Manifestantes recebem Moro com repúdio em premiação em Nova York


Moro ressaltado como heroi em diversas premiações
 
Jornal GGN – O coletivo BRADO-NY realiza um protesto, nesta terça-feira (15), contra a premiação do juiz Sérgio Moro como “Pessoa do Ano” pela Brazilian-American Chamber of Commerce (Câmara do Comércio Brasil-EUA), a partir das 17h30, em frente ao Museu de História Nacional, na calçada do Central Park.
 
A manifestação de repúdio foi organizada pelo coletivo e pretende mostrar o repúdio de brasileiros e norte-americanos que vivem nos Estados Unidos à decisão da Câmara do Comércio.
 
Moro foi eleito no dia 7 de fevereiro a “Pessoa do Ano” pela entidade, circulando como o possível homenageado da Câmara com sede em Nova York. A escolha pelo juiz como o destaque da celebração foi confirmada poucas semanas depois da condenação do ex-presidente Lula.
 
Em comunicado, quando anunciou o nome do magistrado de Curitiba, a Câmara do Comércio destacou a atuação de Moro no caso do mensalão e sua liderança na Operação Lava Jato, levando-o a ser escolhido como uma das personalidades de 2016 pela revista “Time” e pela “Fortune”.
 
Ao lado do juiz de primeira instância, receberá o prêmio por parte do representante estadonidense o dono de uma das maiores fortunas dos EUA, Michael Bloomberg, ex-prefeito de Nova York.
 
O brasileiro a receber a homenagem no ano passado pela Brazilian-American Chamber of Commerce foi o atual prefeito tucano João Doria. Também já foram escolhidos como “Pessoa do Ano” o tucano Fernando Henrique Cardoso e Bill Clinton.
 
A entrega da premiação é realizada em um jantar no Museu de História Natural em Manhattan, financiada com a venda de mesas a patrocinadores. O coletivo BRADO-NY estará das 17h30 às 20h desta terça em frente ao local para manifestar em repúdio.
 
 
 
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Sergio Moro aponta ligação de Carlos Bolsonaro com ‘gabinete do ódio’

8 comentários

  1. Pelo calibre moral dos

    Pelo calibre moral dos vira-latas e entreguistas anteriormente agraciados pelo valhacouto(Câmara do Comércio Brasil-EUA) de quinta-colunas brazuca. Me refiro aos cretinos entreguistas: João Doria e F. H. Cardoso. Ao premiar esse bosta de juizeco sérgio moro, os americanos, parecem debochar dos brazucas de merda. É inegável a esperteza, a astúcia dos chantagistas gringos, em lidar com a vaidade de capachos e deslumbrados entreguistas. A bem da verdade, se o empresário e criminoso Fernandinho Beira Mar não conseguio ainda, ser agraciado por essa gente EUA, quiçá, por conta de agenda, ou, por problemas burocráticos. O cumprimento das tarefas de destruição das capacidades da engenharia brasileira nas áreas da construção pesada, petróleo e gás, dentre outras. Dá ao juizeco moro, o justo reconhecimento de seus chefes ianques, simbolicamente representado por esse singelo brinde.

    O pastor Dalagnol, é que a essa altura, não larga de roer a unha do dedão do pé, tiririca, de tanta inveja.

    Orlando

  2. É muito apropriado que Moro

    É muito apropriado que Moro receba o prêmio em jantar no Museu de História Natural em Manhattan. O homem de neandertal brasileiro apreciará o prêmio e o local da entrega. Se houver ossos do homem de neandertal próximo da mesa de jantar, Moro ficará hipnotizado por seu querido irmão, tanto que se esquecerá do jantar. São coisas do destino.

  3. Igualdade

    O Sejumoro se iguala aos funcionários do mês do McDonalds. Todo mês levando lucro ao patrão e saindo sorridente na foto.

  4. Falem bem ou falem mal…

    Opa! Deixa eu também aproveitar os dois minutos de ódio ao Sérgio Moro!

    Como sua mulher é feia, hein? @#%$$!!

    Ufa! Passou, hehe… A raiva por todo o golpe, que eu tinha personificado e concentrado nessa figura, passou. Nem preciso mais gastar energia em manifestação pública!

    • Maldade, Lazzari

      Responda:

      Qual dos dois fica com a brocha na mão?

      No bom sentido, que o GGN não é o globo.

      A moçoila já disse: eu moro com ele!

       

  5. Como trabalha esse árbitro

    Sempre na matriz, dia sim, dia não, outro também. Um luxo.

    Essa terra ainda vai cumprir seu ideal, ainda vai tornar-se a colônia oficial.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome