Inflação da construção civil sobe 1,26% em maio

Jornal GGN – O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi) apresentou variação de 1,26% em maio, ficando 0,76 ponto percentual acima da taxa de abril (0,50%), segundo dados calculados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em parceria com a Caixa Econômica Federal.

Considerando o período de janeiro a maio, o resultado foi de 2,40%. Nos últimos 12 meses, a taxa situou-se em 5,51%, acima dos 5,30% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em maio de 2014, o índice foi de 1,06%.

O custo nacional da construção, por metro quadrado, que fechou em R$ 923,58 em abril, passou para R$ 935,20 em maio, sendo R$ 505,02 relativos aos materiais e R$ 430,18 à mão de obra.

A parcela dos materiais apresentou variação de 0,54%, subindo 0,11 ponto percentual em relação ao mês anterior (0,43%). A mão de obra registrou variação de 2,12%, e ficou 1,53 ponto percentual acima de abril (0,59%). Os acumulados do ano são 1,55% (materiais) e 3,42% (mão de obra), sendo que em 12 meses ficaram em 3,53% (materiais) e 7,89% (mão de obra).

A avaliação regional mostra que o Sudeste foi a que apresentou a maior alta do período, com variação de 2,78%. Os demais resultados foram de 0,33% (Norte), 0,16% (Nordeste), 0,48% (Sul) e 0,26% (Centro-Oeste). Os custos regionais, por metro quadrado, foram: R$ 937,10 (Norte); R$ 868,48 (Nordeste), R$ 986,87 (Sudeste); R$ 945,35 (Sul) e R$ 934,22 (Centro-Oeste).

Com a pressão exercida pelo reajuste salarial decorrente do acordo coletivo, São Paulo foi o estado com a maior variação mensal: 3,79%. A seguir veio o Rio de Janeiro, 3,63%, e Rondônia, 3,60%, também sob o impacto de reajustes salariais.

1 comentário

  1. Beto Richa aumentou tudo e Curitiba tem a maior inflação do país

    Veja como o tucano Beto Richa colabora com o aumento da inflação no país. Nos últimos 12 meses reajustou a energia em 85,5%. Além disso, aumentou o IPVA em 40%, aumentou o ICMS de 95 mil produtos, etc. Está tirando dinheiro dos paranaenses como pode, e ainda diz ser impossível reajustar o salário dos professores em 8,17%.

    Para saber mais: http://www.gazetadopovo.com.br/economia/curitiba-tem-a-maior-inflacao-do-pais-em-12-meses-2fcncx0q6hm8pqmzijj837xs5

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome