Metade dos brasileiros desaprova Bolsonaro e mais da metade desconfia, diz Ibope

A pesquisa foi feita antes do discurso de Jair Bolsonaro na Assembleia Geral das Nações Unidas, mas já indicou uma queda na confiança dos brasileiros em todas as perguntas realizadas

Marcelo Camargo/Agência Brasil

Jornal GGN – A metade dos brasileiros desaprova a maneira de Jair Bolsonaro governar o país. Foi o que mostrou a pesquisa Ibope, encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), divulgada nesta quarta-feira (25). A desaprovação (50%) é ainda maior do que a quantidade de brasileiros que aprovam (44%) e vem acompanhada de uma desconfiança de 55% dos entrevistados sobre o presidente.

A pesquisa foi feita antes do discurso de Jair Bolsonaro na Assembleia Geral das Nações Unidas e, portanto, não registrou a reação popular sobre as polêmicas declarações do mandatário para o mundo. Por outro lado, já indicou uma queda na confiança dos brasileiros em todas as perguntas realizadas.

A primeira delas, por exemplo, perguntou a avaliação dos entrevistados sobre o governo do mandatário: 34% consideram ruim ou péssimo, 31% ótimo ou bom, e 32% regular. O levantamento foi feito entre os dias 19 e 22 de setembro, ouvindo 2 mil pessoas em 126 municípios. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Os dados são similares à última pesquisa do Ibope, em junho, quando se registrava 32% dos que consideravam ótimo ou bom, 32% regular e 32% ruim ou péssimo.

Naquele mês, 46% aprovava a maneira de governar de Bolsonaro e 48% desaprovava. Era uma diferença de apenas 2 pontos percentuais entre um e outro. Agora, 50% desaprovam e 44% aprovam, aumentando a distância para 6 pontos percentuais. Apesar de matematicamente pela margem de erro permanecer estável a avaliação, ficou determinada a maioria dos que desaprovam.

Leia também:  O Ur-Fascismo brasileiro e Bolsonaro como sua consequência, por Sergio Saraiva

Já a confiança caiu de 46%, há três meses, para 42% agora, e a desconfiança aumentou de 51% para 55%. Da mesma forma, houve uma piora no cenário para Jair Bolsonaro sobre as perspectivas para o restante do governo.

Isso porque se antes 39% tinham ótimas ou boas expectativas, agora são 37%, e aqueles que tinham péssimas expectativas aumentou de 29%, em junho, para 31% em setembro.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

1 comentário

  1. metade desaprova,portanto,a outra metade aprova,o que é muito dadas as circunstâncias.
    De qualquer forma,essa gente já demonstrou que não está nem aí para apoio popular. Essa gente dominou as instituições e faz o que bem entender,inclusive colocar esse sujeito para animar a festa como presidente da república.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome