EUA teriam ajudado Israel na morte de Hezbollah

 
Jornal GGN – O Washington Post publicou reportagem afirmando que os EUA ajudaram a construir a bomba que matou o líder do grupo xiita libanês Hezbollah Imad Fayez Mughniya, em fevereiro de 2008. O país teria colaborado com Israel na operação.
 
De O Globo
 
EUA colaboraram com Israel em atentado contra líder do Hezbollah, diz jornal
 
Segundo reportagem do ‘Washington Post‘, agentes da CIA participaram da morte de Imar Mughniyah em 2008
 
WASHINGTON — Os Estados Unidos ajudaram a construir a bomba que matou o líder do grupo xiita libanês Hezbollah Imad Fayez Mughniyah, no dia 12 de fevereiro de 2008, segundo o jornal “Washington Post”. Cinco ex-funcionários do serviço de inteligência dos EUA confirmaram que o país colaborou com Israel na operação.
 
O governo americano nunca admitiu a participação na morte de Mughniyah, atribuída pelo Hezbollah a Israel. Segundo o jornal, em reportagem publicada nesta sexta-feira, havia poucos detalhes sobre as operações conjuntas da CIA com a Inteligência de Israel, sobre como o atentado foi orquestrado ou o exato papel dos EUA na ação.
 
A morte do líder islâmico seria, além do assassinato de Osama bin Laden, uma das missões secretas de alto risco realizada pelos EUA nos últimos anos.
 
Os ex-agentes afirmaram que as bombas que foram usadas no ataque passaram por diversos testes em uma instalação da CIA no estado da Carolina do Norte para garantir que não haveria danos colaterais.
 
— Provavelmente explodimos 25 bombas para ter certeza que conseguiríamos — disse um dos ex-funcionários.
 
Mugniyah foi morto depois de jantar em um restaurante em Damasco e entrar no carro que explodiu. De acordo com a publicação, a bomba foi acionada de Tel Aviv.
 
O líder do Hezbollah era um alvo de grande importância para os EUA e Israel, pois teria participado de ataques terrorista do Hezbollah na Embaixada americana em Beirute e na Embaixada de Israel na Argentina.
 
Segundo o “Washington Post”, a CIA não quis comentar o caso.
 
LIMITES LEGAIS
 
O jornal destaca que o envolvimento dos EUA no assassinato levanta questões sobre os limites legais americanos.
 
Mughniyah foi alvejado em um país onde os EUA não estavam em guerra. Além disso, foi morto na explosão de um carro, uma técnica que alguns juristas veem como uma violação das leis internacionais ao se utilizar métodos traiçoeiros para matar ou ferir um inimigo.
 
— É um método de morte utilizado por terroristas e gangsters — disse ao “Washington Post” Mary Ellen O’Connell, um professor de direito internacional da Universidade de Notre Dame. — Isso viola uma das regras mais antigas no campo de batalha.
 

20 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Trunfim

- 2015-02-01 23:57:25

Onde está escrito que não

Onde está escrito que não existe organizações criminosas em países comunistas.

Juízes em todos oa países do mundo que investigaram o crime organizado não unânimes em confirmar o trabalho do Jornalista italiano Roberto Saviano: a Camorra (todo crime organizado) é invencível por causa do sistema financeiro.

Organizações estatais de todos os países que mandam no mundo fazem negócio, protegem e financiam o narcotráfico. Sempre de acordo com os interesses políticos e econômicos.

Mas o que interessa para o povo é poder sair de casa e voltar vivo. O resto são frases feitas, clichês.

Como gostava de falar e escrever o poeta Gerardo de Mello Mourão: "a ideologia é a maldição do século".

leonidas

- 2015-02-01 16:03:49

Na verdade a analogia sobre

Na verdade a analogia sobre criminalidade serve para mostrar como a esquierda é especialista em creditar no colo alheio qualquer problema para poder falsar a realidade.

Se voce nao é de esquerda pra mim continua nao dizendo nada, sobre andar armado eu sou a favor que o cidadão tenha direito ao porte de arma para manter uma EM CASA e nao ANDAR armado

E para tanto tem que se submeter a teste rigidos ( nao dispendiosos ) para aferir sua sanidade e controle emocional.

Sobre sua citaçao a paises comunistas e a inexistencia de crime organizado, rs

Isso é outra piada, pois obviamente em um regime totalitario não há espaço para outro tipo de cartel até pq ele ja existe e esta impregnado na maquina do estado que é dividade pelos " representantes do povo"

E não ha o mesmo grau de criminalidade por razoes obvias pois  em uma ditadura voce mata aquele que é considerado subversivo e nao ha nenhum tipo de problema para o agente do estado.

Voce deveria saber disso mas ja que nao sabe a gente desenha pra vc...rs 

leonidas

- 2015-02-01 15:59:21

ainda confunso no tocante ao

ainda confunso no tocante ao termo censura?

kkkkkkkkkkkkkkk

se eu tivesse feito censura previa ( nao sou dono do blog...rs ) voce nao teria seu texto publicado esperto!!!

eu apenas refutei suas observaçoes falaciosas, isso é apenas uma opinião contraria a sua e nao censura ok?

rs

Trunfim

- 2015-02-01 12:25:10

TERRORISMO

O Jornalista Carlos Brickmann é Judeu e Sionista e quando aconteceu o atentado das Torres Gêmeas escreveu:  "não criem corvos porque eles vão comer seus olhos".

Paulo Francis quando da guerra entre Iraque e Irã denunciou que os Estados Unidos continuavam ganhando dinheiro com vendas de motor para o Irã usar em barcos na guerra contra o Iraque, mesmo tendo sido determinado sanções econômica contra o Irã.

Há vasta documentação sobre quem cria e/ou mantem grupos teerroristas.

O GRANDE PAULO MALUF foi massacrado, mas é um grande administrador e o que fez os Tucanos não conseguiram em mais de vinte anos de Governos.

O grande culpado pela crescente criminaliade do Estado de São são os Tucanos. Tal como a crise da água até outro dia desmentiam a existencia do PCC, sua maior obra no Estado.

FOI O STF quem atenuou a punição para os crimes hediondos, e determinaram que também nestes casos existe a progressão das penas.

Aqui na minha cidade de Olímpia/SP, 50.000 habitantes, todo ano acontecem crimes bárbaros

Dia 30/01 desapareceu Mototaxista e no final da tarde de 31 foi encontrado com degolado (com o capacete) e a Moto foi roubada. EU ANDO ARMADO. E para assassino é na bala, por isso votei contra o fim do comércio de armas no país. E tenho certeza de que os mais pobres, principalmente, devem se armar porque são os que mais sofrem (ou nas mãoa dos bandidos ou da Polícia).

Sempre fui filiado em partido conservador (MDB, PL e até PFL), mas já que você tocou no assunto nesta absurda comparação terrorismo - criminalidade, em países de ditadura comunista não acontecem essa liberdade para os bandidos matarem. Não acontecem tantas rebeliões em presídios e uma organização criminosa tomar conta de um Estado.

Frederico69

- 2015-02-01 11:25:25

qual o mérito da luta contra o terrorismo,

se eles usam os mesmos métodos??

sem sombra de dúvidas, ambos os países são o eixo do terrorismo. alimentando e treinando os futuros terroristas.

Edson Caetano

- 2015-02-01 02:39:09

10!

KKKKKK essa foi ótima, 

Edson Caetano

- 2015-02-01 02:36:40

ah é?

Quem fez censura prévia foi você, seja coerente. Vc deu sua opinião, eu opinei contra e assim caminha a humanidade, aceite ou então vou concluir que vc é o fundamentalista (neo)conservador obtuso.

leonidas

- 2015-02-01 01:18:55

Boa piada...rsOs radicais

Boa piada...rs

Os radicais existem desde sempre e só precisam de desculpas.

Na faixa de gaza o Hamaz trucidou os integrantes do Fatah, no Libano o Hezbollah trucida qualquer outro grupo, seja druso, cristao, ou mulçumanos sunitas que lhe sejam de oposiçao.

No mundo arabe a matança devido as varias divergencias entre tantos segmentos do Islã é algo rotineiro.

Se Israel nao existisse ainda asism haveria grupos se matando aos montes como vemos nos banhos de sangue no Iraque de sunitas contra xiitas, do EI contra todas as vertendes que considerem infeis e por ai afora.

A esquerda é mesmo desavergonahda, adora espetar a sem vergonhice alheia na conta dos outros.

Aqui no Brasil ele defende menor delinquente homicida reincidente dizendo que eles tambem sao vitimas da sociedade civil que sendo capitalista frusta os menininhos e os força a pegar em armas e matar alguem.

Como aqui em sao paulo onde um homicida de 14 anos ( ja reincidente ) executou uma guarda civil e voltou a cena do crime para roubar a arma dela, segundo esses pilantras essa forma de vida maligna ficou assim por culpa da classe média.

So nao viram a irma desse fascinora dar entrevista dizendo que nunca faltou nada para ele.

Entao na visão despudorada dos esquerdopatas o Hezbollah é mal só por culpa de israel , nao fosse Israel haveria paz no oriente méido e o Hezbollah aceitaria ate´a velaska popuzada fazer show em Beirute rsrsrsr

leonidas

- 2015-02-01 01:10:22

Que pena que voce seja tão

Que pena que voce seja tão obtuso a ponto de confundir censura previa ( feita por um regime )  com uma opinião que lhe desagrade de um outro integrante do blog...rs 

leonidas

- 2015-02-01 01:08:31

Os EUA desenvolveram um

Os EUA desenvolveram um artefato que poderia e foi usado por Israel

Os EUA ou melhor dizendo Israel usou isso contra um alvo militar legitimo, a diferença para pessoas ingenuas ou que usam má fé é a incapacidade de entender que terrorismo é matar e disseminar panico contra alvos civis.

O Hezbollah nao é um alvo civil ´e um estado militar e fundamentalista islamico qeu age em paises que considere seus inimigos , alias mantem tropas em apoio ao regime sirio à revelia do que possa ter sido decidido pelo governo Libanes

Ja disse aqui mesmo no blog que o atentado feito contra os Marines no Libano no inicio dos anos 80 nao pode ser considerado ato terrorista pois trata-ve de um alvo militar legitimo.

Essa é TODA  a diferença , nos atos israelenses ou americanos o objetivo é atacar os integrantes do grupo terrorista e ocasionamente infelizmente ocorrem baixas civis dado a covardia destes em usar seu povo como escudo, ja no atos dos  terroristas  patrocinados pelo Hamaz ou Hezbollah o alvo é MAJORITARIAMENTE CIVIL e se pegar algum militar melhor mas nao sao os militares os alvos 

O Obejto é matar civis e com isso atentar contra as sociedades civis democraticas.

Voce sabe disso né?

Mas esta aqui tentando subverter as coisas para defender um grupo fundamentalista islamico...rs

 

Edson Caetano

- 2015-02-01 01:00:13

quer dizer então...

"Alias se as pessoas desse blog morassem em Israel ou nos EUA iriam continuar postando aqui, se estivem sob julgo do governo desse grupo terroristas e fundamentalista teriam que segurar suas opinioes para falar apenas entre 4 paredes."

 

Não, não!!! Isso acontece agora mesmo aqui com vc taxando explicitamente este post como "lero lero antissemita" e "esquerda contra Israel". Que espirito democrático esse seu!

Trunfim

- 2015-02-01 00:10:39

terrorismo

Menachen Begin que foi Primeiro MInistro de Israel era terrorista. Israel não tinha que ter invadido o Líbano.

Em 1.938 reunião de dezenas de Países para resolver o que fazer com os Judeus e nenhum País quis recebê-los. Depois da guerra criaram o Estado de Israel onde moravam os Palestinos.

Em 1982 Israel invadiu e destruiu o Líbano: pequeno trecho do que aconteceu:- " Durante 70 dias, Israel martelou Beirute com bombas de vácuo, de fragmentação e urânio empobrecido, calcinando mais de 8 mil pessoas apenas na capital libanesa. As televisões do mundo inteiro transmitiram o arrasamento do Líbano, sem que o mundo árabe esboçasse qualquer reação. O sul do Líbano era devastado tanto pelas tropas de Sharon, quanto pelas milícias libanesa aliadas, massacrando a resistência laica, abrindo caminho para a fundação do Hizbollah, milícia xiita anti-ocupação.( http://consciencia.net/11-anos-da-primeira-retirada-israelense-do-libano-dia-da-libertacao/)."

Foi nesta pestilenta guerra de Israel que aconteceu o massacre de Sabra-Chatila (um genocídio). 

No ano 2.000 o exército de Israel saiu do Líbano, não conseguindo o seu objetivo.

Desta destruição surgiu o  Hizbollah

wendel

- 2015-01-31 23:58:00

Quá, quá,quá.........................

Quá, quá, quá ......................

O soldo para a defesa deve estar alto, em virtude da ênfase !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

fabio GM

- 2015-01-31 23:18:52

Que defesa

Bela defesa dos EUA, pode explodir os inimigos, pois o pais é um democracia, muito bom.

Sabia que com esse texto voce esta dando uma desculpa para todos os atos terroristas anterior, dizendo que matou supostos inimigos, e então esta perdoado e pior, ja que os EUA faz este tipo de coisa qualquer um pode fazer tambem. 

Defender uma ideologia, seja de esquerda ou de direita, deve ter um limite, e voce o passou.

Hildermes José Medeiros

- 2015-01-31 22:03:18

Terroristas

Os dois, EUA e Israel, sem dúvidas países terroristas.

Ivan de Union

- 2015-01-31 21:28:38

"Os EUA sao livres para

"Os EUA sao livres para prestar assessoria a qualquer aliado, agora o ato foi de Israel e é ela que responde":

NAO, Leonidas.  Voce se alia ao diabo, voce tem que responder por ele, especialmente se voce tem as armas.

leonidas

- 2015-01-31 21:03:17

E qual é o problema disso?O

E qual é o problema disso?

Os EUA sao livres para prestar assessoria a qualquer aliado, agora o ato foi de Israel e é ela que responde.

O Hezbolah é um grupo terrorista que parasita o estado libanes, e tanto os EUA como Israel sao naçoes constituidas onde há democracia que apesar de suas falhas estao anos luz na frente do regime imposto a ferro e fogo pelo grupo aos que tem a desgraça d viver sob suas leis

Alias se as pessoas desse blog morassem em Israel ou nos EUA iriam continuar postando aqui, se estivem sob julgo do governo desse grupo terroristas e fundamentalista teriam que segurar suas opinioes para falar apenas entre 4 paredes.

O resto é lero lero de antisemita, inocentes uteis, ou radicais ideologicos ( tanto da esquerda como da direita ) que à exemplo dos fundamentalistas islamicos usam Israel como peça de propaganda para atraves de generalizaçoes bizarras moldarem a opinião alheia.

A esquerda fala contra Israel por birrinha pois ela representa o ocidente que deu uma surra de rabo limpo no socialismo , e a direita por antisemitismo mesmo...rs

 

Obs: A democracia permite coisas como essa , pois a noticia saiu de um jornal norte americano, imagine se em terrirtorio controlado por esses loucos do Hezbollah isso poderia ser dito na midia local. 

Zanchetta

- 2015-01-31 20:14:24

Logo, logo, vão dizer que os

Logo, logo, vão dizer que os EUA mataram o Bin Laden também!!!

sergio m pinto

- 2015-01-31 20:06:35

E a CIA está preocupada com

E a CIA está preocupada com regras?

Pedro Luiz

- 2015-01-31 19:16:21

EUA,Israel e afins

Eua,Israel e afins - TERRORISTAS NÒS???!!!

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador