Lula segue firme em pesquisa enquanto intervenção não ajuda Temer

Foto: Ricardo Stuckert
 
Jornal GGN – Pesquisa Barômetro Político Estadão-Ipsos feita duas semanas após o anúncio da intervenção federal no Rio de Janeiro mostra que a impopularidade de Temer não teve alteração em função da medida.
 
Segundo o levantamento, a desaprovação ao presidente oscilou de 93% para 94%. A aprovação continua nos 4%. Os dados foram coletados antes da execução da vereadora Marielle Franco, do PSOL, no dia 14 de março.
 
A mesma pesquisa mostra que Lula é aprovado por 41% dos entrevistados, e tem 57% de rejeição. “Não houve alterações significativas no quadro do petista desde fevereiro”, destacou o Estadão, ao lembrar que é um dos que tem maior taxa de aprovação.
 
O juiz Sergio Moro continua mais rejeitado do que aprovado, de acordo com o estudo. O placar está 47% a 44%.
 
Rodrigo Maia, que confirmou pré-candidatura à presidência pelo DEM, é rejeitado por 71%, aprovado por 4% e outros 24% não souberam avaliar seu trabalho.
 
A desaprovação ao deputado Jair Bolsonaro está em 60%, dois pontos porcentuais a mais que em fevereiro, e a aprovação se mantém em 24%.
 
O Ipsos ouviu 1.200 pessoas em 72 municípios, entre 1.º e 13 de março. A margem de erro é de três pontos porcentuais.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Por que a libertação de Lula não vai soltar milhares de criminosos?, por Sergio da Motta e Albuquerque

3 comentários

  1. Jornal GGN ou quinta coluna?

    Tem ocasiões, ultimamente eu digo quase todas, que os chamados meios de comunicação que se (auto) reivindicam “progressistas” têm agido com tanta ingenuidade, que parece que estão jogando contra.

    Na verdade, pelo andar da carruagem e do comportamento de alguns donos dessas marcas, esse rótulo(“progressista”) é muito mais destinado a se apoderar de um nicho de mercado que um compromisso político.

    Por enquanto é bom observar, antes de generalizar, mas o movimento é forte.

    A divulgação de pesquisas, e da forma como foi veiculado pelo valoroso GGN, do grupo de comunicação Nassif, parece brincadeira.

    De que adianta dizer que Lula é o preferido?

    Bem, dirão os editores que isso lhe confere capital para ditar o rumo das eleições em 2018.

    Que eleições?

    E se Lula indicar o ganhador, de que valerá? Vai governar com que arranjo institucional? Esse aí? Piada, não é?

    Edá-lhe pesquisa!

    Qualquer analista mequetrefe, ou qualquer idiota da obviedade como me chamaria Nelson Rodrigues, e seu colega de classe social (média) e de profissão, Nassif, sabe dizer que não haverá eleição alguma, e que estamos só esperando o aprofunamento da percepção que a intervenção não basta, é preciso mais…

    Estado de defesa, talvez? Prorrogação de mandatos? Certamente!

    E ninguém no Congresso ousará renunciar, tenho quase certeza que ficam até 2020, quando eleições gerais (se houver) reduzirão a eleição presidencial ao paroquialismo municipalista dominado pela direita (mdb e cúmplices).

    Brandir aprovação de Lula nas pesquisas é algo inócuo.

    Até porque o limite da popularidade dele não lhe deu sequer confiança para desafiar o atual estado de coisas. Manteve-se comportado como réu, e segue comportado para a prisão!

    Sua enorme preferência pelo eleitorado não significa coisa nenhuma.

    Apostar nesse suposto embate é fazer o jogo deles.

    temer, está se lixando para sua popularidade, apesar de se movimentar como se importasse com isso.

    Claro, um pouco mais de popularidade para dar um aspecto mais “popular” ao seu golpe é desejável, mas não imprescindível!!!!

    O consenso sobre a intervenção já existia bem antes dela, porque os histéricos gritos da classe média para uma intervenção militar (que já existe desde o Pan 2007) já ecoavam.

    A voz dos pobres?

    (risos).

    Onde ela se ouve? Nas urnas? (risos). Nas pesquisas ? (novamente, risos). 

    Como dizia um velho amigo: “jornalista que fala a verdade, só o que já morreu”.

  2. A Profecia do Jucá está se

    A Profecia do Jucá está se cumprindo ponto a ponto. Essa é a única verdade. Daqui há pouco Lula será derrotado mais uma vez no STF, esse era o acordo com STF e tudo.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome