Bill Gates desmente boato sobre processo contra a Petrobras

 
Jornal GGN – Bill Gates, fundador da Microsoft, negou os boatos de que a Fundação Bill & Melinda Gates processaria a Petrobras e pediu desculpas à presidente Dilma Rousseff pelo “constrangimento” causado.
 
A informação sobre o suposto processo foi veiculada por agências de notícias e reproduzidas por diversos veículos brasileiros. Em nota, a fundação afirmou que a ação judicial não foi movida pela empresa: “Ao contrário do que alguns veículos de comunicação reportaram, a Gates Foundation não está processando a Petrobras. A ação judicial se refere a investimentos feitos por um gerente externo que investe em favor de terceiros, que inclui ativos que mantêm as atividades da fundação. O gerente externo e os ativos são completamente separados da Gates Foundation”.
 
Da Folha
 
 
Em reunião com Dilma, fundador da Microsoft pediu desculpas pelo ‘constrangimento’
 
O fundador da Microsoft, Bill Gates, pediu desculpas à presidente Dilma Rousseff pelo “constrangimento” causado ao governo brasileiro com os boatos de que a Fundação Bill & Melinda Gates processara a Petrobras.
 
A informação –desmentida por Gates– foi distribuída no Brasil por agências de notícias e publicada por vários veículos, entre eles a Folha.
 
O processo foi também noticiado por veículos internacionais, como as redes de televisão CNN, dos Estados Unidos, e BBC, do Reino Unido.

 
A fundação divulgou nota em sua página oficial para dizer que a ação judicial não foi movida pela empresa: “Ao contrário do que alguns veículos de comunicação reportaram, a Gates Foundation não está processando a Petrobras. A ação judicial se refere a investimentos feitos por um gerente externo que investe em favor de terceiros, que inclui ativos que mantêm as atividades da fundação. O gerente externo e os ativos são completamente separados da Gates Foundation”.
 
O texto distribuído pelas agências de notícias na última sexta informava sobre uma queixa, registrada na quinta à noite na corte federal de Manhattan, que teria como autores, além do WGI Emerging Markets Fund LLC, a Fundação Gates. A Westwood Global Investments LLC, com sede em Boston, gere investimentos para a fundação e para o fundo WGI.
 
Gates e sua mulher, Melinda, reuniram-se durante cerca de uma hora com a presidente Dilma e falaram de parcerias na África, em projetos para a agricultura familiar.
 
Após o encontro, Bill Gates deixou o hotel Plaza Athenee segurando o mascote mascote paralímpico Tom, que ganhou de presente. Atrás dele, sua mulher, Melinda, levava o mascote olímpico Vinicius.
 
(MARINA DIAS, MARCELO NINIO E THAIS BILENKY)

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora