Percival Maricato
Percival Maricato é sócio do Maricato Advogados e membro da Coordenação do PNBE – Pensamento Nacional das Bases Empresariais
[email protected]

Palmeiras e Flamengo mostram que o futebol brasileiro está acabando, por Percival Maricato

O juiz teve que dar mais de 11 cartões amarelos e justos, pois os “craques” preferiam trocar empurrões em vez de jogar.

Flickr

Esporte Bretão

Percival Maricato

ALERTA VERMELHO:  Palmeiras e Flamengo mostram que o futebol brasileiro está acabando

O futebol brasileiro está acabando, a torcida, a emoção, que ainda são fortes, pode acabar também. O jogo dos dois melhore times brasileiros foi um circo de horrores, assistir foi uma tortura. Nada, praticamente nada de bom futebol, de craques se destacando, os jogadores caiam sempre que o adversário encostava em um deles, a bola rolou por no máximo 55% e assim mesmo judiada ao extremo, até passes para o lado saia errado. Nada de jogadas trabalhadas, complexas, inteligentes, hábeis,sequer de emoção. Endrick, Gomes, Veiga, Bruno Henrique, Arrascaeta, ninguém se salvou. O Palmeiras fez 23 faltas e o Flamengo 13. O juiz teve que dar mais de 11 cartões amarelos e justos, pois os “craques” preferiam trocar empurrões em vez de jogar. Os cartolas devem ficar atentos, pois além de perder público nos estádios, irá perder o de TV e assim as gordas verbas que sustentam os clubes e não poucas vezes, suas mordomias e projetos  políticos. Depois de assistir um jogo da Premier League ou da Copa dos Campeões da Europa, o telespectador deveria ser pago para assistir jogos como o que tivemos no Allianz Parque. E se foi assim com os dois melhores times, que dirá com o restante. Por sua vez, os jogadores brasileiros também precisam ser educados para se preocupar em jogar futebol e não em fazer faltas, fingir dores, atuar pensando em malandragem e enganação.  É esquisito dizer, mas talvez tenhamos que importar alguns gestores europeus e dar-lhes poder para mudar os rumos e  a cultura do futebol tupiniquim. Por exemplo, educar os juízes e dar-lhes coragem para começar a expulsar jogadores que fingem levar cotoveladas quando isso não acontece, o VAR pode ajudar, quando fazem faltas violentas. cera  e etc, para começar.

O torneio  mais visto do planeta à sua disposição

Para o campeonato mais visto do planeta, a Copa dos Campeões da Europa (versão-2023-2024),  restaram um time espanhol, um inglês, e, quem diria, dois alemães. Bom marcar data dos jogos  semifinais,  futebol que alegram os olhos, sempre 16hs no Brasil:

Em Munique e Dortmund

·         30/4 – Bayern de Munique x Real Madrid

·         1/5 – Borussia Dortmund x PSG

Na volta em Paris e Madrid

·          

·         7/5 – PSG x Borussia Dortmund

·         8/5 – Real Madrid x Bayern de Munique

No dia 1 de junho, em Wembley, será a final.  Espetáculo que, por enquanto, ainda podemos assistir na TV sem pagar taxas por inscrição neste ou naquele canal (e pensar que foi preciso pagar para assistir a pelada entre Palmeiras e Flamengo), ainda, pois pela atração que desperta, logo só se verá jogos  excelentes pagando. E caro. E ir ao campo assistir, não é fácil, mesmo estando nos países sedes, o ingresso mais barato das semifinais deverá custar no mínimo, R$ 500,00. E então, aproveite, você  poderá, sem pagar nada, assistir no sofá, em casa, tomando uma cerveja.

O Timão vai virar sociedade anônima?

O capitalismo avança no futebol.  Até no Corinthians, que tem muitos conselheiros mais arejados, pode se tornar SAF: Sociedade Anônima de Futebol. Esta visto que se criatividade, competência, participação da torcida são fórmulas de pagar a dívida imensa. Mas os cartolas da nova diretoria não tem liderança e credibilidade para tanto. Então começam a pensar em vender o time, o Corinthians poderá ter um “dono”, talvez em Ellon  Musk, que precisa muito se popularizar no Brasil para ganhar sua guerra contra a democracia..

O desmanche promete trazer Thiago Silva  

Os coroas do Fluminense venceram o Vasco, 2 x 1. O Nense é um dos times mais velhos do Brasil, tem Ganso, Marcelo, Felipe Melo, e por aí vai. E se diz que logo trará Thiago Silva, nosso velho capitão da seleção brasileira, ainda fazendo sucesso no Chelsea. Na várzea os times de coroas tem nomes irônicos: desmanche, sucatão, asilo, terceira idade, e por aí vai. Mas o Nense tem que ser levado a sério, Marcelo e Ganso ainda jogam muita bola e em matéria de ameaçar os adversários e dar pontapés, Felipe Melo é de primeiro time.

Percival Maricato é sócio do Maricato Advogados e membro da Coordenação do PNBE – Pensamento Nacional das Bases Empresariais

Percival Maricato

Percival Maricato é sócio do Maricato Advogados e membro da Coordenação do PNBE – Pensamento Nacional das Bases Empresariais

6 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Acabou em 1982, Percival.

    E não porque o futebol de “cancha reta”(quem é do profundo interior conhece esse tipo de corrida de cavalos) italiano venceu a obra-prima de Telê.

    Foi porque a Itália ganhou com um jogador que acabará de sair de um escândalo de apostas e manipulações de jogos.

    Sabemos que o futebol sempre foi área de todas as sacanagens, do gato ao homem da mala

    Mas 1982 é o início do fim

    É quando o processo começado por Don Havelange Corleone e Adolph Dassler (Adolph escondeu deu nome em homenagem ao fürhrer e criou a famosa marca três listras) tomou corpo de um mega negócio global.

    Um sucesso de PPP, comprando mentes e corações geopolíticos e lubrificando eventos e gordas comissões.

    É aí que o futebol vira esse jogo de 22 patetas, com saúde e cérebro de equinos.

      1. Então, foi perfeito.

        Dentre as habilidades humanas que nos fizeram dominar o mundo (e destruí-lo também) está o preconceito.

        Às vezes, é importante conceber algo antes, para evitar erros repetidos.

        Creia, meu caro, não há vida inteligente no futebol, salvo de quem o controla, e ganha zilhões com a “fé” de espectadores e o comércio mundial (tráfico?) de carne humana ao redor do mundo.

        Dados, para seu pós conceito:

        Apenas 1% dos jogadores profissionais ganham mais de 2 salários mínimos, e dentre esses, 0,01% ganham acima de 40 mil reais mês.

        Bilhões e bilhões de reais são gastos dos orçamentos públicos para garantir policiamento no entorno dos estádios, para conter a violência adjacente, inclusive mulheres e crianças agredidas por homens bêbados frustrados, incidentes de trânsito e etc.

        Bilhões e bilhões em dividas tributárias e renuncias fiscais.

        Nem vou mencionar o aspecto sócio antropológico da letargia intelectual que o ludopédio causou e causa.

        Todos juntos vamos, para frente Brasil, salve a seleção.

        Dá-lhe Evandro, nosso ponta arisco.

        1. Beque, só pego da cintura pra cima.
          Botafoguense que viu a máquina com Garrincha. Didi, Zagalo, Nilton Santos, etc. E também com Gerson, Jairzinho, Roberto.
          Saudades.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador