“O Começo da Vida” é exibido em CEUs, com debates públicos

“O Começo da Vida”, novo longa-metragem da diretora Estela Renner, estreia hoje nos cinemas do país. O filme é uma produção mundial que destaca especialistas de infância, narrando de forma simples ,alguns aspectos importantes para o desenvolvimento das crianças, levando em consideração a qualidade e a localização geográfica dessas famílias.  Estela assina outros filmes memoráveis, como “Criança a Alma do Negócio” e “Muito além do peso”. A cineasta usa a linguagem peculiar do cinema para traduzir estudos científicos que pautam programas de políticas públicas e que abordam, em inúmeras nuances, o cotidiano familiar do cuidar da infância. 

Para estimular esse debate na rede pública, a coordenadora da São Paulo Carinhosa, Ana Estela Haddad, estará no CEU Veredas, na zona leste, hoje, com a diretora do documentário, Estela Renner. No debate, as presenças da secretária municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, Luciana Temer, e da secretária adjunta de Educação, Emília Cipriano. O encontro acontece às 15h.

Ainda nesta quinta, o filme será exibido também nos CEUs Butantã, Meninos, Jaçanã, Quinta do Sol, São Rafael, Capão Redondo, Parque Veredas e Vila Rubi. Todas as sessões serão seguidas de rodas de conversa.

No sábado, dia 7, o Cine Direitos Humanos, no Espaço Itaú de Cinema – Frei Caneca, promove uma sessão do documentário com participação de Ana Estela Haddad, Felipe de Paula, secretário municipal de Direitos Humanos e Cidadania, e Marcos Nisti, produtor do filme.

O Cine Direitos Humanos também terá uma sessão no Centro de Formação Cultural Cidade Tiradentes, no dia 11.

A parceria com a produtora do documentário integra uma série de ações articuladas pela São Paulo Carinhosa, para a promoção da garantia dos direitos das crianças na primeira infância (de zero a seis anos de idade). O programa envolve 14 secretarias municipais, entre as quais Saúde, Educação, Cultura e Direitos Humanos.

Para democratizar o acesso ao conteúdo, a Maria Farinha Filmes, produtora do longa, articulou uma ação que permitirá ao público assisti-lo, de forma gratuita, nos dias 05, 06, 07 e 08 de maio. Essa ativação conta com o apoio da Johnson’s Baby, Cinemark e Espaço Filmes, acontecendo em 21 cidades.

Além das parcerias que a produtora têm feito com governos, empresas e organizações da sociedade civil para a difusão do documentário, há também o Videocamp, uma plataforma global que reúne filmes que apresentam causas socioambientais e disponibiliza orientações para que os usuários promovam exibições públicas de algumas obras.

Produzido pela Maria Farinha Filmes, a mesma dos documentários “Muito Além do Peso”, “Tarja Branca – A Revolução que Faltava”, “Território do Brincar” e “Criança, a Alma do Negócio”, “O Começo da Vida” teve apoio das organizações Fundação Maria Cecília Souto Vidigal, Bernard Van Leer Foundation (Holanda), Instituto Alana e do UNICEF. O filme traz depoimentos de especialistas e famílias sobre como os primeiros anos da criança são essenciais para o seu futuro.  As histórias retratadas percorrem nove países: Brasil, Argentina, Canadá, China, Estados Unidos, França, Índia, Itália e Quênia.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Clowns de Shakespeare é censurado em Recife e decide entrar com processo

2 comentários

    • Será que minha ironia não foi compreendida?

      Não vou repetí-lo até por que já não lembro o que escrevi.

      Mas se meu comentário não foi publicado por não terem percebido que se tratava de ironia acho lamentável.

       

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome