Fundo de investimento em infraestrutura é lançado em São Paulo

O Banco do Brasil e a BB Votorantim lançaram na manhã de hoje (13), na BM&F Bovespa, na capital paulista, o Fundo de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC) em debênture, ou seja, um título de dívida emitida para financiar projetos em investimentos privados no setor de infraestrutura.
 
Com patrimônio de R$ 300 milhões e prazo de 12 a 15 anos, o fundo é voltado para infraestrutura em áreas de interesse público, como energia, transporte, água, saneamento básico e irrigação. É destinado exclusivamente a investidores qualificados, que são empresas ou pessoas físicas com alto investimento financeiro.
 
“Este produto vai permitir que os investidores possam diversificar os seus investimentos em infraestrutura, acima de tudo, trazer a pessoa física para o mercado de capitais, tão necessário no desenvolvimento e incremento dos projetos”, disse o secretário executivo do Ministério da Fazenda, Paulo Rogério Caffarelli.
 
Segundo Caffarelli, o governo federal planeja investir quase R$ 1,5 trilhão no setor durante os próximos anos. A partir deste mês, começam cinco obras de estradas das primeiras concessões de rodovias. “Eu não tenho dúvidas de que, com o começo destas obras, a atratividade para investimentos como é o tipo desse FIDC, vão acontecer em uma potencialização”, declarou.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Omissão de Bolsonaro pode deixar periferia de São Paulo sem médicos

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome