Sergipe terá montadora chinesa de capital árabe para fabricar veículos elétricos e híbridos

Sugestão do blog de Adir Tavares do Brasilianas.org

Jornal GGN – A montadora chinesa de veículos elétricos e híbridos Amsia Motors terá em até dois anos uma fábrica operando no estado de Sergipe, anunciaram nesta quinta-feira (27) representantes da companhia na capital Aracaju. O diferencial dos veículos da Amsia é o fato de eles serem elétricos ou híbridos (são movidos a eletricidade ou por uma comninação de motores elétricos e a explosão ao mesmo tempo).

O presidente da Amsia, Mustafa Ahmed, e o príncipe saudita Abdul Rahman Bin Faisal Al Saud, principal investidor da montadora, assinaram um termo de intenções com o governo estadual, pelo qual se comprometendo a investir R$ 1 bilhão para a produção de automóveis. “Eles também pretendem trazer a matriz, que hoje está na China, para o Brasil”, afirmou Célio Oliveira Martins, assessor especial da Secretaria do Desenvolvimento Econômico, da Ciência e Tecnologia do Sergipe.

O acordo, assinado pelo governador em exercício, Jackson Barreto, estabelece que o local destinado à fábrica será o município de Barra dos Coqueiros, ao lado do porto de Sergipe. De lá, além de abastecer o mercado interno, a companhia pretende exportar para a América do Sul, Oriente Médio e África.

O secretário do Desenvolvimento Econômico, da Ciência e Tecnologia, Saumíneo Nascimento, que participou da assinatura, afirmou que a produção da Amsia deve começar em até dois anos. Os primeiros veículos fabricados deverão ser de passeio, SUVs e caminhonetes. “No futuro, teremos ônibus, caminhões leves e pesados”, afirmou o secretário.

De acordo com o governo, a Amsia está ainda negociando a importação de 25% do número de veículos que pretende produzir no país junto ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), para serem vendidos aqui com as mesmas vantagens fiscais de automóveis nacionais a partir de 2014. A previsão é de que sejam criados  4 mil empregos diretos.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora