Estados Unidos terá Pentágono investigando avistamentos de OVNIs

Nada se sabe sobre sua origem, mas alguns acreditam que podem ser drones operados por adversários terrestres e não extraterrestres.

Reprodução vídeo CNN

Jornal GGN – A ameaça agora vem do Universo. Os Estados Unidos criaram uma força-tarefa, que será revelada oficialmente nos próximos dias, para investigar fenômenos aéreos não identificados reportados, principalmente, pela Marinha norte-americana. Muitos dos encontros documentados envolveram a Marinha e a força-tarefa terá o subsecretário de Defesa David Norquist na supervisão.

A notícia é da CNN norte-americana que procurou o Departamento de Defesa, que não respondeu ao pedido de comentário.

A preocupação é antiga, diz a emissora, e membros do Congresso e funcionários do Pentágono há muito estão preocupados com o aparecimento de aeronaves não identificadas que sobrevoaram bases militares dos EUA, colocando em risco os jatos militares. Nada se sabe sobre sua origem, mas alguns acreditam que podem ser drones operados por adversários terrestres e não extraterrestres.

Em junho, o Comitê de Inteligência do Senado votou para que o Pentágono e a comunidade de inteligência fornecessem uma análise pública dos encontros.

Em julho, o Senador Marco Rubio disse a uma estação de notícias de Miami que se existem coisas sobrevoando as bases e locais de exercício militares e não se sabe o que é ou não norte-americano, então é legítimo questionar o Pentágono.

“Francamente, se for algo de fora deste planeta, pode ser melhor do que o fato de termos visto algum tipo de salto tecnológico em nome dos chineses ou russos ou de algum outro adversário”, acrescentou o Senador.

Os vídeos divulgados pelo Pentágono parecem mostrar objetos voadores não identificados se movendo rapidamente enquanto são gravados por câmeras infravermelhas. Dois dos vídeos contêm membros do serviço que reagem com admiração pela rapidez com que os objetos se movem. Uma voz especula que poderia ser um drone.

Leia também:  Coronavírus: Nos EUA, CDC analisa mais 300.000 mortes ocorridas durante a pandemia

“A aeronave desconhecida parecia ser pequena em tamanho, aproximadamente do tamanho de uma mala e na cor prata”, disse um relatório que descreve um incidente ocorrido em 26 de março de 2014.

Os relatórios descrevem os fenômenos observados como “Sistemas Aéreos Não Tripulados (UAS)” – a terminologia oficial do Pentágono para aeronaves drones.

Os vídeos da Marinha foram lançados pela primeira vez entre dezembro de 2017 e março de 2018 pela To The Stars Academy of Arts & Sciences, uma empresa cofundada pelo ex-músico do Blink-182, Tom DeLonge, que afirma estudar informações sobre fenômenos aéreos não identificados.

O Pentágono tinha gravações previamente estudadas de encontros aéreos com objetos desconhecidos como parte de um programa classificado desde então fechado que foi lançado a pedido do ex-senador Harry Reid de Nevada. Esse programa foi lançado em 2007 e encerrado em 2012, segundo o Pentágono, porque avaliou que havia prioridades mais altas que precisavam de financiamento.

O ex-chefe do programa Luis Elizondo disse à CNN, em 2017, que ele pessoalmente acredita “há evidências muito convincentes de que podemos não estar sozinhos”.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome