Marta entrega documentos contra gestão de Juca Ferreira à CGU

Jornal GGN – Em entrevista detonando o PT, a presidente Dilma Rousseff (PT) e nomes que integram o núcleo duro do governo federal, a senadora Marta Suplicy revelou no último domingo (11) que entregou à Controladoria-Geral da União (CGU) uma série de documentos que apontam supostas irregularidades no Ministério da Cultura durante a antiga gestão de Juca Ferreira, que retorna ao comando da Pasta esta semana.

Segundo reportagem do Estadão (leia aqui) desta segunda-feira (11), os documentos colocam em xeque contratos assinados pelo Ministério da Cultura com uma entidade que presta serviços à Cinemateca Brasileira – órgão vinculado ao ministério com sede em São Paulo. A entidade se chama Sociedade Amigos da Cinemateca (SAC), e já recebeu R$ 111 milhões por parcerias firmadas entre 1995 e 2010. Desse total, 94% dizem respeito a um termo executado na gestão de Juca – algo em torno de R$ 105 milhões.

O principal apontamento é desrespeito à Lei de Licitações. Um dos relatórios da CGU denota que a SAC foi contratada pelo Ministério da Cultura por escolha própria da Pasta, sem consulta a outros interessados. A SAC, por sua vez, também dispensava licitações para compra de matérias e contratações de serviços no setor de audiovisual. Os orçamentos para as compras eram genéricos e não permitiam comparação com os preços de mercado. Dessa forma, é difícil apurar ou mesmo evitar superfaturamento nas aquisições.

Além disso, a CGU apontou que a SAC cobrava uma taxa extra para “cobrir suas despesas com a administração de projetos”. Em atividades que giravam em torno de R$ 49 milhões, por exemplo, a taxa era de R$ 2,6 milhões, frisou o Estadão. Outro problema é a contratação, pela SAC, de funcionários que trabalhavam para a Cinemateca, denotando favorecimento.

A CGU ainda afirma que a SAC não apresentou prestação de contas de suas despesas e que o Ministério da Cultura não tomou nenhuma providência. A Pasta respondeu no próprio relatório da Controladoria que a SAC possui “ações de compliance e autoria interna” e afirmou que seu balanço contábil e financeiro é apresentado anualmente ao Ministério da Justiça.
 

18 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Anarquista Lúcida

- 2015-01-12 23:47:52

Responder a uma baixaria com outra? Comovente sua sugestao

Francamente! 

Anna Dutra

- 2015-01-12 19:14:30

O mau perdedor e o que cospe

O mau perdedor e o que cospe no prato em que comeu ... As mais lamentáveis atitudes!

Marly

- 2015-01-12 15:55:14

Um diagnóstico entre MUITOS...

Seria demência senil?  Há outros mais importantes dentro da psiquiatria...

Fernando J.

- 2015-01-12 15:26:04

Fernando Morais, pelo Facebook

na quinta-feira me ligou uma repórter da folha cujo nome se me escapa. Ela queria minha opinião sobre as relações do ministério da cultura (e do novo ministro, juca Ferreira, com o Fora do Eixo.
Respondi que achava muito saudável que p governo mantivesse pontes com movimentos sociais como o FDE, o MST e o movimento dos sem teto. O desapontamento da repórter com minha resposta era perceptível. Ela insistiu:
- qual sua opinião sobre a contratação do FDE pelo minc?
- mas o ministério contratou o fora do eixo?
- parece que sim.
- ué, mas v quer minha opinião sobre algo que parece que vai acontecer?
- está bem. Obrigado pela entrevista.
Hoje a folha deu uma página para o assunto. Como eu previa, nem uma sílaba da minha entrevista.
Entendi.

 

 

Fernando J.

- 2015-01-12 14:43:23

O lobby do Juca foi mais poderoso

Dilma tinha 2 nomes para o MINC: Juca e Fernando Morais. dentro daquilo que Dilma buscava, um ministério com peso político para enfrentar as tormentas vindas do Congresso e do Judiciário, Fernando Morais era o nome perfeito. PMDB histórico, ex-deputado, ex-Secretário Estadual de Cultura, com trânsito livre por todas as siglas, respeitado por todos, poderia atuar politicamente muito além dos limites do seu ministério. Mas, ele não fez campanha, muito pelo contrário, ficou mineiramente quieto no seu recanto em Ilhabela assistindo o Juca protagonizar uma vergonhosa campanha pelo cargo, junto com sua turma do Fora do Eixo e o braço da UFRJ. Não deu. Dona Dilma terá problemas nessa área, além dos habituais. 

alfredo machado

- 2015-01-12 14:24:55

Reação de nada

Nassif,

Atitude de gente canalha.

Por qual motivo Marta Suplicy demorou anos para encaminhar os tais documentos à CGU ?

Em condições normais, uma pessoa com este perfil deplorável não poderia se eleger prá nada. Não consigo imaginar um tucano cometendo uma animalidade como esta, assim como não consigo imaginar o partdo tucano reagindo a esta agressão como vem fazendo o PT, reação de nada. 

Tucano defende até mesmo o desnecessário, o caso da defesa de Anastasia em função de uma denúncia ainda sem provas no âmbito da Lava Jato, mas não há possibilidade de o partido petista aprender este beabá.

 

 

Aracy_

- 2015-01-12 14:18:07

Luzes da ribalta

O Zé da Justiça é mais hábil que a sexóloga Sra. Ué: se mantém há anos numa sombra colada no governo e aparece no facho de xenônio do PIG simultaneamente. Hehe.

rdmaestri

- 2015-01-12 14:12:00

Claro que ela poderia ao

Claro que ela poderia ao longo da gestão ter feito as denúncias, agora fica claro que ela cometru PREVARICAÇÃO, pois ela retardou ato de ofício.

Tem que julgar estas pessoas que conhecedores de crimes guardam os dados para utilizá-los quuando for conveniente.

Klaus BF

- 2015-01-12 14:04:30

Fiocruz

Ué?!?! E o contrato com para contratar bolsistas da Fiocruz ela não entregou não? Ana de Hollanda foi uma santa?

altamiro souza

- 2015-01-12 13:54:31

por que não denunciou

por que não denunciou antes?

esperou a opoortunidade  para, praticamente,

iniciar sua campanha à prefeitura nas eeleições de 2016..

juca era secretário de haddad.

portanto....pau nele e no haddad, por enquanto, por tabela.

puro oportunismo.

vaidade pouca é bobagem.

considere-e, no entanto,

e ela vai aproveitar isso tb,

que marta foi importante para a construição do pt.

importante, no fundo, para impedir que uma certa classe média que

ela representa, não detonasse o pt desde o início.

outra questão interessante é a mesmice com outros políticos conservadores,

com que ela atua na hora de detonar

o partido para se lançar candidata.

não será  a única nem será a última, pelo jeito.

vaidosa, ciente de sua arrogancia de ex-prefeita

com bom trabalho que permanecerá por muito tempo,

ela se aproveita da suposta fragilidade terminal do pt,

para esculhambá-lo.

aí já ancorada, habilmente, na grande mídia,

que sabe antagonica ao pt há  décadas.

 

 

alexis

- 2015-01-12 13:19:47

Nova clonagem

Marta já não parece mais com Marina Silva, no papel de "eu queria ser Dilma", mas, agora fica parecendo mais com a tal de Venina, da Petrobras, que quando viu que poderia ser pega por improbidade, abre a boca atirando na hora de sair fora.

Marta teve oportunidade de limpar essa eventual sujeira quando esteve no cargo. 

CarlosI

- 2015-01-12 13:15:03

CGU

O falecido estilista Clodovil, tinha uma opinião definitiva a respeito da dona marta: "fui colega da marta no antigo programa TV Mulher, da globo.         Tudo aquilo em que ela toca, transforma-se em m*rda."  

Pedro Penido dos Anjos

- 2015-01-12 13:12:14

Está mais que na hora de um

Está mais que na hora de um biografia não autorizada da sra. Marta Teresa Smith de Vasconcellos "Suplicy".

Há farta documentação nos acervos da imprensa  e dezenas, talvez centenas de pessoas que tiveram participação direta em fatos ligados a sua vida e grande potencial de retorno financeiro.

Basta pensar na sua participação na inesquecível TV MULHER, e nos episódios polêmicos em que ela se envolveu juntamente com a sra. Marília Gabriela e o irriquito Clodovil. 

Será que o Ruy Castro se habilitaria?

Alguem mais?

emerson57

- 2015-01-12 13:11:17

Quer dizer...

Se ela não fosse demitida, estaria tudo certo?

Poria uma pedra sobre o assunto?

.....Compromisso com o Brasil é para poucos!

emerson57

- 2015-01-12 13:08:09

spotlight

Ué, e perder a chance de "aparecer" no PIG ???  (Patrioptica Imprenza Gloryoza)

Joel Miranda

- 2015-01-12 12:51:30

Marta

Amigos, só agora Marta se lembrou, porque? Oportunismo ou traição!

Cunha

- 2015-01-12 12:47:11

Tudo é vaidade  ( Salomão )

Tudo é vaidade  ( Salomão )

Aracy_

- 2015-01-12 12:44:36

Ué, o tempo em que Marta

Ué, o tempo em que Marta permaneceu como titular no Ministério da  Cultura não foi suficiente para apurar o caso e entregar os documentos à CGU? 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador