A “tempestade da esquerda” em jornais e comícios dos EUA

“Uma nova geração de progressistas colocou os democratas no limiar de uma transição radical”, noticiou o The New York Times
 
 
Jornal GGN – A ascensão de um visível movimento da esquerda democrata nos Estados Unidos provocou uma “tempestade” não só dentro do Partido Democrata, como também nos tradicionais jornais que realizam as coberturas políticas no país.
 
Foi o que demonstrou o The New York Times, que após receber críticas da falta de notícias sobre a escalada do socialista Alexandria Ocasio-Cortez, teve que quase se retificar na publicação tardia do último domingo (22), insinuando que a “tempestade” é da esquerda que “cresce” em “vozes ferozmente liberais”.
 
A interpretação é de Nelson de Sá, em coluna para a Folha de S.Paulo nesta segunta (23), intitulada “NYT se prepara para ‘tempestade à esquerda’“. De acordo com o jornalista, “a esquerda democrata vem enfrentando e por vezes derrubando nomes estabelecidos” dos tradicionais norte-americanos.
 
E a adaptação deverá vir não somente no movimento político, como também deverá ser acompanhada pela imprensa, como teve que fazer NYT, ao noticiar o comício de Ocasio-Cortez. 
 
“Uma nova geração de progressistas colocou os democratas no limiar de uma transição radical, longe não só do espírito centrista de Bill Clinton mas também, talvez, do liberalismo de Barack Obama, orientado pelo consenso”, reproduziu o colunista de trecho do NYT.
 
“Mudança exige coragem. O que vocês me mostraram e o que vamos mostrar no Bronx é que os trabalhadores do Kansas compartilham os mesmos valores que os trabalhadores de todos os lugares”, foi a frase de Cortez, no comício lotado.
 
 
 
 

8 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

rdmaestri

- 2018-07-24 21:16:21

Esta candidata ainda não será a verdadeira esquerda dos USA.

Não pensem que a esquerda norte-americana será uma esquerda comportada e institucional dentro do Partido Democrata. Com a campanha Bernie Sanders apareceram coisas completamente novas no comportamento dos mais jovens americanos, a palavra socialismo não é mais um palavrão para os jovens, e numa enquete realizada durante a campanha Sanders os eleitores jovens quando colocados a frende da opção socialismo versus capitalismo, 49% escolheram o socialismo e 51% o capitalismo, ou seja é uma mudança muito mais profunda do que se encherga em campanhas eleitorais.

Um dos indícios que dirão quando irá surgir uma verdadeira esquerda será quando eles não forem contra o armamento do povo.

Gilberto Marcondes

- 2018-07-24 13:33:33

Não seja ingênuo. Os EUA é

Não seja ingênuo. Os EUA é uma plutocracia, comandado diretamente pelo dinheiro. O completo militar-industrial são as entranhas do Império... sem ele, não existe mais EUA.

Não perca seu tempo pensando que 2 ou 3 políticos vão vencer essa máquina de esmagar gente. Eles não podem.

Isso que nem vou explorar o aspecto mais importante: depois de mais de 100 de propaganda anti-socialismo, o americano médio sequer consegue entender o que é socialismo. É um conceito alienígena para eles.

aleminas

- 2018-07-23 22:40:36

Já incomodam sim ...

Quando  sites extremista como  Infowars e o The Gateway Pundit começam a vociferar é pq está incomodando... Essa nova geração vai mudar os EUA. 

Eden SP

- 2018-07-23 20:40:52

Você conhece...
Você conhece um rapaz chamado David Hogg ou uma moça chamada Emma Gonzales? Prazer! Welcome to the new America :)

Gilberto Marcondes

- 2018-07-23 19:42:30

Esquerda nos EUA... Que

Esquerda nos EUA... Que piada. O império nunca foi e nunca será de esquerda. O capital não deixa.

Luís Henrique Donadio Baptista

- 2018-07-23 18:44:25

É

Mas o GGN, como todos os caminhos, não havia translatores avaliáveis.

WG

- 2018-07-23 18:31:25

Quando o dinheiro termina

Quando o dinheiro termina antes do mês, até americano vira socialista.

Barbalho

- 2018-07-23 18:27:08

Na verdade, não é o

Na verdade, não é o socialista, mas a socialista.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador