Ministro do TSE que chamou Lula de ficha-suja nega recurso e pode relatar inelegibilidade


Foto: Divulgação
 
Jornal GGN – Uma decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), tomada na tarde desta segunda-feira (13), poderá ser usada para conceder a relatoria da elegibilidade de Lula ao ministro Tarcisio Vieira de Carvalho Neto, que publicamente já manifestou que o ex-presidente é “ficha-suja”.
 
É que o ministro resolver julgar um pedido quase sem importância neste momento: um habeas corpus apresentado por dois advogados externos, que não fazem a defesa de Lula, mas pedindo a soltura do ex-presidente no âmbito eleitoral.
 
Ingressado pelos advogados Pedro Alberto Lazzaretti e Taise Cândido Nunes, o HC alegava que a oficialização da candidatura de Lula na última segunda-feira (06) trazia um fato novo para considerar a liberdade do ex-presidente, agora candidato.
 
Como resposta, o ministro quase desconheceu o pedido, justificando que a Justiça Eleitoral não pode julgar casos penais, que competem à Justiça Comum, neste caso o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4). 
 
Mas, apesar de nem entrar no mérito do pedido de soltura, foi o ministro Tarcisio Vieira de Carvalho Neto quem arquivou este Habeas Corpus, o que poderá ser usado posteriormente pelo próprio ministro e pelo TSE para remeter a ele possíveis pedidos contra a candidatura do ex-presidente.
 
Acontece que o ministro do TSE já havia afirmado em evento público, em abril deste ano, que Lula é hoje “ficha-suja” e manifestou que o líder petista está inelegível. “Pela letra da Lei hoje, ele (Lula) está enquadrado no conceito de ficha-suja porque está condenado em grau de recurso”, disse, durante o VI Fórum Jurídico de Lisboa.
 
Naquele evento, o ministro já havia adiantado que o TSE deveria analisar o caso meses depois: “A questão eleitoral se projeta para o momento posterior e o TSE deverá se debruçar na questão lá pelo mês de setembro”, afirmou.
 
E ainda afirmava que se o STJ ou o STF retirassem a inelegibilidade do ex-presidente, o TSE poderia impossibilitar a candidatura depois: “Por enquanto, não cabe emitir juízo de valor sobre a candidatura antes da definição de um quadro que não compete ao TSE. (…) Se por ventura houver suspensão desse efeito de inelegibilidade pela Justiça não especializada (STF e STJ), pode ser revertirdo, mas em momento posterior”, disse.
 
 

14 comentários

  1. Impedimento
    O que falta pra conseguirem declarar impedimento de todos esses que fazem pre-julgamentos de casos fora dos autos? Vao deixar por isso mesmo?

  2. Se haviam provas ou não

    Se haviam provas ou não contra o LULA, isso ele não questiona…

    Essa é a espécie de juristas que temos no judiciário…

    Para ele foi justo…

    Opinião contrária a de juristas internacionais com maior credibilidade e que acreditam que julgamento foi fraudulento…

    Nem isso o faria pensar duas vezes?

  3. Eles têm armas de sobra, a

    Eles têm armas de sobra, a tramoia é muito grande. A possibilidade de candidatura de Lula é zero. Na minha opinião, esse assunto já deveria ter sido deixado de lado. O tempo ruge.

    • Como deixado de lado.
      A
      Como deixado de lado.

      A prisão do Lula se tornou política.
      Os advogados do Lula, assim como nós, sabem que não vão liberar o Lula .

      O que fazem ; uso político da sua prisão. Quando mais negarem os direito do Lula, mais vitimiza a figura do Presidente. O objetivo é esse, tornar Lula vítima e perseguido.
      Isso tem reflexo direto na pesquisa de opinião. Por isso Lula está liderando.

      Não duvido nada que Lula esteja por detrás dessa estratégia de recorrer de tudo que ele tem direito.

      Só para os patos negarem, e Lula ficando cada vez mais vitimizado.
      São uns otário

  4. Quando do recebimento pelo

    Quando do recebimento pelo Levandovski dos militantes heróis da grave de fome, o ministro disse que a verdade do presdidnte Lula triunfará. Mas quando, seu ministro? Quando colocarem um golpista no lugar do temeroso, via farsa eleitoral? Aí, todos os ministros, inclusive o senhor, vão cometer a canalhice de, depois de permitir toda calhordice contra o presidente,chamá-lo de injustiçado, perseguido, vilipendiado publicamente, tendo colaborado em toda esta sacanegem, e sem perdir desculpas, fazerem coro aos indignados? Safados, é isto que todos são com o lider dos pobres.

  5. Conceito

    Para mim, o conceito de qualquer juiz ou ministro que alegue pura e simplesmente o fato de Lula ter sido condenado em segunda instância para considerá-lo  inelegivel, sem se preocupar com o fato de as condenações não se terem baseado em cometimento de crime, porque sem provas, está abaixo de zero. Não estão preocupados em fazer justiça mas em usar meras circunstâncias burocráticas para basear seus sentimentos pessoais golpistas.

  6. Quando vocês irão colocar

    Quando vocês irão colocar esses “juízes” e “promotores” na prisão? É a única forma do Brasil voltar a ter alguma justiça de verdade. Não têm como ter justiça quando quem julga são os próprios criminosos.

  7. Esse tá voltado pra lua

    Nassif: esse é o cara. Reune todas as características e predicados para julgar o SapoBarbudo (versão caserna). Especialmente por ser da patota da presidenta que assumiu, pura flor que não se cheira. Só pra puxar o saco pode repetir o classico bordão, “eu condeno porque a lei me permite”. Inclusive pode fazer carreira solo, como o Verdugo de Curitiba. Quer oportunidade maior de aparecer no noticiário das 20 hoas? Com chamada do Bonner? Se perde o momento nunca mais terá outro.

    Vai que a bola é tua, Taffarel…

  8. Deixa que eu chuto

    Alguém terá que deixar a sua digital em relação à rejeição do Lula como candidato, e não será o PT.

    Alguns fogem dessa situação e outros se apresentam, do tipo “deixa que eu chuto”, ansiosos pelos seus 15 minutos de fama

  9. Se a eleição fosse hoje, Haddad não venceria no 1º turno

    Se a eleição fosse hoje, não seria o Haddad, mas o Lula que venceria no primeiro turno. Até o dia 7 de outubro ainda vai rolar muita água debaixo da pinguela dos Golpistas.

  10. Impossível olhar para um juiz

    Impossível olhar para um juiz como este sem experimentar uma forte sensação de estar diante de uma pessoa que desfruta de um poder para o qual não está capacitado.

  11. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome