Os mais democráticos da história do Brasil

Assumo minha cabeça de planilha e planilho:

Prudente de Moraes tomou posse em 15 de novembro de 1894 e Washington Luis foi deposto em 24 de outubro de 1930 – a República Velha teve, portanto, 13.106 dias sob uma democracia relativa: mulheres não votavam e ex-escravos não eram cidadãos de primeira classe. Além disso, havia Poderes Moderadores.

Com Sufrágio Universal, Dutra assume em 31 de janeiro de 1946 e Ranieri Mazzilli passa o poder a Castelo em 15 de abril de 1964: 6.648 dias de democracia plena. Esse era o recorde brasileiro.

O poder não democrático fica estabelecido por 9.465 dias: de Castelo a Sarney, em 15 de março de 1990.

Não sei se alguém notou, mas acabamos de bater o recorde: somos a geração mais democrática da história do País: 7.597 dias ontem. De Collor, em 15 de março de 1990 até a posse de Dilma, dia 01 de janeiro de 2011. Se ela completar o mandato, somaremos 9.057 dias e estaremos a um mandato de bater também o recorde do período militar.

Parabéns a todos nós. Vamos ser os velhinhos mais democráticos da história do Brasil.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador