Bolsonaro é flagrado com “dossiê” contra “petista” em sua mesa de gabinete

 
 
 
Jornal GGN – A Gazeta Gaúcha revelou nesta quarta (15) que Jair Bolsonaro analisa pessoalmente uma espécie de “dossiê” contra uma suposta petista, segundo documento flagrado por meio de fotos, em sua mesa de gabinete.
 
Segundo o site, em mais de uma agenda do dia, a mesa de Bolsonaro foi exposta em fotos oficiais e, em cima dela, foi possível ver uma cópia impressa do suposto dossiê dentro de uma pasta transparente.
 
“Aproximando a foto, é possível ler, na folha de frente, a menção a uma pessoa chamada ‘Eliane Caref’, com a reprodução da foto da mulher e de uma mensagem que circula em uma rede social.
 
“O texto da postagem, localizado em busca na internet e reproduzido na cópia impressa sobre a mesa, diz: ‘Esta é uma petista doente. Fez campanha contra Bolsonaro dentro do Banco do Nordeste. Responsável pela divulgação do “Ele não” no Estado do Ceará. Está pretendendo ser nomeada para o Conselho de Administração do BNB (o Banco do Nordeste). Vamos fazer campanha contra’.”
 
Leia mais.

10 comentários

  1. Pronto. O Bozo começou a
    Pronto. O Bozo começou a “trabalhar”. Ficou décadas no Congresso e nada fez e por isso não conhece a realidade brasileira. Tem que usar a cortina de fumaça ideológica.

  2. Pronto. O Bozo começou a
    Pronto. O Bozo começou a “trabalhar”. Ficou décadas no Congresso e nada fez e por isso não conhece a realidade brasileira. Tem que usar a cortina de fumaça ideológica.

  3. Lamentável
    O cara assume a presidência e não abandona a faceta de político rasteiro, visão curta, como se fosse candidato a capatazia de uma tropa de descerebrados.
    Realmente é uma aberração na história desse país levado ao cargo sob um processo fraudulento, para o qual as justissias brasileiras tapam os olhos, fazem-se de surdas e usam lenços embebidos em perfumes franceses (já que os salários permitem), para evitar o cheiro putrefo que toma conta dos ares brasileiros.
    E isso tudo ao sabor de análises que toda mídia, incluindo a dita progressista, nos brinda a cada evacuação oral de um astrólogo maluco em terras do tio sam (OU SERÁ PAPAI SAM OU SERÁ CHEFE SAM?)

  4. Caro Nassif
    O que ele faz é

    Caro Nassif

    O que ele faz é politica de classe social, entreguista e reacionária.

    Quando, um dia, o PT assumir, ele terá que fazer a mesma coisa, e será acusado de fazer aparelhamento.

    Nada de republicanismo.

    Saudações

  5. Infelizmente

    devo dizer que isso é praxe no serviço público.

    Especialmente a nomeação de servidores de alto escalão, que  só se dará mediante a assinatura do presidente, mediante previa análise dos antecedentes pessoais e funcionais do cidadão , seja concursado, seja por nomeação ad nutum.

    Exposto à curiosidade pública o dossiê da candidata já no início do governo, se não cuidar de sua privacidade, o bozo terá o mesmo fim da Dilma.

    Isso  se não se finar antes, por razões “naturais”.

  6. Onyx…
    Até que ponto todos os funcionários que passaram pelo constrangimento de serem aviltados em sua imagem pessoal e profissional pelo termo feito pelo Onyx ao dizer ” despetizar” de maneira pejorativa, tratados como inúteis, bandidos, etc … Essas pessoas estão sendo marcadas em suas vidas pessoais e profissional, podendo ter suas vidas afetadas de maneira irremediável, esses funcionários deveriam processar essas pessoas e tbm o Estado. Quanto ao Bolsonaro não se pode esperar algo melhor dele, pois ele não tem um país para administrar, ele é menos que medíocre e o que cabe a ele é ficar como uma auxiliar administrativo que foi dado a fazer tarefas específicas, como admitir e demitir pessoas e claro transgredindo leis, ele sendo um funcionário do poder executivo e representando o estado não poderia fazer uso de sua prerrogativa para perseguição política, até em empresas privadas é ilegal tal ato, e pq seria diferente no poder público.?

  7. Ações deliberadas para aumentar a tropa

    É a continuação do discurso na Paulista ás vésperas da votação do segundo turno.

    A dança de Queiroz, o abono do ponto da assessora, o dossiê citado,  a promoção no Banco Brasil, a nomeação na Petrobras, são ações para afirmar que os apoiadores terão imunidade e serão promovidos.

    Ao mesmo tempo é uma tentativa de intimidar os apoiadores da oposição ao novo governo.

    Pode ser também indicação de dificuldades não previstas nas negociações no congresso nacional, e um recado ao baixo clero da câmara dos deputados.

     

  8. Mas essa mulher do dossie

    Mas essa mulher do dossie quer fazer parte de um governo do Hitler reencarnado, facista, homofóbico, belicista?

    Não seria questão de todos que não concordam com a eleição do presidente Bolsonaro pedir demissão?

  9. sem defesa

    A que nível nós chegamos! Pelo visto, o serviço de inteligência do novo governo considerar como muito mais prioritário para sua análise, o gravíssimo assunto de um suposto interesse de uma funcionária, classificada de petista doente, pela disputa de uma vaga no Conselho de Administração do BNB, do que o perigo menor e irrisório, que é o assunto da entrega da EMBRAER para Boeing, de mão beijada, além de projetos especiais e secretos, com mais de 50 anos. 

     

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome