Advogado de filho de Lula denuncia manipulação, omissão e vazamento da revista Época

A defesa de Luis Cláudio Lula da Silva desmentiu que o filho do ex-presidente “não consegue explicar como ganhou R$ 2,5 milhões de consultor” em contrato
 
 
Jornal GGN – Após solicitar ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, que investigue os vazamentos de arquivos em sigilo na Justiça Federal do Paraná, a defesa do filho do ex-presidente Lula, Luis Cláudio Lula da Silva, afirmou neste sábado (14) que a suspeita de vazamento se confirmou na reportagem “Ainda Faltam explicações“, da revista Época desta edição.
 
“Época dá mostras de ter esquecido os Princípios Editoriais do Grupo Globo do qual faz parte”, disse em nota oficial o advogado Cristiano Zanin Martins, que repudiou a “tentativa de manipulação de documentos vazados de uma investigação policial na qual Luís Cláudio já prestou todos os esclarecimentos e afastou qualquer ligação com os possíveis ilícitos investigados”.
 
A revista, que fechou a sua redação nesta sexta (13) mais tarde para fazer a cobertura dos atentados terroristas ocorridos em Paris, na França, acabou utilizando o drama vivido pela cidade-luz como capa da edição que foi às bancas neste sábado.
 
Não fossem os atentados, o destaque da revista mirava no “exclusivo” – “O depoimento de Luis Cláudio, filho de Lula, sobre seu negócio de R$ 2,5 milhões com um consultor preso na Papuda”. De acordo com a reportagem, o filho do ex-presidente “não consegue explicar como ganhou R$ 2,5 milhões de consultor”, afirmando que “admite que cifras pagas eram absurdas”. 
 
Alguns trechos da reportagem:
O depoimento de Luís Cláudio aos investigadores da Polícia Federal de Brasília estava em segredo de Justiça. A decisão foi decretada pela desembargadora do TRF da 1ª Região, Neuza Alves, que assegurou o sigilo. Além das informações prestadas, no dia 4 de novembro, das quais a revista admite ter “obtido com exclusividade”, estavam protegidos os documentos apreendidos pela PF, no dia 26 de outubro, durante a fase da Operação Lava Jato que envolveu o filho de Lula.
 
A suspeita do vazamento ilegal pelos advogados ocorreu no final da tarde desta sexta-feira (13), véspera da impressão, quando a revista decidiu ouvir a defesa de Luís Cláudio. Ao ser questionado pelos repórteres, o advogado Cristiano Zanin Martins entrou com uma representação ao Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, pedindo que fosse investigado o acesso dos jornalistas aos dados em sigilo.
 
De acordo com Martins, o documento exige uma identificação apenas dos advogados da defesa, seguida de uma verificação se eles possuem instrumento de procuração no processo. As únicas informações prestadas pela revista, após consultar a defesa de Luís Cláudio, informou que o “profissional da área privada já prestou às autoridades todos os esclarecimentos que lhe foram solicitados”. 
 
Após questionar ao Ministério da Justiça o descumprimento da decisão da juíza do TRF da 1ª Região, a resposta completa da defesa do filho de Lula foi encaminhada em nota. 
 
Em primeiro lugar, o advogado desmente que Luís Cláudio afirmou que “nunca havia feito um projeto parecido ao que entregou à Marcondes & Mautoni”. “A afirmação que consta no depoimento vazado à revista é que o trabalho entregue ao contratante foi original, pois não havia sido feito anteriormente para outro cliente, considerando que o objeto do estudo se dá em situação nova para o próprio país, caso da preparação do Brasil para os megaeventos, como a Olimpíada de 2016, onde conta a experiência dos demais países na execução desse tipo de evento”.
 
Cristiano Zanin Martins também informa o filho de Lula esclareceu “todos os serviços prestados à Marcondes & Mautoni e, no dia seguinte, entregou à Polícia Federal, por intermédio de seus advogados, todos os contratos firmados com tal empresa e, ainda, todos os materiais relativos aos trabalhos realizados”, e que “a própria revista confirma que também no caso dos contratos estes foram vazados”.
 
Sobre a comprovação de que os serviços foram prestados, Martins adiciona que há o “detalhamento das horas trabalhadas e da data do contrato”, além de relatórios que comprovam particularidades da negociação, entregues aos investigadores da PF, dos quais os jornalistas também poderiam ter acesso. O advogado completa que “não tratar do detalhamento e especificação do ‘lucro líquido’ não parece ser questão central à comprovação da veracidade das informações prestadas no depoimento”.
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Antes de ser preso, hacker indicou que poderia vazar dados do governo

24 comentários

  1. quem é responsável?

    a operação lava-jato é uma ação penal que tem um presidente: o sr. sérgio moro.

    ele é o responsável por todas as ilegalidades da operação. ele é o prevaricador que, ou recebe dinheiro, ou recebe vantagens para vazar informações que são absolutamente sigilosas.

    a questão não é provar isso: que sérgio moro é um prevaricador associado em bando com procuradores e delegados federais: é dele, sérgio moro o ônus da prova de que não é bandido.

    inclusive, à calúnia e, também, à difamação de funcionário público no exercício da função, que é o caso dos membros desse bando, cabem a exceção da verdade.

    e isso tudo é facilmente comprovado pois é sérgio moro em parceria com outros bandidos, travestidos, ele de “magistrado” e os outros de “procuradores” e “delegados” federais que vazam informações sigilosas; FALSIFICAM PROVAS e coagem, mediante tortura, suas vítimas a delações falsas, que levam a outras prisões absolutamente ilegais.

    a operação lava-jato é golpe de bandidos contra o sistema legal brasileiro.

    por essas e outras aberrações, urge um expurgo total na magistratura e demais instituições acessórias ao judiciário, principalmente, procuradoria e polícia federais. 

  2. Alguém imagina a

    Alguém imagina a ‘investigativa’ época vasculhando os contratos de prestação de serviço estabelecidos entre e o governo brasileiro e um dos filhos do ex-presidente FHC, para eventos e feiras no exterior, os quais custam, anuamente, mais de R$15 milhões aos cofres públicos!? Alguém aqui imagina policiais federais dando batida na casa do filho de FHC, às 23p0min, realizando mandado de busca e apreensão na residência dele, após ele e a esposa terem comemorado o aniversário de FHC!? Alguém aqui imagina FHC estampando uma capa de revista em uniforme de presidiário, pelos crimes da privataria!?

    Alguém aqui acredita que a transcrição escrita fornecida pelos vazadores da PF corresponde fielmente ao depoimento de Luiz Cláudio?

    Alguém aqui acredita que uma PF, um MP e um PJ que cometem reiteradamente crimes como o de vazar a veículos de mídia depoimentos que deveriam ficar em sigilo e segredo de justiça ou de instalar escutas ilegais em cela de preso e área comum de carceragem, sem autorização judicial, e com base nessas ilegalidades criminosas, instruir e colher depoimentos para oferecer denúncias? 

    Alguém aqui acredita que uma PF, um MP e um PJ com as credenciais acima, que se aliam a uma mídia criminosa, sonegadora e golpista, estão interessados e empenhados em combater a corrupção no País? Ora, tenham a santa paciência!

  3. Alguém imagina a

    Alguém imagina a ‘investigativa’ época vasculhando os contratos de prestação de serviço estabelecidos entre e o governo brasileiro e um dos filhos do ex-presidente FHC, para eventos e feiras no exterior, os quais custam, anuamente, mais de R$15 milhões aos cofres públicos!? Alguém aqui imagina policiais federais dando batida na casa do filho de FHC, às 23p0min, realizando mandado de busca e apreensão na residência dele, após ele e a esposa terem comemorado o aniversário de FHC!? Alguém aqui imagina FHC estampando uma capa de revista em uniforme de presidiário, pelos crimes da privataria!?

    Alguém aqui acredita que a transcrição escrita fornecida pelos vazadores da PF corresponde fielmente ao depoimento de Luiz Cláudio?

    Alguém aqui acredita que uma PF, um MP e um PJ que cometem reiteradamente crimes como o de vazar a veículos de mídia depoimentos que deveriam ficar em sigilo e segredo de justiça ou de instalar escutas ilegais em cela de preso e área comum de carceragem, sem autorização judicial, e com base nessas ilegalidades criminosas, instruir e colher depoimentos para oferecer denúncias? 

    Alguém aqui acredita que uma PF, um MP e um PJ com as credenciais acima, que se aliam a uma mídia criminosa, sonegadora e golpista, estão interessados e empenhados em combater a corrupção no País? Ora, tenham a santa paciência!

  4. ora  a  revista  desvirtuou

    ora  a  revista  desvirtuou as  resposta  ao seu bel  prazer  entao  processo nela,  e  que  se peça o direito de resposta 

    • Também

      Também pensei o mesmo: se não é verdade, se mentiram, enquadrem e proceesem, vamos ver se a lei fuciona mesmo, ou será mais um  artifício bola nossa a favor da mídia cartelizada.

  5. Por uma ilação, o cara é

    Por uma ilação, o cara é intimado onze horas da noite, no dia do aniversário do pai, presta depoimento sob sigilo, e uma semana depois o depoimento vaza para uma das revistas que mais implacavelmente e covardemente perseguem seu pai. Nenhuma sindicância, processo disciplinar, inquérito, nada. É isso mesmo ou estou ficando maluco?

  6. Fora cardoso, ao menos do PT.

    Que fazer?

    Tirar Zé Eduardo do PT.

     

     

    Como fazer o enfrentamento da crise política, tendo o inarredável sentimento de que temos um Brutus na retaguarda a apalpar-nos as costas?

    Política é feita com gestos, simbolismos e o ministro da justiça hoje representa a inércia, a paralisia do governo e do Partido dos Trabalhadores para fazer frente a crise política que nos assoma.A sua permanência a frente da pasta desencoraja toda a militância a ir para luta e ajudar o governo a superar a crise política, que é condição para se superar a crise econômica.

    Sua assustadora inação deixa a todos perplexos e atemorizados. Sua “entrevista preventiva” a uma revista semanal afirmando que “A lei é para todos” é de um cinismo poucas vezes vista na história política do partido, faltou completar, se bem que desnecessário, que “A lei é para todos os petistas”, pois na prática é o que se tem visto durante toda a sua gestão a frente do ministério.

    A Presidenta, por sua vez, declarou mais de uma vez, que não transige com o malfeito, donde se conclui que ela está de pleno acordo com o trabalho de desmoralização e desmonte do seu governo e do partido patrocinado pelo seu ministro, pois, se o que vem produzindo não é o que se pode chamar de malfeito, nada mais que se faça nesse país pode, pela sua visão, receber essa alcunha.

    O Ministério da Justiça é um ministério estratégico politicamente e deveria, pela quadra em que vivemos ser o mais atuante, junto com a Casa Civil. Seu titular, diante dos fatos escabrosos que sua polícia vem cometendo deveria atuar diuturnamente para impedir a mesma de se transformar num antro, num covil de conspiradores contra o governo. Cabeças da alta direção da corporação já teriam rolado há muito tempo por muito menos do que fizeram e fazem os seus membros, e no entanto, o ministro parece habitar um mundo, uma dimensão transcendental.

    Porem o ministro é dela, ela o nomeou, é um problema, e que problema, dela. O que não dá para aceitar bovinamente é que o PT continue a chancelar as suas ações, ou melhor, inações.

    Para alem de ser ministro, é um militante do partido e enquanto tal o PT deveria convocar, isso mesmo, convocar o cidadão petista para prestar esclarecimento sobre a sua duvidosa conduta a frente da pasta.

    Se a direção do PT não se pronuncia, cabe a sua militância fazer um levante, tuitaço, abaixo assinado, pela saída desse militante do partido; que continue no governo, mas agora sem o apoio do partido e de sua militância. A idéia de ter no interior do mesmo um novo Cabo Anselmo é algo que me dá arrepios.

        

     

  7. E Então, Vem o Da Justiça e Diz…

    “Se pensam que vou perseguir os ditos inimigos e proteger os amigos, podem esquecer”.

    Não Zezão ensaboado, o que se quer é justamente o contrário, que não persigam seletivamente os amigos e protejam escandalosamente os inimigos, de sua frase escorregadia. Que a justiça não seja pensa, seletiva e parte de camarilha política com a mídia, confessa líder da oposição.

    Entendeu agora ou precisamos pirografar?   

  8. Com um “judiciário” desse tipo, quem precisa de INIMIGOS ?? !!!

    E em certos locais ainda surgem hipócritas, que teriam poder de denunciar esse judiciário corrupto (protetor de uma elite mais corrupta ainda), que tentam divulgar mensagens de paz entre todos, baseada na injustiça de sempre !

    Se isso não for uma provocação de covardes, nada mais é. 

     

  9. Desembargadora Afrontada

    Foi cometido um crime, pois a ordem da desembargadora do TRF da 1ª Região, Neuza Alves, era para manter sigilo na documentação.

    A desembargadora Neusa Alvez está sendo afrontada por aqueles que se consideram acima da Lei.

    Será que a desembargadora Neusa Alves tomará alguma providência ou isso não vem ao caso ?

  10. bandidos

    é evidente que esses vazamentos foram facilitados por bandidos, como todo a operação.

    como disse zaffaroni: a lava-jato é golpe.

  11. Dinheiro fácil mesmo, muito

    Dinheiro fácil mesmo, muito acima destes 2,5 milhões, é o que a Globo recebe do governo federal, de graça, praticamente sem qualquer contrapartida – ou melhor, recebe para atacar o governo e o PT. Foram R$ 6 bilhões em publicidade em poucos anos. Dinheiro público jogado no lixo. Isto sim deveria gerar algum tipo de investigação, por mau uso do dinheiro público.

    Uma outra coisa que me chama a atenção: a mídia golpista brasileira tem divulgado informações consideradas sigilosas pela justiça, chamadas de vazamento. Pergunta-se: é legal isto, publicar ou divulgar em rádio e TV informações que estão em segredo de justiça? Não há legislação que puna este tipo de prática, na minha opinião criminosa? Ora, se alguém informa publicamente – ainda mais usando uma concessão pública – algo que deveria ser mantido em sigilo, fataltamente quebrou objetivos da investigação e causou danos irreparáveis. Imaginem se amanhã a justiça considere todas as ilações contra o filho de Lula como sem qualquer fundamento? Quem vai reparar os danos causados à imagem dele, da família dele, de Lula, ou de qualquer outro cidadão atingido da mesma forma?

    Além dessa mídia golpista, que não repara dano algum porque existe uma impunidade imoral por parte da justiça em relação aos mafiosos barões da mídia, o próprio Estado teria que reparar os danos morais causados, uma vez que foi incapaz de impedir os vazamentos. Quem seria reponsabilizado neste caso, se até agora, após dezenas de vazamentos seletivos, o incompetente e pusilânime ministro da justiça foi incapaz, em quase um ano, de apresentar qualquer relatório apontando os culpados pelos vazamentos.

    Dilma e Zé Cardozzzo devem ser informados de que este republicanismo de que falam está ferido de morte diante desta contumaz prática de vazamentos, sejam seletivos ou não. Num país sério, agentes da PF seriam afastados, os proprietários, editores e jornalistas diretamente ligados aos vazamentos seriam presos e responderiam a processos; e até mesmo juízes, advogados e promotores de justiça teriam que responder por estas práticas. Mas, isto seria numa república séria, o que não é o caso.

    E finalmente, lembro-me aqui que o então herói da direita brasileira Joaquim Barbosa (hoje é o Moro), quando do julgamento da AP 470, chegou a esconder em forma de segredo de justiça aquilo que poderia ser usado em favor dos acusados. Não vimos nenhum desses paladinos da moralidade vazando os conteúdos em segredo de justiça. O que mostra o (mau) caráter dessa gente.

  12. num é incrível: é ser inédito

    num é incrível: é ser inédito o que torna um projeto mesmo simples super valioso e, portanto, é coisa que não se fez antes

  13. Fico imaginando o que se deve

    Fico imaginando o que se deve passar pelas cabeças dos profissinais de jornalismo da Globo. Como se sentem vendo a Globo transformando-se, em ritmo rápido, em uma espécie de Abril parte II. Tá tudo contaminado e o constrangimento que deve preocupar os profissinais sérios parece aumentar. Até quando alguns resistirão a supremacia do partidarismo e parcialismo jornalistico em detrimento da ética jornalistica? Esse forte grupo, que monopoliza e controla a informação no país, parece estar dependente do afago elitizado da direita golpista e por esse erro caminha, sem retorno, para a sua degradação e derrocada final. Se acontecerem as vitórias jurídicas de Lula e de Luis Cláudio, contra as recentes maldades jornalísticas contra a Veja e a Época criará um novo marco jornalistico, que dividirá o antes e o depois desses julgamentos.

  14. Terrorismo midiático-judicial

    Terrorismo midiático-judicial tem o DNA do mensalão 2, o único que foi julgado segundo regras da opinião publicada. O mensalão 1 e outros crimes reais de lesa-pátria estão com validade quase vencida (bombas  que não foram detonadas e nunca serão). E o teatro do absurdo policialesco segue queimando a nossa constituição e o estado de direito.

  15. Direito de resposta neles!

    …e mais um caso de vazamento de informações sigilososas. Aquilo que o delegado da PF falou no programa de TV que depois de exausivas investigações não foi possível comprovar. Como disse o delega é mérito da imprensa livre:

    “Nós temos uma imprensa livre e, às vezes, ela, no exercício da liberdade de divulgação, faz a seleção do que deseja divulgar”.

    http://jornalggn.com.br/noticia/nao-ha-na-pf-qualquer-comprovacao-de-vazamento-ilegal-diz-delegado

    O segredo desta imprensa livre eu vou revelar: ela tem um exército de pombos-correios muito bem treinados capazes de lograr o sofisticado esquema de segurança da polícia, ingressar nos prédios, vasculhar as gavetas, localizar depoimentos e retornar com segurança para as bases. É importante que este segredo não seja revelado e fique apenas aqui entre os leitores do GGN.

  16. Ok, mas e o principal?

    Acho engraçado que ninguém aqui tocou no centro da questão: por que esse rapaz ganhou R$2,5 milhões por um suposto projeto sobre o qual ele não tem o menor expertise? Por que um valor tão alto?

     

    Ah, tá, deixa pra lá. Melhor falar mal do FHC, mesmo.

  17. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome