Estádio Célio de Barros pode escapar da demolição

Do Webrun

Célio de Barros pode escapar de demolição por ser patrimônio histórico

Complexo Maracanã é patrimônio histórico, segundo Instituto Histórico e Artístico (IPHAN)

Os defensores da permanência do Estádio de Atletismo Célio de Barros, no Rio de Janeiro, podem começar a enxergar uma luz no fim do túnel. Depois da Defensoria Pública da União mover uma ação, o Instituto Histórico e Artístico (IPHAN) informou que tanto o estádio quanto o Parque Aquático Júlio Delamare e a Escola Modelo Arthur Friedenreich são patrimônios e não poderão ser demolidos sem sua autorização.

A intenção do Governo do Estado é demolir a escola e as duas praças, que fazem parte do Complexo Maracanã, para construir um estacionamento que consiga abrigar todos os torcedores do estádio de futebol, que fica ao lado. 

Agora, a Associações de Treinadores e de Árbitros, e os atletas ganhadores de medalhas olímpicas que fazem parte da Assembleia da CBAt (Comitê Brasileiro de Atletismo) poderão se manifestar em defesa do Célio de Barros. Ao todo, serão 27 Federações estaduais, dos cinco clubes com melhor classificação no Troféu Brasil/Caixa de Atletismo do ano de 2012.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome