No Pernambuco, Paulo Câmara é eleito no primeiro turno

Jornal GGN – Sem surpresas, o candidato ao governo do Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), foi eleito no primeiro turno, com larga vantagem, 68,10% dos votos contra apenas 31,05% do segundo colocado, Armando Monteiro, do PTB.

O senador do PSB também dominou as urnas. Fernando Bezerra Coelho teve 64,37% dos votos, contra 34,77% de João Paulo, do PT.

Eduardo da Fonte (PP) foi o deputado federal mais bem votado. Em seguida vieram Pastor Eurico (PSB), Jarbas (PMDB), Felipe Carreras (PSB) e Anderson Ferreira (PR).

O deputado estadual mais bem posicionado foi o Pastor Cleiton Collins (PP). Depois vieram Presbitero Adalto Santos (PSB), Raquel Lyra (PSB), André Ferreira (PMDB) e Simone Santana (PSB).

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Cenário da Futura Eleição baseado na Eleição Passada, por Fernando Nogueira da Costa

6 comentários

  1. Pernambuco começou a andar

    Pernambuco começou a andar para trás. A direita vai voltar aos poucos e vai ser pelos braços do PSB. A vitória da coligação de Eduardo foi acachapante; fez quase todas as bancadas legislativas. Praticamente não vai ter oposição. E ainda me fez a vergonha de dar vitória pra Marina. Nunca vi um defunto tão poderoso; tô até com medo de assombração.

    • Pois é, Arthemísia. Não moro

      Pois é, Arthemísia. Não moro aí, mas sou daí. À distância e pinçando informações soltas após a tragédia,  cheguei a conclusão de que durante todo governo do Eduardo Campos, Pernambuco tinha uma eminência parda. Revelou-se na montagem do ritual do velório.

  2. EM Pernambuco!

    Não se diz NO Pernambuco, mas EM Pernambuco. Meu estado é Pernambuco, não é o Pernambuco.

    Vcs (aí do Sudeste) tb têm mania de falar O Sergipe. Errado! É Sergipe, sem artigo, assim como Goiás, Roraima, Rondônia, Santa Catarina… Só Alagoas e Minas Gerais permitem as duas formas. “Eu sou de Alagoas (Minas Gerais)” ou “Eu sou das Alagoas (Minas Gerais)”.

  3. Pernambuco, estado tão

    Pernambuco, estado tão agraciado com investimentos federais no governo Lula,  consolida sua condição de capitania hereditária.   Feudo da família Campos, será governado por mais um egresso do TCE/PE, sob a liderança da poderosa matriarca.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome