Corte de Bolsonaro na Educação prejudicará reconstrução do Museu Nacional

Os R$ 55 milhões reservados à reforma do museu, garantidos por emenda coletiva da bancada do Rio na Câmara Federal, vão sofrer corte de 21%

Museu Nacional incendiado - Foto: Reprodução
Da Agência do Radio Mais

Verba destinada à reconstrução do Museu Nacional sofre corte de 21%

Por Juliana Gonçalves

Um levantamento da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) mostrou que o contingenciamento orçamentário anunciado pelo Governo Federal para a Educação vai atingir verbas destinadas à reconstrução do Museu Nacional.

Os R$ 55 milhões reservados ao trabalho de reforma do museu, que foram garantidos por meio de uma emenda coletiva da bancada do Rio na Câmara Federal, vão ter um corte de 21,63%, o que representa uma redução de R$ 11,9 milhões. Com isso, o valor final fica em R$ 43,1 milhões.

O corte das verbas destinadas para a recuperação do museu está relacionado ao contingenciamento de R$ 5,8 bilhões feito pelo Ministério da Educação (MEC), no final de abril.

O bloqueio estabelecido pelo órgão atingiu parte do orçamento das 63 universidades e dos 38 institutos federais de ensino e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), que é a instituição responsável pelo museu.

Em nota, o Ministério da Educação informou ter liberado, em 2018, R$ 10 milhões para ações emergenciais de recuperação do Museu Nacional.

“Entre as ações financiadas, estão o escoramento da estrutura do edifício, retirada dos escombros, resgate dos acervos e instalação de cobertura provisória, além da aquisição de módulos habitacionais para atividades de laboratórios de guarda e tratamento dos acervos resgatados. Essas ações permanecem em execução.”

1 comentário

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome