Números e estatísticas das eleições 2014

Enviado por Roberto São Paulo

Brasileiros vão às urnas eleger seus representantes no Executivo e Legislativo

Por Iolando Lourenço

Da Agência Brasil

Eleitores de todo o país e residentes no exterior vão às urnas hoje (5) para votar nos candidatos de sua preferência a deputados estaduais, distritais, federais, senadores, governadores e presidente da República. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), estão aptos a votar 142.822.046 eleitores, sendo 52,13%, mulheres e 47,78%, homens, uma diferença de 4% a mais de mulheres.

Esse eleitorado deverá comparecer a uma das 3.033 zonas eleitorais do o país e do exterior. Estarão disponíveis para serem usadas nesse pleito 534 mil urnas eletrônicas, entre as principais, as reservas e as receptoras de justificativa de falta de voto. Estão escalados para trabalhar 3.033 juízes eleitorais e cerca de 22 mil servidores da Justiça Eleitoral. Os eleitores residentes no exterior só poderão votar para presidente.

Vivem fora do Brasil e estão aptos a votar 354 mil eleitores. Eles moram em uma das 135 cidades espalhadas por 89 países. O maior eleitorado está nos Estados Unidos, com 112,2 mil pessoas, seguido do Japão, com 30,6 mil, de Portugal, com 30,4 mil, da Itália, com 20,9 mil, e Alemanha, com 17,5 mil. Mesmo estando aptos a votar, os brasileiros que vivem em países onde há menos de 30 eleitores não irão às urnas.

Nas eleições de hoje, os brasileiros poderão votar nos cinco cargos em disputa: presidente da República, governador, senador, deputado federal, deputado estadual ou distrital. Serão eleitos neste domingo 27 senadores – um de cada estado e do Distrito Federal, 513 deputados federais, 1.035 estaduais e 24 distritais. Também serão eleitos os 27 governadores. Para alguns desses cargos, a decisão poderá sair hoje ou ficar para o segundo turno, no próximo dia 26,  entre os dois mais votados.

A Presidência da República está sendo disputada por 11 candidatos. Os 27 cargos de governador dos estados ou do DF estão sendo disputados por 176 candidatos. Cento e oitenta e cinco disputam as 27 vagas do Senado, 7.140 concorrem a uma das 513 vagas de deputado federal, 17.010 disputam uma das 1.035 vagas de deputado estadual e 1.028 concorrem  a uma das 24 cadeiras de deputado distrital.  A ordem de votação é deputado estadual ou distrital, deputado federal, senador, governador e presidente da República.

A votação será das 8h às 17h, obedecendo o horário da localidade. O eleitor deverá comparecer à seção de votação com documento oficial com foto e com o título. A previsão do TSE é que, em média, o eleitor gaste 1 minuto e 14 segundos para votar nos cinco cargos em disputa.

Nestas eleições, mais de 21,6 milhões deverão votar pelo sistema biométrico (15,18% do eleitorado apto). O sistema será adotado em 764 municípios de todos os estados e do Distrito Federal. No entanto, em 762 desses municípios houve revisão eleitoral biométrica. Em Bento Gonçalves (RS) e Florianópolis (SC) não houve a revisão, mas parte do eleitorado já está identificada pelas impressões digitais. Com isso, a identificação dos eleitores nessas localidades será mista. 

Para as eleições de hoje foram selecionados para trabalhar como mesários 2,4 milhões de brasileiros, entre homens e mulheres. Segundo o TSE, mais da metade desses mesários são voluntários, se ofereceram para trabalhar. Eles estarão atuando nos 5.570 municípios brasileiros e nas cidades de 89 países onde os brasileiros que se cadastraram poderão votar.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

10 comentários

  1. Abstenção, votos em braco, e votos nulos.

    Percentual de abstenção e votos em branco aumenta; nulos diminuem

    04/10/2010 – 21p2—-Débora Zampier—Repórter da Agência Brasil—Edição: João Carlos Rodrigues

    Brasília – O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Ricardo Lewandowski, informou hoje (4) que a porcentagem de abstenções nas eleições aumentou em 1,37% em 2010 em comparação com as eleições de 2006, mas ele considera a estatística dentro da média. “Não acredito que houve um motivo específico para esse aumento, a votação foi maciça.”

    Neste ano, 18,12% dos eleitores não votaram, o que dá 24,6 milhões de votos não validados contra 111,1 milhões computados. Em 2002, a abstenção foi de 17,74% e em 2006 de 16,75%.

    A porcentagem de votos em branco também cresceu em comparação com as eleições de 2006. Foram 3,13% neste ano (3,4 milhões), contra 2,73% em 2006 e 3,03% em 2002. Já os votos nulos vem caindo nas últimas três eleições: 7,35% em 2002, 5,68% em 2006 e 5,51% neste ano (6,1 milhões).

    URL:

    http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/noticia/2010-10-04/percentual-de

  2. A Lógica é IMPERATIVA, Se não

    A Lógica é IMPERATIVA, Se não for isso, PODE ser aquilo.

    Se não for no primeiro turno, PODE ser no segundo Turno!

    O PIG divulga o segundo turno como se fosse a primeira presissa, excluindo a possibilidade VITÓRIA DA DILMA no PRIMEIRO TURNO!

    Se der vitória da Dilma no primeiro turno, vão criar o CLAMOR SOCIAL para pedir recontagem dos votos?

    Essa argumentação SEM explicitar essa alternativa, SÃO 2 GOLPES EMBUTIDOS!

    O primeiro retira força do primeiro colocado, que se ganhar por margem mínima pode ficar refem da idéia da falta de legitimidade!

  3. Faltou, como de costume,

    Faltou, como de costume, falar da abstenção, que deve ser algo entre 20 e 30% no primeiro turno.

    Uma grande parcela de brasileiros, que como eu, não admitem mais participar do circo eleitoral, montado para legitimar o sistema.

  4. matéria objetiva e muito

    matéria objetiva e muito legal.

    notei nas urnas que as pessoa demoram mais

    porque não sabem da sequencia

    exigida, estadual, federal, enador e presidencia.

    se todo mundo soubesse isso com certeza o tempo seria até menor.

    tb acho que a gente deveria sair da urna

    com um comprovante-papel para garantir.né.

    nunca se sabe….

     

  5. Direito Obrigatório

    Sou contra o voto obrigatório. O Sistema político brasileiro precisa ser refeito. Este sistema atual é deficiente.

    Só voto porque este meu direito de votar é obrigatório, do contrário, não votaria.

     

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome