BC japonês sinaliza para mais medidas de estímulo

Jornal GGN – Depois de surpreender o mercado na última semana ao anunciar o aumento do programa de estímulo monetário no país, o presidente do Banco do Japão, Haruhiko Kuroda, afirmou que a autoridade monetária está preparada para tomar mais iniciativas que ajudem o país a ter sua economia reaquecida e a taxa de inflação atinja sua meta de 2%.
 
Segundo informações da agência de notícias Reuters, Kuroda destacou que a entidade está determinada a adotar o que for necessário para atingir a meta de inflação em dois anos e vencer quase duas décadas de deflação. Em entrevista, o presidente da autoridade monetária disse que “não há nenhuma mudança” na política do país em busca da meta de inflação de 2% “na data mais próxima possível” em um horizonte de aproximadamente dois anos.
 
“Não há limites para os nossos instrumentos de política, incluindo as compras de títulos do governo japonês”, disse. Recentemente, o Banco Central do Japão anunciou a ampliação das medidas de incentivo econômico adotadas no país, em um sinal de reconhecimento de que a inflação e o avanço da economia não ocorreram da forma esperada depois que o imposto sobre vendas foi ajustado em abril.
 
O banco central japonês surpreendeu os mercados financeiros globais na semana passada ao expandir o forte estímulo, , reconhecendo que o crescimento econômico e a inflação não aceleraram como esperado após o aumento do imposto sobre vendas em abril.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome