Inflação para famílias mais pobres sobe para 0,77% em março

Índice Nacional de Preços ao Consumidor que mede a variação de preços da cesta de consumo de famílias com renda até cinco salários mínimos aumentou 0,23 pontos percentuais

Foto: José Cruz/ABr

Da Agência Brasil

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que mede a variação de preços da cesta de consumo de famílias com renda até cinco salários mínimos, subiu para 0,77% em março. A taxa é superior ao 0,54% de fevereiro e a maior para meses de março desde 2015 (1,51%).

O INPC acumula taxa de 1,68% no ano, a maior para o período desde 2016 (2,93%). Em 12 meses, a taxa acumulada chega a 4,67%.

Segundo dados divulgados hoje (10) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o INPC ficou acima do IPCA, que mede a inflação oficial e que registrou taxa de 0,75% em março e 4,58% em 12 meses.

Os produtos alimentícios tiveram alta de preços de 1,5% em março, contra 0,94% em fevereiro. O agrupamento dos não alimentícios teve inflação de 0,45%, contra 0,37% em fevereiro.

1 comentário

  1. Outro fator pode vir a trazer mais dificuldades. O Brasil, à época do Lula teve uma atenção especial ao trabalho dos catadores de lixo para reciclagem e o ex-presidente até os prestigiou e os recebeu no Planalto. Acredita-se que formem um universo de mais de um milhão de pessoas que vivem exclusivamente deste setor econômico, sendo eles responsáveis por 90% do recolhimento do lixo plástico no país. Pois bem, uma decisão chinesa em prol da economia, saúde e da ecologia já afeta e em curto espaço afetará mais ainda o rendimento destas pessoas e também a condição do excesso de lixo plástico que inclusive já inunda a vida marinha. A China era a principal exportadora de lixo plástico do planeta, participando de metade do mercado de compra. Desde o ano passado diminui estas compras até porque com o aumento de seu mercado interno, até nisto torna-se independente. Países como os EUA e nações europeias passaram a não ter para onde enviar este lixo que só parece compensar se alguém comprar e levá-lo. A Irlanda vendia todo o seu lixo recolhido para a China. Com o tempo isto inevitavelmente diminuirá a margem de ganho dos catadores´, já que mesmo neste mercado vale as leis de oferta/demanda, afetando mais a economia dos mais pobres que até então tiram suas subsistências dali.

    https://www1.folha.uol.com.br/ambiente/2019/04/o-que-fazer-com-o-lixo-que-a-china-parou-de-comprar.shtml

    https://ciclovivo.com.br/planeta/desenvolvimento/china-para-de-receber-lixo-de-outros-paises-para-reciclar/

    https://www.bbc.com/portuguese/internacional-42615990

    https://www.ecycle.com.br/component/content/article/38-no-mundo/6592-acumulo-de-lixo-eletronico-na-tailandia.html

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome