Acusado de operar mensalinho, Blairo Maggi tem casa vasculhada pela PF

Foto: Agência Brasil
 
 
Jornal GGN – Ministro da Agricultura do governo Temer, Blairo Maggi (PP) foi alvo de busca e apreensão pela Polícia Federal na manhã desta quinta (14), em Brasília.
 
Blairo é acusado pelo delator Silval Barbosa (PMDB) de ter pagado “mensalinho” aos deputados de Mato Grosso, quando era governador.
 
Silval sucedeu Blairo no comando do Estado e também foi deputado quando os pagamentos de vantagem indevida aconteciam.
 
Na delação, Silval diz que a propina com Blairo “começou a se operar o chamado ‘mensalinho’ no ano de 2003, quando o colaborador era da Mesa Diretora [da Assembleia Legislativa]. Esse mensalinho era uma vantagem indevida que era paga para cada deputado estadual do Estado de Mato Grosso, tendo começado no ano de 2003, em torno de R$ 30 mil reais por deputado.”
 
Ainda de acordo com a delação, em 2003 houve “um acréscimo de R$ 12 milhões a 15 milhões no orçamento da Assembleia Legislativa para que pudessem retirar desse valor as vantagens indevidas”.
 
Além da casa de Blairo, na aza sul de Brasília, a PF também faz buscas em gabinetes de deputados estaduais da Assembleia Legislativa do Mato Grosso que foram citados da delação.
 
Maggi foi governador do Mato Grosso de 2003 a 2010.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Sob suspeita de superfaturamento, laboratório do Exército pagou insumo da cloroquina 167% mais caro

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome