Para que haja debate entre Trump e Biden, microfones serão silenciados

Mas é como vai ser o debate final na televisão: cada candidato terá o direito de responder as perguntas sobre famílias americanas, raça na América, mudança climática, segurança nacional e liderança, sem que o outro interrompa o discurso.

Jornal GGN – A comissão que cuida do próximo debate presidencial nos Estados Unidos entre Donald Trump e Joe Biden resolveram o problema das interrupções constantes e troca de farpas: enquanto um candidato fala o outro tem o microfone silenciado. A turma de Trump reclamou, mas vai ser assim.

Silenciar os microfones, para Donald Trump, foi ‘muito injusto’. Ele também se opôs aos tópicos escolhidos pelo moderador.

Mas é como vai ser o debate final na televisão: cada candidato terá o direito de responder as perguntas sobre famílias americanas, raça na América, mudança climática, segurança nacional e liderança, sem que o outro interrompa o discurso.

O debate de 90 minutos é dividido em segmentos de 15 minutos sobre cada um dos tópicos, com dois minutos para cada candidato fazer comentários ininterruptos antes de prosseguir para um debate aberto durante nove minutos de cada segmento. Nesse momento, ambos os microfones estarão abertos para a discussão.

A Comissão de Debates Presidenciais (CPD) disse, em nota, que as decisões para o debate podem não agradar aos candidatos, mas que estão confortáveis de que tais ações alcançam o equilíbrio certo e que são do interesse do povo americano, para quem os debates são realizados.

Com informações do The Guardian.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Alergia a voto, por Homero Fonseca

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome