Mercado amplia prognóstico para IPCA

Os analistas do mercado financeiro ajustaram para cima suas estimativas para o fechamento da inflação oficial ao fim deste ano: segundo o relatório Focus, elaborado semanalmente pelo Banco Central, a variação estimada para o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) em 2013 subiu de 5,71% da última semana para 5,80%. O total visto há quatro semanas era de 5,68%.

A variação segue dentro da faixa tolerada pelo Banco Central para o comportamento da inflação – embora o centro da meta seja de 4,50%, trabalha-se com uma variação de dois pontos percentuais para baixo (2,50%) ou para cima (6,50%).

Também houve mudanças nas estimativas mensais. Segundo o levantamento, a variação esperada para os analistas para o fechamento do indicador em maio foi ampliada de 0,31% para 0,33%, e os dados de junho passram de 0,28% para 0,29%.

A inflação nos próximos 12 meses (suavizada) foi reduzida de 5,59% para 5,57%. Os números para 2014 subiram pela segunda semana consecutiva, de 5,76% para 5,80%.

Os agentes consultados também alteraram os prognósticos para outros índices de preço. Por exemplo: o IGP-DI (Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna) para este ano diminuiu pela segunda semana consecutiva, de 4,80% para 4,43%.

Já os dados para o mês de maio perderam força pela terceira semana seguida, de 0,38% para 0,30%, ao passo que o total para junho caiu de 0,37% para 0,35%. Os números para os próximos 12 meses (suavizados) passaram de 5,55% para 5,45%, enquanto a variação para 2014 subiu de 5% para 5,10%.

O fechamento do IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercado) para este ano também foi reduzido pela segunda semana consecutiva, passando de 4,75% para 4,51%.

Leia também:  O grande projeto de crescimento do Banco Central, por Andre Motta Araujo

No caso dos dados mensais, a variação para maio caiu pela sexta semana consecutiva, mas desta vez com mais força, passando de 0,35% para 0,12%. De acordo com a pesquisa, a variação para junho perdeu força pela segunda semana seguida, de 0,37% para 0,33%.

Quanto a estimativa para os próximos 12 meses, os números suavizados caíram pela segunda semana, de 5,65% para 5,43%. Os dados estimados para 2014 avançaram de 5,28% para 5,41%.

O IPC-Fipe (Índice de Preços ao Consumidor, medido pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) estimado para o fim deste ano foi ajustado de 4,92% para 4,95%.

De acordo com a pesquisa, o prognóstico dos agentes para o fechamento de maio foi mantido em 0,38% pela segunda semana consecutiva, ao passo que os dados de junho caíram de 0,35% para 0,33%.

Por outro lado, os números suavizados para os próximos 12 meses subiram de 4,95% para 5,05%, ao passo que a estimativa para 2014 caiu de 5% para 4,95%.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

1 comentário

  1. DILMA GARANTE O FIM DOS APOSENTADOS

    É…!!!

    Os velhinhos estão fu…!!!

    “Aposentadorias do INSS terão reajuste de 5,2% ano que vem”

    Previsão está na proposta de orçamento para benefício acima do mínimo. Piso subirá 6,12%

    POR MAX LEONE

    Rio –  A correção de aposentadorias e pensões do INSS maiores do que o salário mínimo (R$ 678) no ano que vem deve ser de 5,2%. O índice está previsto na Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO) de 2014 apresentada esta semana pelo governo. O reajuste será aplicado sobre os benefícios de 9 milhões de segurados que recebem mais do que o piso nacional.

    O processo de correção dos benefícios foi iniciado por meio de ação do Sindicato Nacional dos Aposentados | Foto: Divulgação

     

    (Matéria do jornal “O Dia” publicada em 16 de abril de 2013)

     

     

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome