Repatriação faz setor público ter superávit de R$ 39,5 bi em outubro

Jornal GGN – O setor público registrou um superávit primário de R$ 39,589 bilhões em outubro, o primeiro resultado positivo após cinco meses de déficit. O valor considera as receitas da União, dos Estados e os municípios sem considerar os gastos com juros e é o maior superávit primário mensal na série história do Banco Central, que teve início em dezembro de 2001.

O Governo Central (Previdência, Banco Central e Tesouro Nacional) teve superávit de R$ 39,127 bilhões. Os governos estaduais tiveram resultado positivo de R$ 271 milhões, e os municípios, e $ 24 milhões.

O resultado positivo de outubro foi determinado pela programa de regularização de ativos não declarados à Receita, a chamada Lei da Repatriação, que arrecadou cerca de R$ 45 bilhões em multa e Imposto de Renda.

Já no acumulado do ano, o resultado é negativo, com déficit primário é R$ 45,912 bilhões em dez meses, contra déficit de R$ 19,953 bilhões no mesmo período do ano passado.

Nos 12 meses encerrados em outubro, o déficit foi de R$ 137,208 bilhões, equivalente a 2,23% do Produto Interno Bruto (PIB). Os gastos com juros nominais ficaram em R$ 36,205 bilhões em outubro, sendo que no acumulado do ano chegou a R$ 331,238 bilhões.

Considerando o resultado primário e os juros, o setor público teve superávit nominal de R$ 3,384 bilhões, o primeiro resultado positivo desde abril de 2015.

Já a dívida líquida do setor público chegou a R$ 2,722 trilhões em outubro, o equivalente a 44,2% do PIB, aumento de 0,1% em relação a setembro. A dívida bruta ficou em R$ 4,330 trilhões, correspondente a 70,3% do PIB, caindo 0,4% na comparação com o mês anterior.

As empresas estatais federais, estaduais e municipais, com exceção das companhias dos grupos Petrobras e Eletrobras, tiveram superávit primário de R$ 166 milhões em outubro. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome