Estudante cria lanterna que funciona pelo calor do corpo

Jornal GGN – Uma lanterna de LEDs alimentada pelo calor do corpo. Criada pela estudante canadense Ann Makosinski, o objeto brilha quando é agarrado pela mão. Aos 15 anos, a estudante é finalista da Feira de Ciências da Google, e o trabalho é fruto de seu interesse por energias alternativas.

Ann diz estar “realmente interessada na “coleta de energia excedente, que nos rodeia, mas nunca usamos”. Batizada de lanterna oca, a invenção funciona por obra do efeito termoelétrico, criando uma tensão elétrica a partir da diferença de temperatura. Estudante da Saint Michaels University School, em Victoria, ela tentava decidir sobre o tema para um projeto de ciências, quando descobriu o azulejo Peltier, que produz eletricidade quando um lado da telha é aquecido enquanto o outro é resfriado.

Na descrição do projeto, a estudante contou ter usado “quatro azulejos Peltier e a diferença de temperatura entre a palma da mão e a do ar ambiente, e projetado uma lanterna que fornece luz brilhante sem pilhas ou peças móveis”. Ann explicou que o design é ergonômico, termodinamicamente eficiente, “e só precisa de uma diferença de temperatura de cinco graus para trabalhar e produzir até 5,4 mW, que equivalem ao brilho de cinco velas “.

A estudante fez alguns cálculos para checar se o calor da mão humana poderia gerar energia suficiente por meio de uma telha para alimentar a lanterna. No projeto, apresentou sua hipótese: “se eu puder capturar bastante calor de uma mão humana e convertê-lo de forma eficiente em energia elétrica, então posso alimentar uma lanterna sem pilhas ou energia cinética”.

A australiana comprou, então, azulejos Peltier e os testou, para conferir se conseguiriam produzir energia suficiente para acender um LED. A potência não foi um problema, mas a obtenção da tensão foi, já que os azulejos não geraram o suficiente. Ao fazer algumas mudanças no desenho do circuito, Ann resolveu a questão. Depois, ela usou a internet para obter informações, fez experiências com diferentes circuitos, e graças à sorte, encontrou um artigo sobre um sistema de coleta de energia, que poderia fornecer tensão suficiente quando usado com um determinado transformador.
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome