Em 2016, investimentos mundiais em energia limpa caíram 18%

 
Jornal GGN – No ano de 2016, os investimentos em energia limpa caíram 18% na comparação com 2015, a maior queda em mais de uma década. No total, foram investidos US$ 287 milhões em parques eólicos, parques solares e outros sistemas de energia limpa, de acordo com a Bloomberg New Energy Finance. 
 
Para os analistas do mercado, o resultado foi influenciado pela desaceleração da China, além de cortes de investimentos no Japão. A China está tentando renovar suas redes elétricas, além de fazer reformas para otimizar a geração renovável.

                                  
 
Já no Japão, “o crescimento futuro [no setor energético] não virá de projetos na escala de usinas de eletricidade, mas de sistemas solares instalados no topo de edifícios por consumidores atraídos pela economia cada vez mais favorável do autoconsumo” afirma  Justin Wu, diretor da Bloomberg New Energy Finance para a Ásia.
 
Em 2015, houve um pico recorde nos investimentos em energias renováveis, quando elas passaram o carvão como maior fonte de potência instalada no mundo.
 
Apesar da queda, é estimado que 70 gigawatts de energia solar foram criados no ano passado, um recorde e bem acima dos 56 gigawatts de 2015. Com a redução dos preços de painéis solares e outros equipamentos, os investidores podem construir mais com o mesmo custo. 
 
Com informações do Valor
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

1 comentário

  1. Não domino o assunto.
    Mas

    Não domino o assunto.

    Mas quando leio que o Brasil produz um trilhão de barris de petróleo por dia, devo comemorar ou chorar ?

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome