Petroleiros participam de lançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Petrobras

O encontro será na Câmara dos Deputados, com apresentação de dados que demonstram a importância da Petrobras e os riscos para a soberania nacional com o desmonte e privatização.

Jornal GGN – A Federação Única dos Petroleiros (FUP) e os sindicatos a ela associados estarão em Brasília, nesta quarta-feira, dia 29, participando do lançamento da Frente Parlamentar Mista em defesa da Petrobras. O encontro será na Câmara dos Deputados, com apresentação de dados que demonstram a importância da Petrobras e os riscos para a soberania nacional com o desmonte e privatização. Destaque desta afronta à soberania, os descartes das refinarias, dos dutos e do pré-sal.

O evento tem início às 9h, com realização do debate ‘Papel do Estado e Empresas Públicas’. Quem quiser participar do evento é só fazer sua inscrição pelo email publiccomite@gmail.com. O debate será no Hotel San Marco. Às 15h será lançado o livro ‘A Importância do Refino para a Petrobras e para o Brasil’, no auditório Freitas Nobre.

Para se ter noção do tamanho do desmonte em andamento, basta lembrar que nesta segunda-feira, dia 27, a Petrobras colocar à venda 27 campos maduros terrestres no Espírito Santo. Além disso, a companhia anunciou o início do processo de venda de oito refinarias, da rede de postos no Uruguai, a redução no capital da BR Distribuidora, a saída do setor de termelétricas, diminuição nos investimentos em energia limpas e a venda da Transportadora Associada de Gás (TAG), além do fato de já ter se desfeito de campos de petróleo e gás natural em todo o país.

A Petrobras alienou, no mês passado, 34 campos de produção terrestres no Rio Grande do Norte e metade dos direitos para exploração e produção no campo de Tartaruga Verde, na Bacia de Campos. Na lista do desmonte está a pretensão em vender a Liquigás, além de outros ativos.

Leia também:  Milhares de equatorianos protestam contra o 'pacote' neoliberal de Lenín Moreno, por Adoración Guamán

Este é o cenário atual e se faz urgente que a sociedade se inteire do que está acontecendo com a maior empresa brasileira, e se empenhe na defesa dos recursos energéticos brasileiros, da soberania e do pré-sal, que está sendo liquidado na bacia das almas.

Com informações do Sindipetro-NF

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

1 comentário

  1. Estava demorando mas antes tarde do que nunca, pelo menos antes que da PETROBRAS só sobre o nome para vender. Some-se tambem a decisão do STF bloqueando a liquidação da PETROBRAS.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome