Arquitetas brasileiras são premiadas em concurso pan-americano

A arquiteta e urbanista Erminia Maricato é a primeira mulher a receber a Medalha de Ouro, prêmio máximo da Federação Pan-Americana de Associações de Arquitetos (FPAA).

Erminia Maricato. Foto: USP.
A arquiteta e urbanista Erminia Maricato é a primeira mulher a receber a Medalha de Ouro, prêmio máximo da Federação Pan-Americana de Associações de Arquitetos (FPAA). Além de Ermínia, entre 34 países da América, foram destaques, respectivamente nas áreas de Docência e Pesquisa e Teoria, as arquitetas Dora Monteiro e Silva de Alcântara, ativista em defesa da preservação do patrimônio cultural e do ensino da arquitetura brasileira e  Margareth Aparecida Campos S. Pereira, com vasto currículo nacional e internacional, nas áreas dos estudos culturais.

O Brasil também foi premiado na categoria Serviço Público, com o arquiteto Gilson José Paranhos de Paula e Silva, referência na área de habitação social. Em Habitação Popular o destaque foi a Co.Opera.Ativa, Cooperativa dos Profissionais do Habitat. Vale registrar, ainda, que o arquiteto uruguaio Hector Vigliecca, radicado no Brasil há mais de 40 anos, recebeu o prêmio de Arquiteto das Américas.

O prêmio inédito de Erminia Maricato foi o grande destaque do concurso e importante vitória da professora, pesquisadora e ativista reconhecida por seu trabalho como urbanista e em sua luta pela Reforma Urbana no Brasil. Participou ativamente da criação do Ministério das Cidades, sendo sua primeira secretária-executiva. Entre suas relevantes ações defendeu a Reforma Urbana de iniciativa popular na Assembleia Constituinte, em 1988, incluindo a questão urbana, pela primeira vez, como um capítulo da Carta Magna.

A comunicação oficial dos premiados foi feita na sede da FPAA, em Montevidéu, Uruguai, em 29 de outubro, depois de um processo que reuniu 143 candidatos. A cerimônia virtual de premiação será no Dia do Urbanismo, em 8 de novembro próximo.

Veja aqui o documento oficial de divulgação dos profissionais premiados.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome