ABJD pede investigação contra Sergio Moro no Ministério Público Federal e na OAB do Paraná

ABJD pede que sejam apurados os valores e condições da contratação do ex-juiz Sérgio Moro pela empresa de consultoria norte-americana Alvarez & Marsal

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, participa da solenidade de abertura da 13ª Jornada Lei Maria da Penha

da ABJD

ABJD pede investigação contra Sergio Moro no Ministério Público Federal e na OAB do Paraná

A Associação Brasileira de Juristas pela Democracia – ABJD apresentou nesta terça-feira (02 de dezembro), Representação no Ministério Público Federal no Paraná para que sejam apurados os valores e condições da contratação do ex-juiz Sérgio Moro pela empresa de consultoria norte-americana Alvarez & Marsal, e desta pela Odebrecht e demais empresas investigadas no âmbito da operação Lava Jato, em que Moro atuou como juiz.

No mesmo sentido, a ABJD apresentou Representação Disciplinar na Seccional do Paraná da Ordem dos Advogados do Brasil, indicando a expressa infração praticada por Sérgio Moro, que impõe vedação ao exercício da advocacia no caso.

OAB PARANA MORO PROCEIDMENTO DISCIPLINAR
REPRESENTAÇÃO MPF PR ABJD

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Empresário israelense que contratou parecer de Moro é condenado

2 comentários

  1. Vão usar e abusar, a favor dele, toda candura e lentidão da mesma lei que, juiz, descaradamente desrespeitou. Agora, aparecerão os arautos do legalismo. Exigirão o devido processo legal, com infinitos direitos ao contraditório, ao demoratório, ao supositório… e outros órios mais. Fritando os ovos: processo eterno. Terminará após o fim do prazo obtido pela cervejaria Itaipava para pagar o ICMS “compulsoriado”: dois mil anos.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome