Sem partido, Bolsonaro não poderá participar de palanques municipais

Há mais de nove meses desfiliado do PSL e ainda sem conseguir criar o Aliança pelo Brasil, Jair Bolsonaro afirma que está negociando com três partidos políticos

Em 2018, Jair Bolsonaro não participou de alguns debates eleitorais - Foto: Roberto Casimiro Fotoarena

Jornal GGN – Há mais de nove meses desfiliado do PSL e ainda sem conseguir criar o Aliança pelo Brasil, Jair Bolsonaro afirma que está negociando com três partidos políticos. Por essa razão, não poderá participar do primeiro turno das eleições municipais.

“Em comum acordo tenho conversado com 3 outros partidos para o caso de não se concretizar a tempo o Aliança”, escreveu o presidente da República, nas redes sociais. “Por outro lado, continuamos viabilizar a criação do Aliança”, completou.

A afirmação foi dada após responder que não irá participar do primeiro turno das eleições municipais este ano, aonde declararia o apoio a candidatos em municípios. Mas, de forma contraditória, justificou que a decisão é por falta de tempo durante a “pandemia” e a “retomada da nossa economia”, e não por ainda não ter se filiado a um partido político.

Apesar disso, usou o espaço para declarar que ainda está analisando aliança a outro partido político e que, neste caso, existem “condições para essa filiação”, o que será decidido por ele no ano que vem, 2021.

“Nessa segunda hipótese [se Bolsonaro não conseguir criar o seu partido], de ambos os lados, se impõe condições para essa filiação. Isso também decidi que somente poderia acontecer em 2021. Boa sorte a todos os candidatos e, principalmente, aos eleitores nessas escolhas”, escreveu.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora