então passou muuuuito longe de demonstrar capacidade de derrota-lo.

    Aliás… a Globo perdeu muito de seu papel “decisivo” final sobre os candidatos. O estilo agressivo está tão saturado que ninguém se importa muito com o resultado a não ser que aconteça um desastre.

    No fim o que ficou foi o estilo deselegante e agressivo dos entrevistadores… e a capacidade de resposta atrelada a paciência e humildade de Haddad.

    “Primeiro eles te ignoram, depois riem de você, depois brigam, e então você vence” Mahatma Gandhi.

    • Haddad venceu na construção de sua imagem

      Haddad saiu com uma imagem de credibilidade e até de honestidade. Pois ele queria explicar o que era perguntado e Bonner não deixava interrompendo a explicação. O telespectador ficou irritado com Bonner, pois sua curiosidade em saber a explicação não foi saciada. Haddad pareceu mais honesto e Bonner desonesto.

  3. Confesso que não vi e não me

    Confesso que não vi e não me arrependi. É chato se assistir um “filme” quando já se sabe o roteiro, os personagens e o final. 

    A Globo não faz jornalismo, mas banditismo. Se acha a toda poderosa pairando acima de tudo e de todos quando não passa de uma organização que cresceu às custas da vassalegem repugnante aos mandatários de plantão. 

    Delenda Globo! 

  4. Haddad não há mais tempo para equívocos

    Tomara que vocês tenham razão e eu esteja errado e que esse interrogatório não traga problemas para o Haddad. Porém achei que ele poderia ter sido mais agressivo e ter conduzido melhor o “interrogatório”. Acho que ele passou a impressão mais de um professor universitário do que um candidato a presidente. Afinal Haddad, você não está falando só para a classe média de SP. Você fala para um país continente com uma das maiores desilguadades sociais do mundo. Exemplo? Qual a porcentagem de brasileiros que sabe o que significa gráu de investimento? fale sobre isto mais de uma form que o país possa entender. Foque a resposta à pergunta mais no país e menos naquele que o entrevista. Isso é um terrível erro estratégico. Use mais o linguajar do povão seja mais irônico em algumas respostas e  porque não às vezes brincalhão? Você não aprendeu com Lula? Isso é o que faz Lula grande, admirado pela maioria e não pela elite para a qual você pareceu falar. Por que você não sugeriu aos interrogadores discutirem propostas? Isto os colocariam na defensiva. Você perdeu demasiado tempo batendo na mesma tecla. Outra coisa, essa hiper exposição do Lula no seu programa está começando a passar a impressão que você não passa de um preposto tanto é que até os adversários já perceberam isso. Isso precisa ser melhor administrado onde anda a sua assessoria?

  5. Coerente, conciso e elegante

    Coerente, conciso e elegante frenta a dois mamutes deseperados

    Parabéns professor haddad e boa sorte, pois nos seus primeiros dias de governo será assim ou talvez pior, segundo a “imprensa”

  6. POLITICA
    Como é visível o desespero da Globo. Na entrevista de Haddad ficaram tão irritados com o equilibrio e contundência das respostas que não obtiveram sucesso em macular a imagem do Petista.
    Valeu Haddad.

  7. E …..

    O candidato não conseguiu expor seu programa de governo. Afinal pq o convidaram ! Somente para tentar massacrá-lo ? Mas o massacre foi direto na TV , por expor de forma tão clara, seu verdadeiro intento.

     

  8. Muitos políticos do PT
    Muitos políticos do PT ficaram indignados com a postura da Globo nesta entrevista com Haddad. Estavam se lamentando nas redes sócias.

    Porra ! Qual a parte que esses políticos do PT não entenderam que a Globo não gosta do PT, que a Globo fez, faz e vai continuar fazendo tudo para destruir o PT.

    Pqp ! Esses caras ainda ficam indignados com a postura da Globo.

    Esqueceram que a Globo comandou e fomentou o impeachement e a prisão do Lula.

    Só espero que o PT no governo não tente se reconciliar com a Globo, senão será golpeado outra vez.

    Esses líderes e políticos do PT são muitos lerdos.

    Esqueçam a porra do controle remoto, destruam a Globo.

  9. tangolomango

    A indicação de diretores e presidentes de empresas públicas, bem como a de desembargadores dos tribunais de justiça e presidentes de tribunais superiores, deve passar pelo crivo do Presidente da República. Quem determina isso é a Constituição de 88.

    A bancada do telejornal mais assistido do País, em corrida presidencial, insinuou que esses procedimentos seriam uma manipulação partidária. Não mencionaram, por exemplo, que a lista tríplice é formada por outros órgãos e o Chefe do Executivo apenas indica o escolhido. Em alguns casos, passando ainda por sabatina no Senado.

    Eu não assisto mais a esses programas da tevê aberta, mas quando assisto, fico constrangida.

  10. Os estrategistas políticos do

    Os estrategistas políticos do PT são mais ingênuos que minha sobrinha de 2 anos. Poha! A Globo é inimiga do PT e do Brasil. Tem que ser tratada como tal.

  11. Haddad x Globo
    QUE BOM VER UM CANDIDATO SERENO SEM USAR DE BRAVATAS! NÃO ENTROU NO JOGO DE CENA DESSA EMISSORA DESONESTA E PODRE! E FEZ O MAIS IMPORTANTE: LEMBROU À AUDIÊNCIA, EM ALTO E BOM SOM, QUE LULA ESTAVA ALI!

  12. Faltou a pérola sobre o partido judiciário
    “Recurso existe porque justiça erra. Se não errasse só existiria juiz de primeira instancia” – toma serjumoro!

  13. Dados do Jornalista Ricardo

    Dados do Jornalista Ricardo Miranda:

    “Dos 27 minutos de entrevista – assisti diversas vezes para cronometrar -, 16 minutos foram com perguntas e interrupções de William e Renata Vasconcellos, sua parceira de palco. 16 minutos! Ou seja, Haddad teve 11 minutos. Em outras palavras, as perguntas e interrupções tomaram 60% do tempo. William Bonner fez 53 interrupções. Renata outras 19. Em diversos momentos falaram ao mesmo tempo que o candidato, impedindo seu raciocínio”.

    Na falta de substantivo melhor: Pura canalhice! 

    Mas o PT e o Haddad já sabiam. No fim das contas, talvez a exposição ajude a tornar o Haddad mais conhecido, e pode até ser divertido, na semana que vem, perceber que o candidato cresceu nas pesquisas graças ao JN.

    A ver.

     

     

  14. Escancaram a perseguição!!!

    Desde 2014 quando o dedo “sujo” daquela patricinha dessa emissora, numa atitude deplorável, quase encosta no rosto da HONRADA, não mais tiveram minha audiência. Portanto, hoje, assisti a farsa, pela internet.  O intuito era denegrir o PT. Interrupções a fim de cumprirem a manipulação!  Um misto de nojo e raiva me acomete agora. Triste ver um  espetáculo de horror, protagonizado por inescrupulosos “locutores” de uma emissora, que só mal ao país tem feito desde sempre, agredindo um elegante e educado brasileiro cuja biografia só nos traz orgulho!  Vergonhoso!  São 7:45h do dia 15. A sensação é de que acabei de ver um filme, onde um lindo pequeno príncipe, como num toque de mágica, entra num imundo chiqueiro de porcos famintos e sai de lá muito mais lindo e limpo!!!   

  15. Não é fácil, mas Haddad

    Não é fácil, mas Haddad mostrou a que veio; sua competência é evidente, não deixou pedra sobre pedra das atiradas pela dupla de, como diria, entrevistadores de perguntas com entendimento acusatório já inserido, nada sobre quais o plano de governo do candidato, sua visão da economia e dos acontecimentos. Uma verdadeira inquirição, onde ardia a vaidade de ambos, o Wiliam Bonner velho conhecido de todos, sempre numa posição pavoneada, com sua costumeira falta de educação ao perguntar, claro quando se trata de alguém que possa contrariar os interesses da Globo, como é o caso de Haddad nessa eleição, na qual é candidato de oposição à Presidência da República pelo PT, e mais ainda, quando interrompe o infeliz candidato que está inquirindo, bloqueando as respostas ou atrapalhando o desenvolvimento das mesmas, no óbvio objetivo de dificultar e diminuir o desempenho e a avaliação que se possa fazer. Sua coadjuvante, Renata Vasconcellos, nova na bancada com essa função de inquirir, mostra uma agressividade, que faz coro com o Bonner, o pavão, mais parecendo um capota choca (nada de misoginia). A verdade é que, apesar de tudo, Haddad sem dúvidas foi um show à parte, que fugiu das covardes armadilhas criadas, respondendo tudo e reclamando com elegância da falta de modos da dupla, com segurança, conseguindo apesar das dificuldades impostas pelos inquiridores, dar algum recado do que pretende com seu Governo. Tem luz própria, sem dúvidas, irradiou confiança.

  16. Se o PT conseguir assumir o

    Se o PT conseguir assumir o governo em 2019 a primeira coisa que deveria fazer é tirar a exclusividade dos direitos de transmissão do futebol brasileiro da globo. Se algum time não concordar e mesmo assim quiser fechar exclisividade com a globo perde na hora os patrocinios estatais. Por exemplo se o corinthians e o flamengo fecharem com a globo perdem o patrocínio da Caixa, simples assim!

    A globo é uma ameaça a democracia e aos interesses nacionais Ela é o principal entrave para o desenvolimento do país. É preciso tratá-la como inimiga e reduzir ao máximo seu poder. Não basta uma lei de democratização dos meios de comunicação é preciso atacar o poder econômico da globo. Onde já se viu pagar um salário de 1 milhão para o Bonner e 600 mil para a Renata Vasconcelos para ficar se comportando como mercenários e sabotando o país?

     O PT precisa fazer como o Brizola:

    [video:https://www.youtube.com/watch?v=mjthRokW-3o%5D

  17. Vamos ver o que vai

    Vamos ver o que vai acontecer. Seja Haddad ou seja Ciro o eleito, nenhum deles poderá fugir a uma tarefa: acabar com a globo, por bem ou por mal. Mas sem conclamar o povo a participar da demolição, não adianta. Congresso e judiciário comem na mão da globo e tentarão barrar qualquer ação do executivo. Será preciso convocar o povo a participar desta inadiável missão.

  18. A Globo tem dono. E são eles

    A Globo tem dono. E são eles que deverão pagar pelos danos que nos causaram desde sempre.

    Haddad não fez bravatas e nem mostrou-se mais “macho” que ninguém.

    Firme, claro e direto… É tudo que o Brasil quer!

     

     

  19. Por favor, vamos cair na

    Por favor, vamos cair na realidade !

    A manchete está totalmente equivocada. Haddad deixou-se sim se intimidar. Ele não respondeu nenhuma pergunta, não foi assertivo e não falou de maneira clara para o seu público entender. 

    Ele foi muito mal, esta é a realidade. 

    Melhor que ele e sua equipe saibam disso, para, se for o caso, treinarem mais para a próxima. 

    Ele deveria ter se desvencilhado das armadilhas “corrupção” e respondido sobre suas propostas e seu plano de Governo. E falado mais sobre o Governo Lula e menos sobre Dilma. 

    Outro ponto que ele se perdeu é não ter atacado o Governo Temer. 

    E deveria ter dito o óbvio, ele não é Dilma. Isso é o que mais vão explorar na campanha. 

    Vão atacar a corrupção e comparar ele com a Dilma, se não deu certo com ela porque dará com ele ?

    O PT, ao contrário tem que colar a politica economica de Bolsonaro no Governo Temer e claro,fazer a comparação de biografias e além disso,expor as bizarrices que esse sujeito falou a vida inteira. 

    Sem contar as alianças de bastidores, que se não foram feitas, diifcultarão e muito a eleição. 

     

    • E tem gente que realmente

      E tem gente que realmente acha que aquela “entrevista” (na verdade, um interrogatório) era para falar sobre propostas?

      “Não foi isso que eu perguntei, candidato!”

      “Candidato, você está tergervisando!”

      “Candidato, por gentileza, responda a pergunta que eu fiz!”

      “Candidato, eu vou insistir na pergunta! Por favor, responda!”

    • Não se paute pelos “conselhos” dos piguentos

      O formato das entrevistas no JN é para desconstruir a política e o político entrevistado, principalmente os que não são do lado que a Globo apoia. Então não adianta muito ali fazer discurso político convencional como é feito no horário eleitoral.

      Haddad conseguiu algo que eu achava inimaginável: sair com mais credibilidade do que Bonner (do ponto de vista do telespectador do JN). Porque Haddad explicava em suas respostas com a serenidade de um professor e Bonner interrompia não deixando explicar. Isso irrita o telespectador que estava tentando entender a explicação. E tira a credibilidade do jornalismo da Globo (para o pouco de gente que ainda acredita). Haddad pareceu mais honesto do que Bonner. Simples assim. Não é pouca coisa para um político, categoria tão estigmatizada pela Globo.

      Haddad saiu com sua imagem melhor do que entrou para o telespectador homer sympson do JN. É o suficiente para o eleitor prestar mais atenção nele e saber que ele é Lula e, portanto, contra Temer.

  20. E quando você pensa que essa

    E quando você pensa que essa firma não tem como ser pior… ela piora.

    Dissemina, entre os cucas-mongas viciados em drogas como esse jornal, o jeito como Política e políticos devem ser tratados: não se deve ouvir as propostas do candidato que eventualmente as têm, deve-se é hostilizá-lo, agredí-lo. E se for candidato do PT, então, aí é que viceja a mais profunda truculência e burrice de seus “artistas”, os que desfilam na revista Caras (o William e a Renata) e os que ficam escondidinhos, os Marinho e o Ali Kamel.

    Há quem diga que essas pessoas não são burras, limitadas. Pelo contrário cumprem muito bem a tarefa de manter “o povo” bitolado, pautado pelo medo e pela raiva do que lhe é direito (a saber, realizar cidadania e civilizadade), fingindo-se de burras para induzir burrice. Mas o que se observa cada vez mais são pessoas que, pelo tanto que estão sofrendo com o império da iniciativa privada desregulada – desemprego, desânimo, falta de auto-estima etc.)  cansaram de se deixar manipular e que assumem postura crítica e independente do que os donos e funcionários da firma pretendem e pensam:

    “Ora… se vocês são burros, são vocês que são, não eu…”

  21. Haddad é de direita petistas?
    “Não há uma conspiração do Judiciário contra o PT!” Haddad, Fernando

    “Golpe é uma palavra muito dura” Haddad, Fernando

    A se fosse o Ciro que falasse isso…

  22. Haddad não se deixa intimidar pela bancada do Jornal Nacional

    comparem Haddad com a performance de Bolsonaro e vejam a imensa defasagem.

    entre o terno caro de professor do ultraliberal Insper ou com chapéu de cangaceiro e vestindo camiseta vermelha com estampa de “Lula Livre”, qual a verdadeira identidade secreta de Haddad?

    querem sofrer ainda mais? o que já sofremos até aqui não foi o suficiente? não contem com minha cumplicidade.

    p.s.: enquanto BolsoNazi coloca a Globo de joelhos (vídeo abaixo), Fernandinho Paz e amor Haddad tenta mais uma vez firmar um pacto civilizatório com necrófilos. no caso, seremos todos nós os devorados, mortos ou vivos…

    vídeo: Mirian Leitão gaguejando em entrevista com Bolsonaro

    [video: https://www.youtube.com/watch?v=nIPiojd5dXM%5D

    .

  23. Não vi, porque não vejo JN,

    Não vi, porque não vejo JN, só quando o Bonner anunciar a vitória do Haddad, rapidinho e depois volto para a série Hanibal. Mas só o fato do Haddad falar na cara do “jornalista” que a Globo é investigada pela receita já valeu tudo.

    Lembro que o Garotinho numa entrevista para o RJ-Tv falou a mesma coisa na cara de uma puxa-saco de patrão, também auto-intitulada “jornalista”, como o Bonner.

    Mas agora foi a nivel nacional e na cara do Bonner, que fez biquinho, parece, e não de uma qualquer do segundo escalão. Da próxima vez, quem sabe no ultimo debate, fale do menage a trois da Globo, Fifa e CBF? Seria uma boa

  24. Oposição ao golpe precisa bater na emissora do mundo inteiro!

    O candidato Haddad não perdeu nenhum voto de seu eleitorado, entretanto, tenho que reconhecer que faltou análise e treino adequado para seu enfrentamento com os inquisidores, todos viram o efeito das batidas do candidato Bolsonaro na bancada! Haddad precisava mostrar um discurso claro e objetivo, principalmente no que se refere ao apoio tácito e unilateral da emissora do mundo todo, à tudo que vem precarizando o emprego e o trabalhador(visto que esse é um ponto caro a todos os trabalhadores) – percebam que a rejeição das posições da emissora desagrada da esquerda à estrema direita – logo caberia falar da omissão e parcialidade acerca das inúmeras manifestações internacionais que não são levadas ao conhecimento do povo(falar um pouco do que eles se recusam a falar), a destruição da indústria naval no sul e sudeste agravando ainda mais a crise naquela região, a tendenciosidade do judiciário para com Lula (visto que nunca encontraram uma prova acerca do que lhe acusam, a não ser delações que só servem para livrar da cadeia quem acusa o ex-presidente Lula – Ciro)  e a celeridade em prendê-lo, deixar claro a falta de respeito em aguardar suas respostas no momento da entrevista e levar seu próprio maquiador, levar sua própria água e o que mais for utilizar, precaução nunca é demais (aprendi nas novelas)…

    Mas seu discurso foi consistente, demonstrou equilíbrio emocional diante dos inquisidores! Mas quem vai para aquele espaço deve ir com cartas na manga e precisa jogá-las!

    Por enquanto estou com Haddad!

    Mas aguardo ansioso a próxima ida do Ciro Gomes… 

  25. Mau-caratismo

    Perceberam que o volume do microfone do Haddad era mais baixo que o da Renata e do Bonner? Quando havia interrupção a voz do Haddad sumia, sendo que ele não estava falando baixo. Qual o Brasil que eu quero Rede Globo? Que essa TV mau-caráter desapareça.

  26. Haddad conseguiu o inimaginável: fez Bonner parecer político
    picareta em um debate. Haddad passou credibilidade quando respondia explicando (não era simples proselitismo). Bonner perdeu credibilidade quando interrompia explicações. A impressão que ficou é de que Bonner e Renata eram quem fugiam das respostas e não Haddad fugia das perguntas. A ponto de Bonner passar recibo, demonstrando-se irritado. Na hora que vi a primeira vez, achei que Haddad não tinha ido muito bem, pois em se tratando de Globo, sou mais pelo estilo “bateu, levou” usado por Bolsonaro. Mas depois que vi outras opiniões e revi tentando ver como um homer sympson veria, acho que Haddad foi muito bem sim. Explico: – O telespectador típico do JN são os “homer sympson”, não são como a gente que lê blogs políticos, que se inteira do que se passa. Então pesa mais a imagem que foi passada do que o próprio conteúdo. – A missão de Haddad na entrevista era apenas circular a informação de que é o candidato de Lula e do lulismo, além de não cair nas armadilhas. Tudo isso ele conseguiu. – O formato da entrevista do JN é como um jogador de futebol enfrentando botinadas para quebrar e sem juiz para dar cartão. Não tem espaço para desenvolver jogo bonito. Mas no caso da entrevista, se o telespectador percebe que o zagueiro Bonner é quem está fazendo jogo sujo, o homer sympson fica contra o carrasco e simpatiza com a vítima. Ponto para Haddad, pois ele foi o craque que toda hora Bonner quis abater para matar a jogada. – A grande vitória de Haddad foi que ele conseguiu passar imagem de mais credibilidade e honestidade do que Bonner na casa de Bonner (coisa dificílima para um político).  Com isso, Bonner ficou com a cara explícita do golpe. – Haddad conseguiu sim encaixar nas respostas grandes conquistas dele e do governo Lula: pro-uni, aumento de vagas nas universidades e escolas técnicas, geração de empregos, aumento da renda, etc. Ali ele falou diretamente para o homer sympson que estava em casa o que a candidatura dele significa. – Haddad foi muito feliz em logo de cara dizer “boa noite presidente Lula, que deveria estar sentado nesta cadeira”. Ali sintetizou tudo o que representa: é candidato de Lula, Lula é vítima de um golpe e uma injustiça, Lula Livre, etc. Para o telespectador lulista, o resto da entrevista pouco ou nada importou. A não ser ficar com raiva do Bonner por repetir os chavões antipestistas que já estão surrados e não tem apelo eleitoral mais, a não ser para convertidos. – Haddad produziu memes favoráveis na internet com seus melhores momentos, o que é uma vitória dele. A própria imprensa antilulista não conseguiu nenhuma manchete desgastante. Passando a régua:Haddad saiu mais forte, Globo saiu mais fraca. Difícil ser melhor.

  27. Se o cão morde a orelha de um

    Se o cão morde a orelha de um homem esse fato não é notícia. Mas se um petista morde a orelha do cachorrão da Rede Globo durante o Jornal Nacional isso é um furo jornalístico que merece a 1a. página inteira do jornal.

    Haddad deu uma lição política no PIG e uma aula magistral de jornalismo 2.0 aos veteranos da manipulação dos fatos.

  28. Perceptível as alterações na captação do microfone de Haddad!

    Como bem foi colocado aqui em comentário! Foi perceptível à todos que haviam alterações na captação do som do microfone de Haddad! Deve ter sido em virtude de alguma tempestade solar ou algum outro tipo de intervenção cósmica.

  29. Sou meio antigo. Me lembo que

    Sou meio antigo. Me lembo que a globo tinha um programa de humor com o Jô Soares em que p personagem era um passarinho: O CORRUPTO. Ou eu sou abestado ou corrupção é bem antiga. E, pelo jeito, vai continuar indefinidamente. Depende de quem é o corruptor. Se for do ESTALISHMENT, está tudo bem. Esses aí o PARTIDO DA JUSTIÇA não mexe.

  30. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome