Bolsonaro diz que “não quer se meter” agora nas articulações da Previdência

Fala de Bolsonaro ocorre em meio à queda na governabilidade do mandatário junto aos parlamentares, que criticam a relação entre Executivo e o Legislativo como ruim ou péssima

Foto: Isac Nóbrega/PR

Jornal GGN – Em meio ao descrédito da articulação de Jair Bolsonaro junto ao Congresso, uma das principais pautas do governo na Câmara, a reforma da Previdência, também foi deixada de lado pelo mandatário. Durante a viagem em Israel, Bolsonaro disse que “poderia até dar sugestões”, mas que não quer se “meter” agora.

A fala foi dada em meio à crise nas negociações da reforma da Previdência na Câmara e quando Bolsonaro enfrenta os piores índices de governabilidade entre os parlamentares. De acordo com pesquisa da Arko Service, divulgada pelo GGN aqui, 60,55% dos deputados ouvidos estão classificando a relação entre o Executivo e o Legislativo como ruim ou péssima.

Em fevereiro, esse número era de 17,4%. A mesma pesquisa mostrou que para 33,95% dos parlamentares entrevistados, o governo de Jair Bolsonaro é ruim ou péssimo, um aumento de mais de 10 pontos percentuais em comparação ao mês anterior.

Mas Bolsonaro parece não se incomodar com isso. Sem respostas claras para o avanço ou não da reforma da Previdência de Paulo Guedes na Câmara, o presidente lavou as mãos: “A decisão está com o Parlamento”.

“No que depender de mim, farei gestões. Eu conheço mais da metade dos parlamentares, fiquei 28 anos lá dentro, sei como funciona aquilo. Poderia até dar sugestões, mas não quero me meter porque agora estou em outra casa”, continuou.

O mandatário está em viagem a Israel e pretende se reunir com lideranças partidárias somente depois de amanhã (04) para tratar do tema.

 

1 comentário

  1. O sujeito não é apenas inapto, é extremamente preguiçoso.
    Mas como jabuti não sobe em árvore, além de retirar o bicho lá de cima precisamos identificar quem o colocou lá. Caso contrário subirão com outro.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome