Tocantins elege governador por seis meses neste domingo

     
Kátia Abreu e Carlos Amastha lideram pesquisas de intenção de votos, com o governo cassado de Marcelo Miranda – Fotos: Divulgação

Jornal GGN – O Tocantins e outros 20 municípios realizam neste domingo (03) eleições para escolher governador, prefeitos e vice-prefeitos. As votações fora do tempo ocorrem diante da cassação de mandatos ou de candidaturas indeferidas pela Justiça Eleitoral. Mas no caso do Tocantins, por ocorrer a poucos meses de novas eleições, que serão realizadas novamente em outubro deste ano, os votos ocorrem como um tipo de teste para o que virá.

No estado, os mandatos de Marcelo Miranda (MDB) e da vice Cláudia Lélis (PV) foram cassados por arrecadação ilícita de recursos para a campanha de 2014. Concorrem para governar Tocantins por seis meses, e a quatro de novas eleições, um total de oito candidatos, entre eles a senadora e ex-ministra Kátia Abreu (PDT).

Da ABr

Por André Richter

O Tocantins e 20 municípios de nove estados (SP, CE, RJ, BA, RS, RO, MG, RN e GO) terão novas eleições hoje (3) para a escolha de governador e de prefeitos e vice-prefeitos. As eleições suplementares serão necessárias diante da cassação dos mandatos ou do indeferimento do registro de candidatura dos vencedores do último pleito, realizado em 2016. A votação ocorre das 8h às 17h no horário local.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), cerca de 1,5 milhão de eleitores estão aptos a votar. Os prefeitos e vices foram barrados por irregularidades nas campanhas, como abuso de poder econômico, condenação por improbidade, baseada na Lei da Ficha Limpa, e compra de votos.

No Tocantins, 1 milhão de eleitores vão escolher os novos governador e vice-governador. Disputam o governo do estado sete candidatos: Carlos Amastha (PSB), Kátia Abreu (PDT), Marcos de Souza Costa (PRTB), Márlon Reis (Rede), Mauro Carlesse (PHS) e Vicentinho (PR). O candidato Mário Lúcio Avelar (PSOL) concorrerá sub judice, o que significa que seu registro de candidatura aguarda uma decisão final.

As novas eleições ocorrem em função da cassação definitiva dos mandatos de Marcelo Miranda (MDB), e de sua vice, Cláudia Lélis (PV), por arrecadação ilícita de recursos para a campanha de 2014. Para garantir a segurança da votação, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou envio de tropas federais para o estado.

Os eleitos no Tocantins ficarão no cargo até 31 de dezembro. Em outubro, nas eleições gerais, a população apta a votar voltará às urnas para eleger um novo nome para o governo do estado.

Municípios

Em 20 municípios de nove estados, os eleitores irão às urnas para escolha de prefeito e vice-prefeito. A maior cidade é Teresópolis (RJ), com 126 mil eleitores e nove candidatos a prefeito. A escolha é para definir quem substituirá o ex-prefeito Mário de Oliveira Tricano (PP), declarado inelegível pela Justiça Eleitoral por condenação por abuso de poder político e uso indevido dos meios de comunicação nas eleições de 2008.

Os demais municípios têm menos de 51 mil eleitores. São eles:

Jeremoabo, na Bahia, e Pirapora do Bom Jesus, Bariri e Turmalina, os três em São Paulo. 

No Ceará, Umari, Tianguá, Frecheirinha e Santana do Cariri. No Rio Grande do Sul, Bom Jesus, em Goiás, Niquelândia, e Rondônia, Vilhena. 

Em Minas Gerais, Guanhães, Ipatinga e Pocrane, no Rio Grande do Norte, João Câmara, Pedro Avelino, São José do Campestre, Parazinho e Galinhos. 

No próximo dia 24, haverá novas votações em mais seis municípios para escolha de prefeitos e vice-prefeitos. São eles: Santa Luzia, Itanhomi e Timóteo (MG); Cabo Frio e Rio das Ostras (RJ); e Moju (PA).
 

7 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Spin GGNauta

- 2018-06-04 02:11:23

Kd o Fux, o caçador de fake

Kd o Fux, o caçador de fake news capaz de alterar fraudar o resultado de uma eleição....

Resultado de imagem para whatsapp e votos nulos campanha e fake

Eduardo Costa Amorim

- 2018-06-04 01:39:17

Estamos numa democratura, ok

Estamos numa democratura, ok

Spin GGNauta

- 2018-06-04 01:34:34

Resultado oficial do TRE

;;..as eleições do TO  mostram o resultado da  ausência de Lula no cenário politico....eleitorado sem norte...a metade do eleitorado resolveu se ausentar do processo eleitoral, se abstendo ou anulando o voto, lembrei do Egito..,...bom para  o candidato do golpe com muita grana para torrar....eleitorado desorientado por causa do silenciamento de Lula....como o Golpe pediu ao capeta.....e muita gente anulou o voto por ter sido induzido por uma mensagem fake veiculada pelo WhathsApp, segundo a qual, se mais da metade de votos for de nulos,  a eleição será anulada,...o que é uma grande mentira: basta 1 voto válido para o candidato ser declarado eleito...enfim, tempos loucos....quer dizer, bicudos: bom para essa direita sem voto....

https://nuvem.tre-to.jus.br/owncloud/index.php/s/jIje3yMmc4NKeLy#pdfviewer

Spin GGNauta

- 2018-06-04 01:18:46

Gostou né Globo

Gostou né Globo bandida...aliás, o sonho de consumo do Golpe para as eleições presidenciais: Lula retirado a forcepes  do cenário politico ....tempo de campanha exíguo e fragmentação do campo progressista: PDT (Kátia Abreu), PSOL e PSB (Amastra, com PT na vice) sendo que, diferença muito pequena, o Amastra não passou para o segundo turno....campo progressista com pouco tempo na TV e sem grana para a campanha....bom para os tucanos, que concorrem com vice na chapa do governador interino, que tem a máquina pública na mão....e muita grana pra torrar....

Votos brancos, nulos e abstenções são quase metade do eleitorado no Tocantins

https://g1.globo.com/to/tocantins/eleicao-suplementar/2018/noticia/votos-brancos-nulos-e-abstencoes-sao-quase-metade-do-eleitorado-no-tocantins.ghtml

Spin GGNauta

- 2018-06-04 00:40:41

Vitória do fator Doria: nulos e abstenções com quase 50%

Quem ganhou foram os votos nulos e abstenções, aliás, uma amostra do que serão as eleições presidenciais, caso sejam realizadas, sendo TO o modelo, claro que els ocorrerão, pois são favas contadas a vitória do canditato que deve ganhar. O PT indicou o vice na chapa do Amastra, prefeito de Palmas, que perdeu o segundo lugar para o candidato do PR, por uma diferença de um pouco mais de 20 votos....

30% de abstenção + 19.21% = 49.21 %

O segundo turno será disputado entre dois candidatos de direita:

Carlesse, do PHS, 30.32%

Vicentinho Alves, do PR, 22.16%

Uma curiosidade: a candidatura de um procurador da república e um ex-juiz....

"O ex-juiz Marlon Reis (REDE) votou em Palmas e disse estar certo que é possível mudar os rumos do Tocantins. “Muito confiante. Foi uma eleição atípica, pouco tempo para fazer campanha, mas nós nos envolvemos intensamente com esta realidade, com este desafio. O mandato de seis meses deve ser visto como uma ponte, um período de transição. É possível e necessário realizar medidas urgentes para corrigir erros graves praticados no passado. Estes seis meses são preciosos, não podemos desperdiçá-los”, pontuou.

(...) 

Já o postulante de extrema esquerda, o Procurador da República licenciado Mario Lucio Avelar (PSOL), agradeceu os simpatizantes e militantes e relatou que “foi uma campanha difícil, mas tentamos fazer com que ela fosse propositiva. Tivemos várias dificuldades, entre elas a questão financeira. Mas conseguimos superar todos os obstáculos e seguir em frente, conversando com as pessoas, ouvindo suas demandas e sugestões para a campanha. O resultado é altamente positivo. Tanto é que na reta final, nossos adversários tentaram de maneira sórdida propagar “fake news” sobre a gente. Mas não pegou porque o povo está informado e não cai mais nessas armadilhas”. Sua conclusão foi concisa: “É preciso que a gente dê um não para os políticos tradicionais que a tantos anos administram, corrompem e geram mal-estar ao Tocantins”.

 

Jornal Opção

 

 

Albasgodel

- 2018-06-03 23:08:05

No estado do Tocantins.

não há registros de candidatos do PSDB, DEM, PP e PT. Será que é falta de interesse pelo mandato tampão?

Fernando J.

- 2018-06-03 17:54:12

Aposta

Vai dar Kátia Abreu. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador