Google compra startup criadora de tecnologia de energia eólica

Jornal GGN – O centro de investigação secreta do Google, o Google [X], responsável pelo desenvolvimento de tecnologias “para o amanhã”, foi incrementado com mais uma empresa adquirida pela gigante de buscas.

A startup Makani Power, criadora de uma tecnologia de aerogeradores suspensos no ar para criar energia eólica mais competitiva do que os combustíveis fósseis, passa a fazer parte do laboratório comandado por Sergey Brin que, entre outras criações, é responsável pelo Google Glass.

A startup confirmou a aquisição por parte do Google por meio de nota publicada em seu próprio site. “Estamos felizes em anunciar que a Makani Power está sendo adquirida pelo Google. Isso formaliza um longo e produtivo relacionamento entre as duas empresas, e dará à Makani os recursos necessários para acelerar nosso trabalho de tornar o custo da energia eólica competitivo com os combustíveis fósseis”.

O anúncio da startup faz referência ao fato de que a Makani foi originalmente semeada pela iniciativa de energia alternativa do Google. O resultado foi o desenvolvimento da tecnologia AWT, de Airborne Wind Turbine (na sigla em inglês), que consiste em uma espécie de pipa rotativa amarrada que pode transmitir energia de volta para a grade. Autônomo, o equipamento se assemelha a um planador, mas é lançado e aterrissa como um helicóptero, já que a mesma turbina da asa que transforma energia eólica em eletricidade pode ser usada para criar pressão.

O resultado final é uma turbina de vento relativamente barata e completamente não tripulada que pode ser implantada em áreas com ventos constantes e indisponíveis para as terrestres tradicionais, como sobre as águas profundas do oceano ou em altas altitudes.

De acordo com a startup, agora parte do Google [X], a tecnologia será capaz de gerar mais energia do que as turbinas tradicionais porque consegue aproveitar a energia a baixas velocidades de vento mais eficientemente do que as que ficam em terra, e pode ser implantada em mais locais.

Confira o vídeo da empresa com simulações de voo e testes reais com a nova tecnologia:

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome