Autoridades iranianas aumentam tom sobre declarações de retaliação

Contudo, não são esperados novos ataques diretos do país persa contra os Estados Unidos

Jornal GGN – Embora o presidente dos Estados Unidos tenha rejeitado retaliações diretas ao ataque feito pelo Irã contra as bases que abrigam soldados americanos no Iraque, o tom das declarações oficiais persas voltou a subir.

Segundo informações do jornal O Globo, um comandante iraniano declarou que, em breve, a República Islâmica vai realizar uma “vingança mais dura” contra os Estados Unidos em retaliação ao ataque ordenado por Donald Trump que vitimou o general Qassem Soleimani, comandante das Forças Quds, e responsável pela articulação de grupos pró-Irã em países como Síria e Iraque.

O comandante sênior da Guarda Revolucionária, Abdollah Araghi, declarou à agência de notícias Tasnim que Teerã “irá impor uma vingança mais dura ao inimigo em um futuro próximo”. O vice-general da Guarda, Ali Fadavi, também prometeu uma retaliação mais brusca.

Já o tom do chanceler iraniano Zavad Jarif foi diferente. Na noite de terça-feira, dia do ataque no Iraque, Jarif afirmou em suas redes sociais que o Irã havia adotado “medidas proporcionais de autodefesa” em represália à morte de Soleimani.

O posicionamento adotado por Zarif e o fato de não terem vítimas fatais no último ataque persa levou Trump a afirmar, nesta quarta-feira, que o Irã estava “recuando” e que, por conta disso, não haveria nova ação militar por parte dos Estados Unidos.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Ao vivo: Guilherme Boulos é o convidado da live das 15h, nesta quarta (5/8)

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome