Processos nos EUA podem forçar o Facebook a vender Instagram e WhatsApp

Com o ajuizamento das duas ações judiciais, o Facebook se torna a segunda grande empresa de tecnologia a enfrentar um grande desafio legal este ano.

Jornal GGN – A Comissão Federal de Comércio (FTC) dos Estados Unidos e quase todos os estados norte-americanos processaram o Facebook, na quarta, 9, dizendo que ele violava a lei antitruste e poderia ser desfeito.

Com o ajuizamento das duas ações judiciais, o Facebook se torna a segunda grande empresa de tecnologia a enfrentar um grande desafio legal este ano.

A FTC disse em um comunicado que buscaria uma liminar que “poderia, entre outras coisas: exigir a alienação de ativos, incluindo Instagram e WhatsApp”.

Em sua reclamação, a coalizão de 46 estados, Washington, DC e Guam, também pediu que as aquisições do Instagram e do WhatsApp pelo Facebook fossem consideradas ilegais.

“Por quase uma década, o Facebook usou seu domínio e poder de monopólio para esmagar rivais menores, extinguir a concorrência, tudo às custas dos usuários comuns”, disse a procuradora-geral de Nova York, Letitia James.

James disse que a empresa usou grandes quantias de dinheiro para adquirir esses rivais antes que eles pudessem ameaçar o domínio da empresa.

O Facebook disse que está analisando as reclamações antitruste do FTC e dos estados.

A empresa disse que o governo “agora quer uma reformulação sem levar em conta o impacto que o precedente teria na comunidade empresarial mais ampla ou nas pessoas que escolhem nossos produtos todos os dias”.

O Departamento de Justiça dos EUA processou o Google, da Alphabet Inc em outubro, acusando a empresa de US $ 1 trilhão de usar seu poder de mercado para afastar rivais.

Os processos judiciais são os maiores casos antitruste em uma geração, comparáveis ​​ao processo contra a Microsoft Corp em 1998. O governo federal acabou resolvendo o caso, mas a luta de anos nos tribunais e o extenso escrutínio antitruste impediram a empresa de frustrar concorrentes e é creditada abrindo caminho para o crescimento explosivo da Internet.

As ações do Facebook caíram até 3 por cento após a notícia antes de reduzir as perdas e, no passado, caíram 2 por cento.

Com informações da Reuters e Al Jazeera.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora