Como reenquadrar Bolsonaro: aula prática com o Jornal Nacional, por Letícia Sallorenzo

O nome disso é reframing. Você pega um enquadramento e, sem fazer referência a ele, insere outro no lugar.

Como reenquadrar Bolsonaro: aula prática com o Jornal Nacional

por Letícia Sallorenzo

A Globo está apagando o Bozo da edição do Jornal Nacional.
E quando o inclui, o faz de forma a reprovar os atos.
O que George Lakoff diz a respeito?

Vamos adotar, para efeitos ilustrativos, a proposição

“Pular de precipício é legal”.

1) O Bozo diz isso. Ele criou um frame. Associou todas as imagens que lhe ocorrem com a ideia de pular, mais a categoria “precipício”, à sensação [olha essa palavrinha mágica!] de “legal”.

2) A ideia de que ‘pular de precipício é legal é propagada em todas as redes bolsonaristas.

3) As redes esquerdistas falam “olha só que absurdo o que esse imbecil está falando!”, e RE PRO DU ZEM a fala do bozo dizendo que pular de precipício é legal”.

4) Todo mundo começa a repetir o frame do Bozo: “pular de precipício é legal”. a ideia se propaga. Chega num ponto em que todo mundo acha que pular de precipício é legal. Mas o pior é que QUEM NÃO CONCORDA QUE PULAR DE PRECIPÍCIO É LEGAL, DEPOIS DE UM CERTO TEMPO COMEÇA A ACHAR QUE A IDEIA NÃO É TÃO ABSURDA ASSIM. com isso, o nosso referencial de normal fica desaprumado.

Olhem em volta. Estamos absolutamente inertes às proposições “menina usa rosa, menino usa azul“; “o PT é criminoso e corrupto”. Estamos aceitando esses absurdos.

Goebbels era menos sofisticado ao explicar isso: “repita uma mentira mil vezes até que ela se torne verdade”.

Lakoff é mais científico e sofisticado: “a reprodução de um frame torna-o cada vez mais forte”. (observe que é a mesmíssima coisa que eles falam, Goebbels sendo ideológico, e Lakoff, científico.)

5) O que faz a Globo? mostra uma reportagem com professores de Física, explicando os efeitos e consequências da lei da gravidade, e da aceleração dos corpos, e como isso pode ser prejudicial à vida ao fim de um precipício.
A Globo anulou o frame “pular de precipício é legal” e, em cima dele, inseriu o frame “pular de precipício é mortal”.

O nome disso é reframing. Você pega um enquadramento e, sem fazer referência a ele, insere outro no lugar.

Aí você diz: “Ah, Isso é o básico, todos deveriam saber!” Nos tempos de hoje, não custa repetir o óbvio, para que o bizarro não se torne o novo normal.

Então, é por isso que a gente não deve repetir as sandices do Bozo. é por isso que a gente não deve dar palco pro Bozo.

Espero que desta vez eu tenha conseguido desenhar mais desenhadinho.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora