Bolsonaro trata PF como Ministério e diz “quem manda sou eu”

"Quando vão nomear alguém, falam comigo. Eu tenho poder de veto, ou vou ser um presidente banana agora?", disse, sobre polêmica de decidir o novo superintendente da PF no Rio

Jornal GGN – O presidente Jair Bolsonaro voltou a dizer que é ele quem manda na Polícia Federal e que as mudanças na corporação dependem dele para que ele não seja um “presidente banana”.

As declarações do mandatário ocorrem um dia após ele mesmo anunciar a substituição do comando da Superintendência da PF no Rio de Janeiro. Apesar de que a troca estava sendo discutida internamente, Bolsonaro havia dito nesta quinta-feira (15) que ele ia mudar o superintendente por motivos de “gestão e produtividade”.

Em resposta, a PF reagiu e mostrou que havia sido pega de surpresa pelo anuncio do mandatário. Em nota oficial, disse que a substituição estava sendo articulada internamente por escolha do diretor-geral da Policia Federal, Mauricio Valeiro. Carlos Henrique Oliveira será o novo superintendente, no lugar de Ricardo Saadi.

Oliveira é nome de confiança de Valeiro, o diretor-geral da PF que foi nomeado por Bolsonaro. Mas ao falar sobre o tema nesta quinta, o presidente fez uma comparação da organização, que desde os governos de Lula e Dilma Rousseff carregam a característica de independência, como se fosse um Ministério de governo.

“Todos os ministérios são passíveis de mudança. Vou mudar por exemplo o superintendente da Policia Federal do Rio de Janeiro. Motivos? Gestão e produtividade”, disse. A PF reagiu, mas mesmo assim, nesta sexta, Bolsonaro voltou a dizer que ele é “quem manda” na corporação.

[O GGN prepara uma série de vídeos para mostrar a interferência dos EUA na Lava Jato. Quer ser nosso aliado nessa causa? Clique aqui]

Questionado na manha de hoje, fez referencia ao diretor-geral da PF ou ao ministro Sergio Moro, que “se ele resolveu mudar [o superintendente], vai ter que falar comigo. Quem manda sou eu, vou deixar bem claro”, afirmou.

“Eu dou liberdade para os ministros todos, mas quem manda sou eu. Pelo que esta pre-acertado, seria lá o superintendente de Manaus. Quando vão nomear alguém, falam comigo. Eu tenho poder de veto, ou vou ser um presidente banana agora? Cada um faz o que bem entende e tudo bem?”, continuou.

5 comentários

  1. Resposta OFICIAL da PF:

    “Abaixa o facho pra falar de delegado de merda, filho da puta, pelo menos a gente nao caga todo dia como voce, a gente so caga dia sim e dia nao. E nossa bosta fede mais que a sua. Diga adeus ao Queiroz.

    Nao dissemos que nossa bosta cheira mais que a sua?”

    E delegados de merda da Policia Federal sorriram docemente e calaram se: a bosta deles *realmente* cheirava mais oportunismo e covardia diki a de Bolsonaro!!!

    Zi end…

  2. Liberdade e autonomia são para quem sabe o que fazer delas, não para quem abusa…Era ruim com o Dilma? Parece que agora ta bom…Bem bonitinha, uma gracinha…….a PF de coleirinha………..

    • Autonomia para grupo armado não existe, em tese nem o exército é autônomo, já que está constitucionalmente subordinado ao chefe do executivo..
      Em um documentário sobre a revista Rolling Stone, Obama ao destituir um general que havia lhe destratado em uma entrevista, disse”um dos pilares da democracia americana é a submissão do poder militar ao poder cívil”….
      Ora, será que lá o fbi é autônomo???
      Intervir em uma investigação é uma coisa, autonomia administrativa é outra….

      1
      1
  3. E ele está errado? A pf quer mandar na presidencia? È o rabo querendo balançar o cachorro?
    Será que alguem vai ter coragem de fazer tiro ao alvo com caricatura dele como fizeram com a Dilma?
    Por mais que discorde dessa figura, será que ele tem que alimentar as feras para lhe comerem os olhos? Os unicos que fizeram isso sabemos onde foram parar…….

    4
    1

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome