Juiz do caso Eike conduz os autos do processo

Jornal GGN – E o juiz saiu cantando os pneus do Porsche de Eike Batista. O juiz Flávio Roberto de Souza abusou, tirou partido da situação do ex-bilionário e virou meme nas redes sociais. Não foi bom pra ele. Mas foi divertido. Acompanhe.
 

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0]; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = “//connect.facebook.net/pt_BR/all.js#xfbml=1”; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

[video:

“Senhorrrrr Juiz devolve o Porscheeee!”

Se liga nova músiquinha que a turma da 98 fez para o caso do Juiz e o Porsche do Eike Batista.

Com Newskull
Voz: Rayane Boldrini
Produção: Diego Regal

E as fotos?

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

10 comentários

  1. Se não é circo, parece

    Não precisamos mais de palhaços. O humor escrachado, pastelão, do nariz vermelho e dos sapatos avantajados passa diariamente nas diversas instâncias judiciais, aliás, em todas elas (eventuais exceções confirmam a regra).

    Como diz chavão, mas verdadeiro para o caso: “se cobrir vira circo”.

  2. CRIME ORGANIZADO!!

    Basta!!!! Não dá mais!

    Chegou a hora das pessoas honestas deste país começaram a reagir.

    O relato a seguir demonstra o crime continuado da máfia dos carcamanos dos Civita!


    Família de Frei Chico registra boletim de ocorrência contra repórter da Veja

     

    No último dia 19 de fevereiro, foi desmentida pelo Instituto Lula nota da coluna do jornalista Ulisses Campbell, da revista Veja Brasília, que mentia sobre uma festa infantil, em Brasília, de um suposto sobrinho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O desmentido afirma que “Lula não tem nenhum sobrinho com este nome residindo em Brasília” e que a suposta festa nada tinha a ver com ele.

    Revelada a inverdade, o jornalista veio do Distrito Federal para o estado de São Paulo, e passou a usar nomes falsos e assediar a família de Frei Chico, irmão do ex-presidente, que reside no estado e não tem relação alguma com a festa em Brasília. A família registrou boletim de ocorrência nesta quarta-feira (25), que relata:

    “… no dia 23/02/2015 Ulisses ligou para o pai do declarante, que é irmão do ex-presidente Lula, passando-se por Pedro, da USP, e buscando informações sobre a família e nomes de sobrinhos e netos do ex-presidente Lula e do pai do declarante. Afirma que após algum tempo inquirindo o pai do declarante o interlocutor finalmente se identificou como Ulisses e disse estar em busca de informações sobre a festa de aniversário, sendo informado da inexistência de tal festa.”

    E segue:

    “Declara que no dia 24/02/2015 a esposa do declarante recebeu uma ligação (…) de um homem que disse chamar-se Pedro, de Brasília, representando o Buffet Aeropark, questionando sobre o endereço onde deveria fazer a entrega dos presentes.”

    Destaque-se aqui que a informação foi confrontada junto ao buffet que negou ter um funcionário com o mesmo nome. Na realidade, Ulisses ligou do próprio celular, fingindo ser um funcionário do buffet. Mais adiante, questionado pelo filho de Frei Chico, o colunista teria dito:

    “…que necessitava de informações, e se o declarante não as fornecesse ele poderia publicar o que quisesse, tendo Ulisses, inclusive enviado pelo celular, para o declarante, uma fotografia da esposa do declarante em companhia de seu filho, a qual usaria em publicação futura na revista Veja.”

     O último ato desesperado e ilegal se deu na última quarta-feira (25).

    “… por volta das 10:00, a babá dos filhos do declarante ligou para a esposa do declarante, dizendo que um homem teria entrado no condomínio, se passando por entregador de livros (…), quando a babá percebeu que o referido indivíduo não entregou livro algum e começou a perguntar sobre os horários de chegada dos moradores, após ter anotado nome, RG e CPF dela, a mesma teria trancado a porta e pedido ajuda para a equipe de segurança do condomínio.”

    Cabe ressaltar que o repórter fugiu das dependências do condomínio, sendo localizado posteriormente pela Polícia Militar e identificado como Ulisses Campbell, jornalista da Veja. 

    Assessoria de Imprensa
    Instituto Lula

    • NOVIDADE!

      É esse tipo de pessoa e seus superiores que tentam parar o Brasil para depois tirarem proveito. Isto está claro, uma vez que os que agem assim nunca fizaram nada de proveitoso pelo país. Daí a inveja, mas, não consegurão pois o mal sempre perde.  

  3. Depois da teoria do domínio do fato, tudo é possível

    Publicado em 26/02/2015, no Conversa Afiada

    Juiz quer fechar Whatsapp.
    Quem manda endeusar ?

    Ainda bem que ele não usa o carro do Eike …

    Compartilhe

    Diante do endeusamento de procuradores fanfarrões e juízes de Guantánamo no PiG, nada a estranhar:

     

    Juiz do Piauí determina suspensão do WhatsApp em todo o Brasil

    O juiz Luiz Moura Correia, da Central de Inquéritos da Comarca de Teresina, no Piauí, determinou a todas as companhias de telefonia brasileiras a suspensão temporária do serviço do WhatsApp. O processo corre em segredo de justiça, mas a Secretaria Estadual de Segurança do Estado informou, por meio de nota à imprensa, que o motivo da decisão ocorre porque o aplicativo não tirou do ar fotos de crianças e adolescentes expostas sexualmente.

    Também por meio de nota, o SindiTelebrasil  ressalta a desproporcionalidade da medida, que pode causar enorme prejuízo aos usuários e que as prestadoras não têm nenhuma relação com o serviço.

    (…)

  4. O juiz da Lava Jato é o Moro.
    O juiz da Lava Jato é o Moro. O juiz de Eike Batista é um “moron”.

    Este juiz parece acreditar que “coisa julgada do bem” e a mesma coisa que “transitar com no bem do julgado”.

  5. E depois os coxinhas querem

    E depois os coxinhas querem culpar os eleiitores brasileiros pelo caos. Ora, e no judiciário que o critério para seleção se supõe rigoros, tem este tipo de juiz, imagina nas casas legislativas!

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome