Cesta básica em queda, segundo levantamento do Procon-SP

 

Em abril, o valor da cesta básica paulistana apresentou queda de 0,45%, demonstra o levantamento do Procon-SP em convênio com o Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos). Segundo a pesquisa, o preço médio passou para R$ 380,97, no dia 30 de abril, depois de ter sido apurado R$ 382,71, em 28 de março.

São três grupos pesquisados: alimentação, limpeza e higiene pessoal. O grupo alimentação teve variação de -0,43%; limpeza, por seu turno, apresentou a maior variação negativa, com -0,69%; e apresentando a menor variação, higiene pessoal ficou com -0,39%.

No ano, a variação é de 0,98% (base 27 de dezembro de 2012) e, nos últimos 12 meses, de 11,81% (base 30 de abril de 2012). Segundo informações do Procon-SP, o último recorde da Cesta Básica, desde o Plano Real, foi de R$ 387,40, em 27 de fevereiro de 2013.

Neste período de apuração (de 1 a 30 de abril) as maiores altas ficaram com batata (+13,90%), cebola (+11,52%) e feijão carioquinha (+11,30%). As maiores quedas foram sentidas no frango resfriado (-8,65%), salsicha avulsa (-6,28%), sabão em barra (-5,32%) e açúcar refinado (-5,12%).

Um panorama demonstra que, na variação mensal, 14 dos 31 produtos pesquisados apresentaram alta, enquanto 17 apresentaram recuo de preço. Os produtos que mais pressionaram o resultado, tanto positiva quanto negativamente, neste período, e levando em consideração os respectivos pesos na cesta, foram feijão carioquinha (0,62%), batata (0,54%), frango resfriado (-0,60%) e carne de primeira (-0,40%).

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador