O técnico errado na hora errada, por Eduardo Ramos

Foto – Divulgação

por Eduardo Ramos

…o técnico errado nas horas erradas…

Meu Flamengo tem um bom elenco, alguns, ótimos jogadores! E apesar disso, foi eliminado oito vezes nos últimos anos de competições importantes, por times pequenos, mas mais bem montados por seus técnicos que o time rubro-negro.

Bandeira de Melo, presidente do clube é um ótimo administrador, mas deixou o futebol em mãos incompetentes, seja qual for a fama dos que atuam nessa área.

Mas o pior de tudo é ver a mídia e os diretores do clube incensarem o jovem treinador Zé Ricardo, que não trouxe nunca intervenções positivas, e só teve alguns bons momentos em virtude do alto nível técnico de alguns jogadores. O Flamengo ganhou os jogos que ganhou APESAR DO TREINADOR, e não por causa dele.

Em algumas ocasiões, deu sorte, como na partida contra o Palmeiras no campeonato brasileiro, em que Márcio Araújo foi expulso e inacreditavelmente ele tirou Diego, nosso maior craque, para colocar o insosso Alan Patrick. Por um acaso, Alan Patrick entrou em campo pela lateral, como manda a regra, e os jogadores do Palmeiras, distraídos, não repararam, e deixaram o jogador livre de marcação. O Flamengo recuperou uma bola no meio de campo e o lançaram, quando então, livre, marcou o gol do Flamengo, que só não ganhou o jogo graças ao belo gol de Gabriel jesus nos minutos finais.

O que fez a mídia nessa e outras ocasiões? Levantou a bola do Zé Ricardo, POR UM ERRO GRAVE COMETIDO, em que a sorte o ajudou a cobrir sua falta de discernimento.

Nota-se que o treinador é esforçado, honesto, estudioso, mas comete erros grosseiros e não tem nem de longe, a GRANDEZA NECESSÁRIA para dirigir o maior clube do Brasil em termos de torcida, é um equívoco IMPERDOÁVEL do presidente do Clube.

Um técnico que mantém um jogador do nível de Mancuello no banco de reservas e Gabriel, sofrível, atuando, não entende de futebol, e se entende, está num momento de surto. Colocar o jovem Mateus Sávio em campo ao final do jogo contra o San Lorenzo, é de uma falta de bom senso tão primária, que revela o despreparo de Zé Ricardo para dirigir clubes do porte de um Flamengo, ao menos com seu nível atual de conhecimento de futebol. Não duvido que seguindo estudando, tendo a humildade de ouvir conselhos dos mais experientes, venha a ser um grande treinador, hoje, é uma FRACA PROMESSA.

Um presidente que deixa um jovem treinador, por conta de alguns bons jogos, ser por tanto tempo o técnico de um clube que investiu tanto para ganhar títulos importantes, está agindo de modo IRRESPONSÁVEL!

E querer determinar quem é ou não “verdadeiro rubro-negro”, é outro equívoco que o diminui enquanto presidente do clube.

Viramos o clube mais bem administrado do Brasil nas finanças, e o PIOR em termos do que interessa para a torcida: no futebol!

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora