Militância no exterior celebra Lula Day e intensifica campanha, por Arnaldo Cardoso

O Lula Day nasceu da iniciativa de militantes no exterior como a brasileira Giuditta Ribeiro que há mais de vinte anos vive na Itália

Militância no exterior celebra Lula Day e intensifica campanha

por Arnaldo Cardoso

Às vésperas do segundo turno da eleição presidencial de 2022, decisiva para o futuro da democracia no Brasil, a militância petista e simpatizantes de correntes do progressismo democrático no exterior se mobilizam para celebrar a quarta edição do Lula Day.

Em diversas cidades pelo mundo no próximo dia 27 de outubro, quando Lula completa 77 anos ocorrerão eventos comemorativos da data e de defesa das bandeiras e do legado de conquistas políticas e sociais que caracterizam a trajetória do líder político e dos governos do Partido dos Trabalhadores no Brasil. O “Mandela Day” que acontece todo dia 18 de julho na África do Sul em homenagem ao líder político que libertou o país do apartheid inspirou a criação do Lula Day.

O Lula Day nasceu da iniciativa de militantes no exterior como a brasileira Giuditta Ribeiro que há mais de vinte anos vive na Itália e mantém viva a chama da militância e da articulação política em prol da democracia e dos direitos humanos no Brasil e no mundo. Com incansável dedicação, Giuditta, de sua casa em Verona, vence diariamente, entre outros, os desafios do fuso horário entre os países para acompanhar os principais acontecimentos em tempo real e estabelecer os contatos necessários para uma atuação política constante e agregadora.

“Democracia é coisa frágil. Defendê-la requer um jornalismo corajoso e contundente. Junte-se a nós: www.catarse.me/jornalggn

É inegável reconhecer que a militância no exterior cumpre papel de grande importância na projeção internacional de causas relevantes para a sociedade brasileira como a democracia, a igualdade, o combate ao racismo, à xenofobia e todas as formas de preconceito e discriminação, estimulando também o espírito da solidariedade internacional.   

O crescimento de 39% em relação a 2018 do contingente de brasileiros expatriados e registrados para votar no exterior na eleição presidencial de 2022 fez atingir a cifra de 697 mil votantes, o que demandou das autoridades brasileiras a instalação de 989 urnas em 159 cidades de 98 países. No dia do primeiro turno da eleição jornais repercutiram as grandes filas em locais de votação em cidades como Paris, Lisboa, Miami e outras pelo mundo.

O candidato Luiz Inácio Lula da Silva, que ficou em primeiro lugar na apuração dos votos do 1º turno no Brasil, também venceu no computo geral dos votos no exterior, com vitória em países como França (84,92%), Portugal (84,46%), Espanha (67,89%), Itália (52,02%), Alemanha (82,35%) Suécia (79,49%)  Polônia (79,48%)  Inglaterra (61,39%) Holanda (80,99%).

Neste ano o Lula Day que carrega o lema “A festa da esperança” espera que os festejos do dia 27 sejam o prenúncio da grande festa da democracia no dia 30. Ocorrerão eventos em cidades da Itália, Alemanha, França, Bélgica, Espanha, Suíça, Reino Unido e outras.

Os comitês participantes até o momento de fechamento desta matéria são: Comitê Popular de lutas Elas com Lula Presidente – Alemanha, Comitê Lula Day Ravenna – Italia, Comitê Popular de Lutas Lula Presidente Berlim, Núcleo di Esperienze Studio e Lotta del PT Verona com Partito dela Rifondazione Comunista Verona, Comitê Lula Day Bruxelles, Comitê Popular de Lutas Galícia – Espanha, ALMAA-Paris,  Comitê Internacional Lula Livre Genebra – Suisse, A festa da Esperança – Bélgica militância independente e Comitê Lula 13 Uk.

A esperança na reconstrução do Brasil colocando em movimento suas melhores forças é o que motiva a todos e todas. Até a vitória!

Arnaldo Cardoso, cientista político formado pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), pesquisador e escritor.

O texto não representa necessariamente a opinião do Jornal GGN. Concorda ou tem ponto de vista diferente? Mande seu artigo para [email protected].

Redação

2 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Esqueceram o Comitê Popular de Luta Lula Presidente Berlim.
    Que aproveita para dar parabéns à está iniciativa e a tod@s que dela participam com muita esperança em um Brasil e um mundo mais justo, democrático e sustentavel.

  2. EM TEMPO, da Alemanha tambem participa o Comitê Popular de Luta Lula Presidente Berlim, que aproveita para dar parabéns à está iniciativa e a tod@s que dela participam com muita esperança em um Brasil e um mundo mais justo, democrático e sustentavel.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador