O que nos ensina a derrota do regime autoritário de Erdoğan na Turquia?

As principais ações da oposição turca que levaram à vitória foram sair da polarização de Erdogan, não confiar demais nas mídias sociais e o trabalho de base, que é insubstituível

Turquia: O que nos ensina a derrota do regime autoritário de Erdogan? 

Do Democracy Now Brasil

Traduzido e Legendado por César Locatelli

O Partido AK, do presidente turco Recep Tayyip Erdogan, sofreu grandes reveses nas eleições locais neste fim de semana, depois de dominar o sistema político do país desde 2003. O Partido AK perdeu o controle nas duas maiores cidades da Turquia, Istambul e Ancara, e agora está questionando os resultados. Os eleitores expressaram frustração com o governo autocrático de Erdogan e também estão enfrentando uma inflação crescente e aumento do desemprego.

As principais ações, da oposição turca, que levaram à vitória sobre o partido de Erdogan, nas eleições regionais turcas, foram: sair da polarização de Erdogan, o líder do regime autoritário turco; não confiar demais nas mídias sociais; o trabalho de base que é insubstituível e, por fim, estabelecer coalizões com apoiadores da democracia.

“Qualquer um que critique Erdogan é processado por terrorismo ou por calúnia contra o presidente, diz Koray Caliskan, professor da The New York School, que foi indiciado 25 vezes na Turquia. “É assim que ele está silenciando a oposição”, diz o professor entrevistado no DemocracyNow!

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Rubens R.R.Casara analisa a fábrica de desunião

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome