IPC-S sobe 0,71% no início de abril

SÃO PAULO – O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) registrou alta de 0,71% na primeira quadrissemana de abril, depois de encerrar março com elevação de 0,72%, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta segunda-feira.

Cinco dos oito grupos que compõem o indicador desaceleraram a alta de preços, sendo que o destaque ficou com o grupo Educação, Leitura e Recreação, com alta de 0,06% ante 0,24% anteriormente. Nesta classe de despesa, vale destacar o comportamento do item passagem aérea, com queda de 13,13% ante recuo de 5,75% em março.

Também registraram decréscimo em suas taxas de variação os grupos Vestuário (0,81% para 0,46%), Transportes (0,34% para 0,26%), Comunicação (0,45% para 0,31%) e Habitação (0,74% para 0,73%).

Por sua vez, tiveram acréscimo nas taxas de variação os grupos Alimentação (1,31% para 1,49%), Saúde e Cuidados Pessoais (0,51% para 0,57%) e Despesas Diversas (0,18% para 0,25%).

Em um cenário de preocupações com a inflação tanto no mercado quanto entre o governo, as expectativas agora se voltam para a divulgação na quarta-feira dos dados de março do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).Isso principalmente depois de o IPCA-15 ter se aproximado no acumulado em 12 meses em março do teto da meta do governo, de 6,50% pelo IPCA.

O próprio Banco Central piorou, em seu Relatório Trimestral de Inflação, todas perspectivas de inflação para este e para o próximo ano, admitindo até mesmo que a alta dos preços medida pelo IPCA vai estourar o teto da meta no período entre abril e julho, no acumulado em 12 meses.

Ver original

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome