Como reenquadrar Bolsonaro: aula prática com o Jornal Nacional, por Letícia Sallorenzo

O nome disso é reframing. Você pega um enquadramento e, sem fazer referência a ele, insere outro no lugar.

Como reenquadrar Bolsonaro: aula prática com o Jornal Nacional

por Letícia Sallorenzo

A Globo está apagando o Bozo da edição do Jornal Nacional.
E quando o inclui, o faz de forma a reprovar os atos.
O que George Lakoff diz a respeito?

Vamos adotar, para efeitos ilustrativos, a proposição

“Pular de precipício é legal”.

1) O Bozo diz isso. Ele criou um frame. Associou todas as imagens que lhe ocorrem com a ideia de pular, mais a categoria “precipício”, à sensação [olha essa palavrinha mágica!] de “legal”.

2) A ideia de que ‘pular de precipício é legal é propagada em todas as redes bolsonaristas.

3) As redes esquerdistas falam “olha só que absurdo o que esse imbecil está falando!”, e RE PRO DU ZEM a fala do bozo dizendo que pular de precipício é legal”.

4) Todo mundo começa a repetir o frame do Bozo: “pular de precipício é legal”. a ideia se propaga. Chega num ponto em que todo mundo acha que pular de precipício é legal. Mas o pior é que QUEM NÃO CONCORDA QUE PULAR DE PRECIPÍCIO É LEGAL, DEPOIS DE UM CERTO TEMPO COMEÇA A ACHAR QUE A IDEIA NÃO É TÃO ABSURDA ASSIM. com isso, o nosso referencial de normal fica desaprumado.

Olhem em volta. Estamos absolutamente inertes às proposições “menina usa rosa, menino usa azul“; “o PT é criminoso e corrupto”. Estamos aceitando esses absurdos.

Goebbels era menos sofisticado ao explicar isso: “repita uma mentira mil vezes até que ela se torne verdade”.

Lakoff é mais científico e sofisticado: “a reprodução de um frame torna-o cada vez mais forte”. (observe que é a mesmíssima coisa que eles falam, Goebbels sendo ideológico, e Lakoff, científico.)

Leia também:  As grandes contradições de Sergio Moro em entrevista ao Fantástico

5) O que faz a Globo? mostra uma reportagem com professores de Física, explicando os efeitos e consequências da lei da gravidade, e da aceleração dos corpos, e como isso pode ser prejudicial à vida ao fim de um precipício.
A Globo anulou o frame “pular de precipício é legal” e, em cima dele, inseriu o frame “pular de precipício é mortal”.

O nome disso é reframing. Você pega um enquadramento e, sem fazer referência a ele, insere outro no lugar.

Aí você diz: “Ah, Isso é o básico, todos deveriam saber!” Nos tempos de hoje, não custa repetir o óbvio, para que o bizarro não se torne o novo normal.

Então, é por isso que a gente não deve repetir as sandices do Bozo. é por isso que a gente não deve dar palco pro Bozo.

Espero que desta vez eu tenha conseguido desenhar mais desenhadinho.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

11 comentários

  1. Eu utilizo um método que acredito ser mais simples. Para mim, bozo e tudo que boia a seu redor inexiste como fonte de informação crível.

  2. Bozo e sua frases não tem vez no meu face.

    No mais parabéns Letícia, adoro seus textos, muito boa de lingua rsrsrsr.

  3. Eu adoro essa mulher.
    Inteligência, conhecimento ensinado com maior didática é impossível. E, acima de tudo, uma lição de simples e fabuloso bom senso.
    Os redatores de discurso das esquerda deveriam contratá-la.

  4. Bem desenhadinho não tá, né? A introdução do texto é meio estranha. Meio abrupta, digamos… Mas o argumento é convincente.

    • Guaracy, procure pela página de George Lakoff no Facebook.
      Também leia os livros “Don’t think of an Elephant” e “The Political Mind”, do Lakoff
      (Dica: no site libgen.is vc baixa esses dois livros os PDF!)

    • Concordo, Vinícius.
      Na sequência da minha TL no Facebook faz mais sentido. Mas eu colei o vídeo pra mostrar a reportagem do JN de ontem à qual me refiro…

  5. Em primeiro lugar, “Bolsonaro já era”. Ele nunca teve o dom da oratória a ponto de influenciar a população como diz a “matéria”, quanto mais agora após sua atuação desastrosa perante o corona vírus. Se ele ganhou, é porque falou muitas verdades no passado que muitos não tinham coragem de falar, ou estavam tão envolvidos na sujeira que não falavam. “O PT é corrupto e criminoso.” Qual a mentira nessa afirmação? Engraçado a meta linguagem empregada nessa “matéria” porque ela por si só já pode ser enquadrada como o frame citado, tentando assim defender toda essa corja de esquerda que tanto destruiu o Brasil nos últimos anos. Bolsonaro é péssimo, acho que não dura até o fim do mandato, mas não fique contente que o seu PT nunca mais voltará a afanar nosso país.

    1
    2
  6. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome